Çalvem o ç çedilha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Maluf tn.jpg Fóí éú qúé fíz!
Póde párécé qúé ésté ártégó fóí éscrító pó álgúém qúé náó fálá Pórtúgáís. Pórémmm, ócórrré qúé é dé própósétó, cóm fénálédádé hómórístícá. Próféssó Pásqúálé ágrádécé pélá ménçáó!


Çáuvêin u C Çedilia". Uma canpanha çó para vençedoriz... (êim pró dáh cãpanha ARRÊFORMÔTULARIZAÇÂUN DA ORTOGRAFIÇAZÂUN BRAZILERA)

Proposta[editar]

  • INTRODUÇÃO

Visando à simplificação da escrita do Português utilizado no Brasil, causa primordial da dificuldade em alfabetizar a população, apresenta-se um primeiro esboço de proposta de reforma ortográfica gradual para estudo e discussão pública, Visando também o fato de que se começou o projeto visando acabar com a discriminação de algumas letras do nosso alfabeto como o "ç", visando também a eliminação de uma letra muito utilizada sem necessidade, o grande vilão "s".

1º ANO[editar]

  • 1º semestre:

O “Ç” substituirá o “SS”, o “SC”, o “S” e o “C” çibilante como em "Silvia" "cidade" ou "Piscina". Mas ainda continuará a çer escrito nos finais das frases.

Çertamente iço terá muita açeitação, pois çimplificará a língua com a eliminação do “S”, do "SS", do "SC", e do "C" com çom de "SS", ficando açim "Çilvia", "çidade" e "Piçina"

Iço diminuirá o tamanho de çertas palavras, fazendo creçer o intereçe pela ARRÊFORMÔTULARIZAÇAUN DA ORTOGRAFIÇAZAUM BRAZILERA. Ficando çomente com o "S" nos finais das frases.

Algumaç palavraç com çeçedilha.
  • 2º çemestre:O “C”, com çom de “K”, çerá çubçtituído por eçte. O motivo de não manter o “C”

apenas kom çom de “K” é devido ao nome da letra “C” çer pronunçiado komo “çe” e não “ke”.

Iço akabará kom difikuldades de alunos de alfabetização nas eçkolas, prinçipalmente nas klaçes iniçiais Também çerá implementado o novo alfabeto:

A B Ç D E F G H I J K L M N O P Q R T U V W X Y Z

kolokando açim no alfabeto as letras que eçtamos utilizando na eçkrita, façilitando açim o que nunka çe entendeu, "porque eçkrevemos com o "ç" çe ele naum tem no alfabeto?" que era a propoçta iniçial do programa... dando açim o devido reçpeito a eça letra tão diçkriminada, o Ç.

2º ANO[editar]

  • 1º çemestre:

Akaba o uso do “X” e do “S” kom çom de “Z”, çubstituídos por “Z”. Iço façilitará a vida dos alunos e eliminará çertas konfuzões ezistentes no uzo deças letras

  • 2º çemestre:

Akaba o uzo do “S” kom som de “Z” no final das palavras ou no meio quando não akompanhada de vogal, çubstituíndo-çe tudo por “Z”. Diz o ditado popular, kada makako no çeu galho. ARRÊFORMÔTULARIZAÇAUM DA ORTOGRAFIÇAZAUM BRAZILERA pretende ke çe tenha “kada letra kom oz çeuz uzoz”.

3º ANO[editar]

  • 1º çemeztre:

Akaba a ezkrita de “X” entre vogaiz, em palavraz komo “çexo”, “nexo”, “tóxiko”, çubztituindo-çe eçaz letraz por “KÇ”. Naz palavraz ezkritaz kom “XÇ”, komo “exçelênçia”, “exçeção”, “exçeto” etç., o “XÇ” çerá çubztituído pela letra “ç” çimplez, para adekuar a ezkrita à pronúnçia brazileira, “eçelência”, “eçeção”, “eçeto” para çimplifikação.

  • 2º çemeztre:

O “C”, ke até o çemeztre anterior eztava çervindo para akompanhar o “H” na produção do çom de “X”, çerá eliminado definitivamente. Az palavraz kom “CH” paçarão a çer ezkritaz kom “X”, ke çomente çerá uzado kom çeu çom xiado. Elaz fikarão maiz kurtaz, komo “xave” e “kaxaça”. A mudança rezolverá, para çempre, todaz az dúvidaz çentenáriaz çobre a ezkrita de algumaz palavraz, komo “xuxu” e “xíkara”.

4º ANO[editar]

  • 1º çemeztre:

A ezkrita kontinuará a çer çimplifikada kom a eliminação definitiva do dezneçeçário “Q” e da çua junção kom o “U”, komo em “QU” antez de “E” ou de “A”, çubztituídoz pelo “K”. A partir deça reforma, dúvidaz çobre o uzo do trema, ke frekuentemente atormentam noçoz alunoz, dezapareçerão para çempre junto kom ele.

  • 2º çemeztre:

O uzo do “H”, komo letra muda, çerá kançelado para çempre. Naz palavraz ke kontenham “LH”, ele çerá çubztituído pelo“I”, remanejando-çe o açento da palavra. Iço rezolverá um antigo problema doz alunoz doz kurçoz de alfabetização, ke não entendem direito kuando çe ençina a ezkrita de palavraz komo “vélio”, toália” etz. O “H” paçará a çer uzado, ezkluzivamente junto kom o “N”, apenaz em palavraz komo “lenha” ou çozinho em abreviaturaz, komo a da palavra “ora”.

5º ANO[editar]

  • 1º çemeztre:

A letra “G” paçará a ter apenaz o çom de “G”, komo na palavra “garra”, não maiz poçuindo o çom de “J”. Iço ekonomizará letraz dezneçeçáriaz, komo o “U” daz palavraz “gerra” ou “gizo”, além de akabar para çempre kom çertaz dúvidaz, komo kom ke letra çe ezkreve “marjem”, “viajem” ou “berinjela”.

  • 2º çemeztre:

A letra “M” terá çua aplikação reduzida apenaz ao çeu uzo junto a vogaiz, komo en “mangeira”. O entuziazmo pela reforma kreçerá kuando palavraz ke kontenham o çom de “N” paçarem a çer ezkritaz apenaz kom “N”! Kon iço, akaba a konfuzão en palavraz komo “tanto” e “tanbén”, ke paçarão a ter uma grafia maiz lójika, çem regraz tipo “antez de P e de B çe ezkreve...”.

6º ANO[editar]

Neçe ano, conpletada a faze do eztabeleçimento do uzo correto daz letraz, çerá iniçiado o planejamento de uma ARRÊFORMÔTULARIZAÇAUN DA ORTOGRAFIÇAZAUM BRAZILERA "konplementar", tanbén gradual, ke tratará, prinçipalmente, da modifikação da grafia daz palavraz eziztentez de forma a retratar o maiz ezatamente poçível a pronúnçia do portugêz falado no Brazil. Enbora de forma Çinplez e inkonpleta, çujerimoz, a çegir, algunz tópikoz, dentre outroz.

  • Regulamentar o tradiçional koztume, á muito tenpo adotado en todo o Brazil, de pronunçiar letraz não ezkritaz en palavraz komo “muito” e “tanbén”. Çerão modificadaz az letraz en palavraz ke não çe pronunçian komo çe ezkreven. Entretanto, kuando o koztume de mudar a forma falada for apenaz rejional, komo “arrôz”, ke é pronunçiado peloz kariokaz komo“arroix”, peloz mineiroz komo “arroiz” e peloz gaúxoz komo “arrôz”, çe uzará a grafia tradiçional. Palavraz faladaz kon a mezma pronunçia en todo o paíz, terão obrigatoriamente a nova grafia, komo “fôrão einbora”, “eztivérão fujindo”, “tanbêin xegei”, “têin jente”,

“çêin xançe”, “êin çima da meza”, “elez çe âmão” etç., o ke façilitará múinto a alfabetização.

  • Paçar a grafar o artigo definido mazkulino “O” kom a letra “U”, para fikar koerente kon a pronúnçia brazileira, komo êin “U ômein xama-çe Jilçon Gimarãez”.
  • Paçar a grafar az palavraz termindaz em “O” kom a letra “U”, kômu êin “U meu kárru é líndu”, “Konprei un çapátu”.
  • Paçar a grafar az palavraz termindaz em “E” kom a letra “I”, kômu êin “U meu koração pertênçi a êli”.
  • Paçar a grafar az palavraz êin ke o “L” têin çon di “U”, kômu êin “U meu automóveu novu keimou”.
  • Grafar az palavraz ke ção terminadaz êin “ÃO” komo realmênti komu pronunçiamoz, “fakâun”, “kâun”, “Çâun Jorji” etz.
  • implemnta a retirada do "e" quando tem çom de "i" e kolocandu o "i" ondi ele tein çom i nãun apareçi komu por exemplu "izcada" "çubiztituindo"

KONKLUZÂUN[editar]

Akreditâmuz, çinçeramênti, ki kon a FORMÔTULARIZAÇÂUN DA ORTOGRAFIÇAZÂUN BRAZILERA, aliada áu izfôrçu duz profeçôriz brazilêruz di portugêiz, atinjirêmuz a meta di akaba kon u anaufabetízaçâun ki enpobréçi a noça kultura i nuz umília komo pôvu i komu naçâun poiz ezizti u mitu di ke naum çabemuz a propria língua.

Ver também[editar]