800 metros

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

800 metros é uma das competições de correria pura do atletismo, disputada em 800 metros, claro, senão chamariam de 790 metros ou 801 metros, mas é 800 metros rasos. Os competidores dessa modalidade são chamados de "meio-fudidos", pois não são completamente fudidos como os maratonistas, mas também não são tão bons quanto os velocistas das provas de 100 metros, e portanto precisam mesclar velocidade e resistência.

História[editar]

Na Grécia Antiga a prova era conhecida como "Hippios" porque apenas cavalos corriam distâncias de 800 metros em corridas, então permitiram que mulas também disputassem a prova, estas mulas deveriam vestir sapatos apropriados e podiam dar coices uns nos outros durante a corrida para eliminar concorrentes rumo à vitória.

A modalidade foi uma das introduzidas na primeira Olimpíada Moderna de Atenas 1896, e para manter a tradição os coices continuaram sendo permitidos, de modo que as raias foram abolidas e os competidores poderiam livremente se embolar no canto da pista.

Primeiramente competido apenas por homens, a modalidade até foi liberada para as mulheres praticarem nos jogos de Amsterdã 1928, mas o resultado foi um monte de mulheres tendo ataques cardíacos, desmaios e alucinações durante a prova, de modo que os 800 metros foram banidos permanentemente para mulheres. A prática foi, todavia, permitida para os travestis a partir das olimpíadas de Roma 1960.

Regras[editar]

Competidores de 800 metros rasos se agrupando para dar chutes uns nos outros.

Diferente das corridas de 100 metros, 200 metros e 400 metros, as competições de 800 metros não possuem raias, então é completamente permitido dar rasteiras, chutes, bandas e coices em adversários, vencendo aquele que sobrar.

As provas de 800 metros são conhecidas por não premiarem o atleta necessariamente mais rápido ou mais resistente, mas sim aquele de melhor tática, pois a questão nesta modalidade não é apenas correr e chegar primeiro ao fim, mas sim atrapalhar e se embolar com os adversários enquanto se preocupa em dar duas voltas no estádio.

Recordistas[editar]

Homens[editar]

Tempo Atleta País
1:40.91
David Rudisha
Bandeira do Quênia Quênia
1:41.11
Wilson Kipketer
Bandeira da Dinamarca Dinamarca
1:41.73
Sebastian Coe
Bandeira da Inglaterra Inglaterra
1:41.73
Nijel Amos
Bandeira do Botswana Botswana
1:41.77
Joaquim Cruz
Bandeira do Brasil Brasil
1:42.23
Abubaker Kaki Khamis
Bandeira do Sudão Sudão

Travestis Mulheres[editar]

Tempo Atleta País
1:53.28
Jarmila Kratochvílová
Bandeira da República Tcheca República Tcheca
1:53.43
Nadezhda Olizarenko
Bandeira da União Soviética União Soviética
1:54.01
Pamela Jelimo
Bandeira do Quênia Quênia
1:54.44
Ana Fidelia Quirot
Bandeira de Cuba Cuba
1:54.81
Olga Mineyeva
Bandeira da União Soviética União Soviética
1:54.94
Tatyana Kazankina
Bandeira da União Soviética União Soviética
v d e h