Ōkami

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Ōkami é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Remilia Scarlet cria outra névoa vermelha em Touhou 6


Come-me
Okami capa.jpg

Capa do jogo

Informações
Desenvolvedor Clover Studio
Publicador Capcom
Ano 2006
Gênero Pintura
Plataformas Playstation 2, Wii
Avaliação 70%
Idade para jogar 12 anos

Cquote1.png Minha prima! Cquote2.png
Kyuubi sobre Amaterasu
Cquote1.png Minha inspiração! Cquote2.png
Firefox sobre Amaterasu
Cquote1.png Eu odeio Okami, porque agora, sempre que eu jogar um jogo diferente, tudo que eu sinto é PURA DECEPÇÃO. Cquote2.png
gamer sobre Okami

Ōkami é um jogo para Playstation 2 que só ficou conhecido quando passaram para o Wii, já que jogá-lo no Play2 pode se tornar uma tarefa desumana. Porque? Leia o artigo...

Surgimento do conceito[editar]

A ideia de Okami com uns toques infantis...

Para a construção do enredo de Okami, a Capcom colocou o CD do The Legend of Zelda: Ocarina of Time no computador, duplicaram-no e editaram um pouquinho. Estava pronto Okami! Se você é um daqueles fãs viciados que negam a verdade, eis aqui as provas esmagadoras:

  • Link lobo virou Amaterasu e Midna virou Issun!
  • Hyrule Field virou Shinshu Field!
  • A trilha sonora também é uma duplicata, mas em Okami adicionaram uns sonzinhos japoneses para diferenciar...
  • O sistema de falas por legenda é o mesmo, e para criar as vozes em Okami usaram o mesmo conceito da voz de Midna.
  • Mesma estrutura de jogo por dugeons e prêmio para cada chefão que o protagonista mata.
  • É por último, Okami possuí um tema japonês, e sabe o que mais é japonês? Isso mesmo! A N-I-N-T-E-N-D-O, diferentemente da Capcom!

Cquote1.png Mas peraí, a Capcom não é japonesa também? Cquote2.png
Leitor sobre o ponto anteriormente exposto

...

...Enfim, para disfarçarem a verdade (O que não fizeram muito bem), o pessoal da Capcom que já havia lido um livro de mitologia japonesa colocaram alguns elementos mitológicos, mas ainda assim Okami é considerado por todos um The Legend of Zelda legítimo!

  • O fato de ter amigos minúsculos e encolher num tronco de uma arvore para encontrar a vila deles é igual ao Minish Cap.

Personagens[editar]

Amaterasu[editar]

Por mais que se exiba, Ammy nunca irá alcançar a fama de Link só pelo fato de ser mulher...

Amaterasu, também conhecida como "Ammy" ou "Bola de Pelos", é a protagonista de Okami. Sendo a reencarnação da deusa do sol Amaterasu, Ammy tem a missão de destruir as forças do mal que se espalham por Nippon. Em sua vida secreta, Ammy possui relações sexuais com Link em sua forma lupina, o que fez de Okami um jogo muito aclamado por furries de todas as partes do mundo. Além de matar Orochi e Yami, Ammy tem a missão de juntar todos os 13 poderes mágicos do pincel, acumular pontos de louvor, ajudar Susano a fazer sua espada brilhar, conseguir a 1000º espada de um colecionador, salvar a vida de carteiros, ajudar um fantasma, trazer um significado para a vida de um pedaço de papel e conseguir voltar em casa antes das 6 horas, que é quando começa a escurecer.

Poucas pessoas sabem, mas antes de Okami, Amaterasu trabalhava na TV Colosso.

Issun[editar]

Issun ampliado em pi (sem a vírgula) vezes.

Apesar da imagem a esquerda, Issun é mostrado em 99,99% como um besouro verde que fica pulando no focinho de Ammy. Issun é um poncle que se alto-denomina o "Artista Viajante" (Wandering Artist também pode ser traduzido como o "Artista Errante" ou "Artista Delirante"). Possuí a mesma função de Navi (assim como a mesma aparência) mas sua personalidade lembra mais a de Midna, exceto pelo fato de ser homem e por isso ser quase tão mulherengo quando Brock.

Susano[editar]

Susano em toda sua gloria...

Susano é o pior espadachim de todos os tempos, mal consegue cortar um espantalho sem a ajuda de Ammy. Considerado por muitos o verdadeiro vilão de Okami ao mesmo tempo que é o heroi do jogo. Susano ficou realmente importante quando vendeu suas ideias na área de Filosofia, coisa que ele é bem melhor do que espadachim.

Cquote1.png Um homem sem bebida é como um espadachim sem sua espada! Cquote2.png
Susano sobre a vida.
Cquote1.png Apoiado! Cquote2.png
Homer Simpson sobre acima

Waka[editar]

Waka e seu visual fashion!

Viado assumido, Waka é um personagem com o papel muito parecido com o de Sheik em Ocarina of Time, ambos aparecem de repente de tempos em tempos na sua vida e somem de repente também, ambos falam discursos brilhantes enormes e chatos toda vez que aparecem, ambos possuem uma música tema própria, ambos tocam instrumentos e ambos são travestis, mas a diferença entre eles é que Waka possui a irritante mania de misturar gírias francesas com gírias americanas (-"This is it! Bounjour, baby!" Waka DEMOnstrando seu idioma invicto...).

Chefões[editar]

Orochi[editar]

Segundo o mito, Orochi possuía 8 cabeças, 8 rabos e era tão grande que ocupava 8 montanhas! Em Okami, Orochi possui 8 cabeças, nenhum rabo e ocupa um buraquinho com um sino em cima, e sua batalha é tão fácil que os designers da Capcom tiveram que repeti-la mais três vezes.

Crimson Helm[editar]

Aí que "meda"!

Esse bicho dos inferno estava amaldiçoando uma das vilas em Taka Pass, fazendo com que seus ventos divinos parassem de funcionar. A batalha com Crimson Helm é previsível, Ammy deve acertá-lo até sua armadura cair e depois usar a habilidade de vento para fazer o fogo em seu corpo apagar, depois e só atacá-lo ainda mais.

Ninetails[editar]

NINETAILS!!!

Ninetails é o pokémon chefão encontrado em Oni Island, depois de passar por um Blockhead, centenas de corridas, puzzles e qualquer outra coisa chata de encontrar em um dugeon. Possui uma cabeça de raposa (contradizendo o fato de ser uma raposa) e como o próprio nome diz, nove rabos. A batalha com Ninetails é uma das mais irritantes, você deve esperar que a maldita levante sua espada (sem malícia!) podendo assim eletrocutá-la com sua nova Habilidade de Pincel, depois você fica batendo nos anões que residiam cada um dos rabos até acabar com todos... ou seja, se você já jogou Zelda, você mata esse chefão de olhos fechados.

Yami[editar]

A mão com a maior espinha vista no mundo!

Yami é o verdadeiro vilão desse jogo, e você só ouve falar dele depois de 60 horas jogando isso... Depois de se acostumar a ver chefões bonitos que combinam com o design elaborado do jogo, Yami é decepcionante, já que é apenas uma esfera, nada mais. É claro que de vez em quando Yami muda sua forma, mas ainda assim...Ele pode virar um scammer do caralho casino vivo e uma copia da Master Hand.

Lugares[editar]

Shinshu Field[editar]

Já não precisamos realçar de novo a incrível semelhança de Shinshu Field com Hyrule Field!

Kamiki Village[editar]

Lugar onde se começa o jogo, mas no momento tudo estava sendo destruído e não era possível contemplar a bela vista.

Taka Pass[editar]

Taka Pass = Shinshu Field
Shinshu Field = Hyrule Field
Taka Pass = Hyrule Field!

Oni Island[editar]

Oni Island é um atol uma ilha que tem a incrível capacidade de mudar de lugar sempre que alguém quer ir nela, o que é surpreendente pois é uma ilha feia com o aspecto mais assustador do jogo Okami. O setor do governo que comanda a ilha já desistiu de fazer da ilha um ponto turístico, e um pobre vendedor preso lá ainda sofre com a pouca clientela.

Habilidades de pincel[editar]

Okami trouxe algo de inovador que são as habilidades de pincel. Elas funcionam da seguinte maneira:

  • Assim como as músicas em Ocarina of Time, você só pode utilizar as habilidades quando alguém der ela para você (ou quando alguém disser que você pode usar a habilidade ou já tem, já que o personagem principal não tem falas, não tem personalidade e menos ainda inteligência, por isso que mesmo fazendo os comandos, se ninguém disser para você como faz, o personagem não faz).
  • Aperte "B" no Wii Remote para que a tela fique em 2D e você possa utilizar a habilidade.
  • Ao mesmo tempo que você aperta "B", aperte "A" para desenhar na tela e interagir com o cenário de diversas formas. Esse é o único motivo para terem adaptado Okami para o Wii (já que não melhoraram gráficos, renderização, som ou qualquer outra coisa).

O suplício do PS2[editar]

Como a habilidade do pincel exige certa dose de precisão, fica muito difícil reproduzir os movimentos certos numa alavanca peidada como a do PS2. Como a jogabilidade não ajuda nem um pouco, e a câmera menos ainda, é comum você tentar fazer um traço reto e no fim sair um troço parecido com algo que o macaco fez. Por isso, foi lançado Okamiden, para Nintendo DS, e tudo se tornou mais fácil com a canetinha Stylus.