2=1

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
331px-Longcat.jpg Prepare-se para ler:
Esse artigo é muuuuito grande e pode causar cegueira.
Pense duas vezes e não seja tão idiota antes de ler algo assim
DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ... \textstyle 2 \ne\ 1
DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ... \textstyle 2 > 1
Quem acha que entende e é verdade este fato matemático

\textstyle \bold 2 \bold = \bold 1 é um dos grandes mistérios do mundo, este "fato" é a primeira e mais babaca piada que um nerd calouro de um curso qualquer de Exatas aprende ao entrar na faculdade.

\textstyle \bold 2 \bold = \bold 1 é tão empolgante para um nerd que, não raramente, o coitado chega ao orgasmo tentando "demonstrar" a "igualdade" para o seu tio bêbado, ou para sua prima gostosa.

Prova clássica[editar]

Seu professor de Cálculo diz:

Suponha a seguinte igualdade entre números reais.  \textstyle x = y
Desta igualdade, multiplicando ambos os termos da igualdade por  \textstyle x, temos:  \textstyle xx = xy
Logo, subtraindo-se  \textstyle yy em ambos os termos, chegamos a...  \textstyle xx - yy = xy - yy
Colocando  \textstyle (x-y) em evidência a direita e a esquerda da igualdade...  \textstyle (x-y)(x+y) = (x-y)y
Divide-se por  \textstyle (x-y) cada termo, obtendo...  \textstyle x+y=y
Como  \textstyle x = y, podemos escrever:  \textstyle y+y = y
Que é o mesmo que...  \textstyle 2y = y
Logo, eliminando-se  \textstyle y, por divisão, concluímos:  \textstyle 2 = 1
C.Q.C. C.Q.D.(Como Queriamos Demonstrar)(Calado QI Despresível)

Críticas à prova clássica[editar]

  1. Que porra é essa? A maioria dos estudantes brasileiros, portugueses e lusófonos em geral, cabulou essas aulas de matemática nem se quer sabe o que é "por em evidência"!
  2. Os que tem capacidade para saber o que é por em evidência notam a evidente fraude que é dividir qualquer coisa por  \textstyle x-y uma vez que, se  \textstyle x=y, então  \textstyle x-y=0, o que implica em uma divisão por zero.
  3. Se  \textstyle 1=2, então  \textstyle I=II, logo você não estava cursando Cálculo I, e sim Cálculo II, o que seria um problema para a faculdade, uma vez que você poderia argumentar erro na matrícula.

Prova simplória[editar]

Seu primo nerd onanista calouro de Física diz:

Tomemos as igualdades... 0\times 2 = 00\times 1 = 0
Logo: 0\times 2 = 0\times 1
Dividindo ambos os lados da igualdade pelo mesmo número: \textstyle \frac{0}{0}\times 2 = \frac{0}{0}\times 1
Simplificando: \textstyle 2 = 1
UHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHhhhhhhmmmmmmmmmm(gozando...)

Critíticas à prova simplória[editar]

  1. Fica muito claro, mesmo para os mais estúpidos, o charlatanismo dessa prova, quando divide-se zero por zero! \textstyle (\frac{0}{0}).

Prova teológica[editar]

A Menina Pastora Louca diz:

Assim diz o Senhor, em Gênesis 2:24: Cquote1.png Portanto deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão uma só carne. Cquote2.png
... e em João 17:11: Cquote1.png Eu não estou mais no mundo; mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, guarda-os no teu nome, o qual me deste, para que eles sejam um, assim como nós. Cquote2.png
Logo, se o homem é UM, a mulher é UMA e unidos são UM...  \textstyle 1+1=1 \textstyle 2=1
E também, se Deus é UM, Jesus é UM e juntos são UM...  \textstyle 1+1=1 \textstyle 2=1Obs.: No último caso também podemos provar 3=1 se incluirmos o Espírito Santo, a gosto do cliente.
Amém???(Aquele que discordar vô passapussimadeli...)

Críticas à prova teológica[editar]

  1. O Dogma da Trindade e a interpretação quanto ao casamento, divórcio, ou poligamia são interpretados de forma variada por diferentes igrejas cristãs.
  2. O paradoxo criado pela Teoria dos Múltiplos Jesuses que acaba por desacreditar essa prova.
  3. Deve-se considerar que a Bíblia não é o livro sagrado de diversas religiões não-cristãs como o Islamismo, Budismo, Comunismo, Capitalismo e Onanismo, entre outras.

Prova imaginária[editar]

Seu professor de Cálculo II:

Tome a reconhecida sequencia de igualdades:  \textstyle 1= \frac{-1}{1}= \frac{1}{-1}
Usando o segundo e terceiro termos da série de igualdade temos:  \textstyle 1= \frac{-1}{1}= \frac{1}{-1}
Aplicando a raiz quadrada em ambos os lados da igualdade...  \textstyle \sqrt{\frac{-1}{1}}= \sqrt{\frac{1}{-1}}
Separando as raízes no divisor e no dividendo de cada fração:  \textstyle \frac{\sqrt{-1}}{\sqrt{1}}= \frac{\sqrt{1}}{\sqrt{-1}}
Extraindo  \textstyle \sqrt{1} e uma vez que  \textstyle \sqrt{-1}=i, podemos escrever:  \textstyle \frac{i}{1} = \frac{1}{i}
Multiplicando cada lado da identidade por  \textstyle \frac{1}{2} ...  \textstyle \frac{i}{2} = \frac{1}{2i}
Ainda, somando-se  \textstyle \frac{3}{2i} em cada termo...  \textstyle \frac{i}{2} + \frac{3}{2i} = \frac{1}{2i} + \frac{3}{2i}
Usando o m.m.c. (mínimo múltiplo comum) entre  \textstyle \frac{i}{2} e  \textstyle \frac{3}{2i} (a saber  \textstyle 2i) para igualar os denominadores do primeiro termo da igualdade, chegamos a...  \textstyle \frac{i^2}{2i} + \frac{3}{2i} = \frac{1}{2i} + \frac{3}{2i}
Simplificando os  \textstyle 2i em ambos os lados da igualdade, temos:  \textstyle i^2 + 3 = 1 + 3
Como  \textstyle i=-1 , chegamos a:  \textstyle -1 + 3 = 1 + 3
Ou seja...  \textstyle 2 = 4
Que, divididos ambos por  \textstyle 2 , representam:  \textstyle 1 = 2
Como queriamo... (ahm!?) tem alguém acordado?(ZzZZZzzzZZZZZzzzzzzZzZz...)

Críticas à prova imaginária[editar]

  1. Dormindo em sala.jpg
  2. É muito imaginária.
  3. É muito complexa.
  4. Cquote1.png Mas professor, \sqrt{-1} aceita dois valores conjugados no Universo Compl... aí!! Doeu! Cquote2.png
    Ultranerd sobre Prova Imaginária, pouco antes de ser atingido pelo apagador
  5. Analogamente a Crítica à Prova Classíca, se 2=1 então Cálculo II = Cálculo I, e nessa matéria você já passou, senão não estaria cursando o II.
  6. Se 1=-1/1, então: 1=-1 ..... wtf??

Prova extremamente idiota[editar]

Sua irmazinha da 5ª série diz:

Qualquer idiota sabe que...  \textstyle \frac{0}{0}= \frac{0}{0}
Um número sobre ele mesmo vale 1, e zero sobre qualquer número vale 0 (daahh-ahh), então:  \textstyle 0=1
Agora soma 1 de cada lado, gênio:  \textstyle 1=2
A-HA, VIU SÓ! Te peguei, bobão! Te peguei...MWAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHA...

Críticas à prova extremamente idiota[editar]

  1. Cquote1.png NÃO!!!!! Cquote2.png
    Você sobre a Prova Extremamente Idiota, pouco antes de socar sua irmãzinha

Prova simples[editar]

Qualquer idiota pode dizer que:

Suponha as seguintes igualdades:  \textstyle 2-2=0; 0=0; 1-1=0
Logo: \textstyle 2-2 = 1-1
Colocando (1-1) em evidência dos dois lados da igualdade:  \textstyle (1-1) \times 2=(1-1) \textstyle \times 1
Dividindo os dois lados da igualdade por (1-1):  \textstyle 2=1

Críticas a prova simples[editar]

  • Como visto anteriormente, 1-1=0, logo é impossível por 0 em evidência e isso até tua mãe sabe.

Consequências[editar]

  • Se tenho R$1, na verdade tenho R$2.
  • A mulher possui uma boca, na verdade ela possui duas (por isto que elas falam tanto!).
  • O artigo 2 deveria ser redirecionado para o artigo 1, e vice-versa. O que causa um redirecionamento infinito, motivo dos bugs do servidor da Desciclopédia.
  • 2+2=4, logo 1+1=4, e se 1+1=2, logo 1=2=4.
  • Átila, o Huno, na verdade é Átila, o Duno.
  • D. Pedro I seria D. Pedro II e vice-versa, ou não.
  • Tio1.jpg e Tio2.jpg são o mesmo tio.
  • Você é Unicha.
  • Que depois do Ensino Médio, você irá para Biversidade.
  • A França é bicampeã mundial.
  • Existem 2 Chuck Norris (gostaria de vê-los lutando).
  • Quando você tira par ou ímpar, mostra 2 e perde, na verdade você ganha.
  • Quando você tira par ou ímpar, mostra 1 e ganha, na verdade você perde.
Corolário 1 (ou seria 2?)
Se \textstyle 2 = 1 então \textstyle 1 = 2, por comutatividade.
  • Se 2 = 1, somando 1 de cada lado fica 3 = 2, ou seja, 1 = 2 = 3, somando 2 de cada lado, fica 3 = 4, ou seja, 1 = 2 = 3 = 4, e assim sucessivamente. Ou seja, todos os números são iguais!

Paradoxo[editar]

Tomemos as duas afirmações (A e B) a seguir:

As provas confiáveis apresentadas anteriormente demonstram que 2=1. Portanto, a afirmação A é verdadeira. Por outro lado, qualquer otário sabe que 1 NÃO é igual a 2. Portanto, a afirmação A é falsa (na álgebra Booleana, escrevemos ¬A, para indicar negação). Sabemos também que a Alemanha não venceu a Segunda Guerra Mundial. Portanto, a afirmação B é falsa.

Vamos pensar um pouco: se A é verdadeiro e A é falso ao mesmo tempo e B é falso, portanto B é verdadeiro.

Em outras palavras:

A ∧ ¬A ∧ B → ¬B

Esse mesmo princípio se aplica a qualquer afirmação. Ou seja, toda afirmação verdadeira é falsa, ou seja:

X → ¬X

Esse princípio pode levar a consequências avassaladoras, como por exemplo:

  • George Washington está vivo.
  • A Lua é feita de plástico.
  • Você é inteligente.
  • Você é hetero.
  • Todos os números são iguais a 42.

Alguns físicos teóricos acreditam que essa incrível demonstração matemática explica como o Mundo do Contra surgiu. Todas as afirmações que são verdadeiras no mundo real tornam-se falsas num universo paralelo, e vice-versa, assim evitando paradoxos. Segundo essa teoria, o único lugar do Mundo do Contra no qual as leis da Física e da Lógica funcionam normalmente é a União Soviética, já que lá a Reversal Russa é revertida. (WTF?)

Ver também[editar]