Desnotícias:"O mandamento é não roubarás", diz decisão do MP que prendeu Crivella

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(dif) ← Edição anterior | ver versão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

HELL DE JANEIRO OU RIO DE NOJEIRA, Brasil

Impossível não mencionar este vídeo.

Hoje de manhã o prefeito Marcelo Crivella, da IURD, foi preso pela Polícia Civil em operação que investiga o chamado QG da Propina, um esquema de corrupção inspirado nas falcatruas do titio. Segundo a advogada de Crivella, Menina Pastora Louca, seu cliente foi pego de surpresa, e no momento da prisão se encontrava de pijamas com a estampa do presidente Jair Bolsonaro.

A decisão de prender o prefeito do Rio, no parecer do Ministério Público, visava manter a tradição carioca de mandar seus governantes para o xilindró, onde costumam receber tratamento de luxo com direito a buffet e wi-fi gratuito, e ainda citou a frase "o mandamento é não roubarás", repetida por Crivella nos debates com Dudu até encher o nosso saco. A denúncia apontava Crivella como líder de organização criminosa - mais uma, além da Universal - que recebia propina do empresário Rafael Alves (ironia da ironias, presidente de uma escola de samba), em troca de contratos fraudulentos na Riotur (ironia maior ainda, a responsável pelo Carnaval). Fontes próximas ao atual prefeito Eduardo Paes garantem que ele adoraria zombar da prisão de Crivella, mas nunca se sabe quem vai ser o próximo.

Fontes[editar]

Compartilhe
essa desnotícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram