África Central

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa



Wikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: África Central.
África central ali no centro.

Cquote1.png Você quis dizer: África Meial Cquote2.png
Google sobre África Central
Cquote1.png Experimente também: Congo Cquote2.png
Sugestão do Google para África Central
Cquote1.png Era tudo nosso. Cquote2.png
Belga sobre África central.
Cquote1.png Bons tempos de imperialismo... Cquote2.png
Inglês sobre comentário anterior.
Cquote1.png Nossos maiores rivais. Cquote2.png
Qualquer tribo da região sobre qualquer outra tribo.
Cquote1.png Matéria-prima! Mão-de-obra barata! Eu quero! Cquote2.png
Pessoal do mundo desenvolvido sobre África Central.

África Central é a região d meio da África, ou seja, aquela recoberta pela mais densa flotresta onde leopardos se atiram sobre os habitantes a cada árvore e, também, onde babuínos podem estuprar humanos a cada esquina. Sendo também uma região muito apreciada pelas indústrias multinacionais, pois ali ainda há espaço para desmatamento, esporte favorito das mesmas.

Resuminho do cafofo[editar]

Um exemplo de zona urbana da região.

A África Central corresponde basicamente ao Congo e paisinhos igualmente instáveis ao lado, sendo que nenhum possui índices mínimos de IDH para, sequer ser considerado subdesenvolvido, restando-lhes apenas a denominação de subsaarianos para expressar-lhes a existência, tudo bem que poderiam ser englobados na categoria Haiti também.

Basicamente a região sofre ainda com o que sobrou do imperialismo europeu, se tornando algo tribal, pobre e extremamente belicoso, peraí eles sempre foram assim... Mas ainda não havia AIDS.

Política[editar]

Miss mina terrestre, esse pessoal tem um gosto estranho...

O estilo de governo que melhor se adequou a região foram as ditaduras preconceituosas e tribais, governos que misturavam a Ditadura militar ao conflito já normal de tribos da região, ou seja no país vivem trocentas tribos, dominadas por uma só que não tem nem um pouco de carisma, só poderia resultar na panela de pressão da região, que quando explode suja até o Jornal Nacional.

O sistema político é devidamente democrático e como em todo lugar desse imenso planeta é vergonhosamente irrevogavelmente adulterado os valores finais afim do presidente a trocentos anos no poder se manter por mais alguns, mesmo com ele já sendo conservado em botox e formol.

Economia[editar]

Na região três ovos custam muito caro.

É inteira voltada para a biopirataria e venda de madeira nativa para a construção de vibradores nos Estados Unidos, a venda de peles é o que movimenta toda a economia, eles matam os leopardos que sempre aparecem revirando os lixos e os vendes para o Velho Continente, onde viraram roupas de mulheres com mais dinheiro que o PIB deles próprios.

Todo o dinheiro arrecadado acaba indo para os traficantes de armas russos que vendem o que sobrou do arsenal soviético para os africanos, patrocinando a guerra, que é algo que desde eras remotas sempre foi algo extremamente lucrativo.

Aspectos da região[editar]

Bandeira de um país de lá.

A população não pesa mais de 30Kg cada e não vivem além dos 25 anos, idade essa onde o trabalho na caça de mafagafos costuma exterminar o pessoal. Eles vivem no meio do mato, não no meio de árvores de 15 metros de altura, todas carnívoras o que torna sensos e pesquisas algo bem difícil.

O relevo é o melhor possível uma planície escarpada, o que facilita a emboscada a animais e, também a emboscada de animais sobre eles, existem muitos rios, todos contaminados pelo sangue das guerras tribais, mas eles não ligam, antropofagia é algo comum por lá.....

Ver também[editar]