24 Horas de Sexo Explícito

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Garota hentai.gif PERVERTIDOOOOO(a)!!

Safado(a)! Tava procurando putaria e caiu nesta página "sem querer", não é?! Você é mesmo pervertido(a)... Pelo menos feche a porta do quarto e divirta-se!!
Filme de putaria de quinta catiguria... só gente feia ao extremo. O diretor é o mais bonitinho...

24 Horas de Sexo Explícito é um filme de José Mojica Marins (ou J. Avelar, como assinou) feito na Boca do Lixo em 1985, foi o segundo filme de putaria do criador do Zé do Caixão (ou primeiro, se lembrarmos que A Quinta Dimensão do Sexo só tem cenas de putaria acrescentadas depois e que não têm nada a ver com o filme) e um dos primeiros filmes do gênero no Brasil, ironicamente um gênero que o Mojica odiava, mas foi obrigado a fazer porque já tava passando fome naquela época tentando fazer algum filme de terror e ninguém deixava ou o ajudava, teve que apelar pra putaria mesmo.

[editar] Sinopse

Wikisplode.gif
Para os fanáticos religiosos entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: 24 Horas de Sexo Explícito.

Basicamente, é a sinopse mais legal da história dos filmes do gênero. Sem zoação. Três atores pornô decidem apostar para ver qual deles consegue transar com mais mulheres num período de 24 horas. Para o desafio alugam uma casa na praia e convidam as mulheres mais feias que conseguem encontrar. Feias não... aquilo é o cúmulo da feiura extrema. As damas eram dragas tão tensas que você chega até a pensar que na verdade você está vendo um dos filmes de terror do José Mojica, não um filme de pornografia.

Um destaque para esse filme é a cena em que Vânia Bonier (a mais feia de todas as damas) dá uma ajuda a um pobre cachorro pastor alemão chamado Jack, que ficou vendo todos os atores atacando mais de mil mulheres ao mesmo tempo (ainda que tudo feia pra cacete) e ele ainda só conseguia comer a perna do dono dele. Assim, Vânia faz uma zoofilia com o cãozinho, tornando-o o famoso primeiro ator pornô animal do Brasil (junto com aquele cavalo de Experiências Sexuais de um Cavalo).

O filme, por mais feioso e de mal gosto (até pra quem curte morrer na mão com qualquer coisa), fez tanto sucesso que ganhou até continuação, 48 Horas de Sexo Alucinante. E praticamente foi a inspiração pra origem de produtoras como Panteras, Sexxxy e Brasileirinhas anos depois.



Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas