Áustria Alemã

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


●Die Republik vor dem Ersten Republik Österreich
●A República Antes da Primeira República da Áustria
●Áustria Alemã

Austria Alema.jpg AustriaCoA-1918.png
Bandeira Brasão
Lema: Morte aos húngaros!
Hino: Land der Chucrute
GermanAustriaMap.png
Retalhos de territórios que formavam a Áustria Alemã
Capital Viena (será?)
Língua austro-alemão-judaico
Tipo de Governo República que desejava ser anexada por alguém
chanceler Karl Renner
Moeda Coroa autro-húngara
População 10.400.000 (1918, de acordo com meu tio)



Áustria Alemã foi uma tentativa completamente imbecil de criação de uma república austríaca em 1918, que de tão bem sucedida só durou até 1919. Essa pseudo-república que surgiu com o término da Primeira Guerra Mundial foi fruto da mente fértil de alguns austríacos que entediados dos húngaros decidiram criar um país só para eles.

[editar] História

Após o fim da Primeira Guerra Mundial, o centro da Europa era um verdadeiro caos sem lei e sem fronteiras, foi tanta gente invadindo o outro que em 1918 não dava para saber o que era de quem naquela zona toda. Os austríacos tentaram dar uma de espertos e pegaram uma terra de ninguém que ninguém sabia de quem era e falaram que ali era a mais nova República da Áustria. Então, em 28 de Outubro de 1918, o Tratado de Versalhes foi uma conferência realizada no Kosovo onde todos países do mundo assinaram que a Alemanha deveria se fuder e ser humilhada por mas de 100 anos como punição, e por isso ficou criada a Áustria Alemã, porque não existe povo mais inútil na Europa do que os austríacos, essa cópia falsificada de alemãs.

A Áustria Alemã reclamava partes da Itália, da Checoslováquia, da Suiça, de Liechteinstein, da Áustria Germânica da antiga Áustria-Hungria, da Eslovênia e do Tirol Meridional. Mas o fato é que eles foram completamente ignorados por não possuírem força armada sequer para conquistar Tuvalu, e a república foi reduzida a um pedacinho de nada, como se fosse uma Andorra.

Como se sabe, os austríacos possuem tórridos fetiches por alemães e seus salsichões, e por isso entraram com pedido na Corte Internacional para integrarem um másculo e novo Grande Império Alemão, mas é lógico que essa ideia foi ridicularizada e negada.

Como era de se esperar, o objetivo austríaco estava condenado ao fracasso desde o princípio, já que não contava com o apoio de nenhuma potência europeia, à exceção da Alemanha, que naquele momento se encontrava fudida, destruída, na lama, em crise econômica gravíssima, derrotada e desmoralizada (porque diabos esses austríacos quiseram se unir à Alemanha?).

Áustria e Alemanha felizes juntos.

E assim, o pseudo-presidente Karl Renner foi obrigado pelos Aliados a assinar o Tratado de Saint-Germain-en-Laye, e se recusasse seria vendido para os judeus. Nesse tratado ele disse que prefere ver a mãe morrer de hemorroidas do que formar uma república austríaca alemã.

E com o tratado assinado, a Áustria Alemã é extinta em 1919 dando lugar à Primeira República Austríaca, um dos países mais inúteis que se tem notícia na história.

v d e h
Estados Extintos


Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas