A Dona do Pedaço

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo aparece na TELEVISÃO!

Cuidado com as mensagens subliminares que estimulam você a comer no McDonalds ou habilitar o novo Office.

ReversalTV.jpg
Rossi.jpg Este artigo trata de coisas muito bregas, bicho!

Se você acha que a moda é coisa só pra gente chique, esqueça isso aqui e tome seu rumo, mas se você é um mal-amado fã de Reginaldo Rossi, pegue a cadeira porque o bingo já começou.

Falcao.jpg


Ffffffffuuuuuuu.jpg Artigo sem Imagens! FFFFFUUUUU!
Este artigo possui poucas ou nenhuma imagem o ilustrando. Adicione adicionar novas imagens se não FFFFFUUUUU...

Cquote1.png Você quis dizer: A Dona do Fiasco? Cquote2.png
Google sobre A Dona do Pedaço
Cquote1.png Você quis dizer: A Dona do Barraco? Cquote2.png
Google sobre A Dona do Pedaço
Cquote1.png Você quis dizer: A Dona do Peidaço? Cquote2.png
Google sobre A Dona do Pedaço
Cquote1.png Ainda bem que você não é gay, papai, senão eu ia ficar preocupada. Cquote2.png
Filhinha homofóbica de Agno para o pai.
Cquote1.png E nessa loucura/de dizer que não te quero... Cquote2.png
Tema de Maria da Paes.
Cquote1.png Texto raso, atuações equivocadas e um grande desserviço ao telespectador. Cquote2.png
Nilson Xavier, crítico de novelas e pesquisador, sobre A Dona do Pedaço
Cquote1.png Ao menos dá mais IBOPE que O Sétimo Lixão. Cquote2.png
EU sobre A Dona do Pedaço.

A Dona do Pedaço é a atual novela das 21 horas que começa às 21:35. Escrita por Walcyra Carrasca com a colaboração de Nelson Nadotti, Márcio Haiduck e Vinicius Vianna e direção hidráulica de Amora Mautner. Veio com a missão de levantar a audiência do horário, derrubada por O Sétimo Fiascão. E olha que eles têm conseguido, hein? (ainda que às custas de muito barraco e incoerência)

NewBouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: A Dona do Pedaço.

Sinopse[editar]

Sei lá, não assisto a essa bosta...

Maria da Paes vem de uma família de justiceiros profissionais, os Ranhirez, da cidade de Rio Vermelho, Espírito Santo. Desde pirralha, ela mantém o hábito de ficar na cozinha esquentando o umbigo no fogão, ao lado de sua avó (a dela, toupeira; não a tua!), Dulce Maria, com quem aprendeu a fazer bolos (por isso que a novela se chama A Dona do Pedaço; ba-dum-tsss!). Essa rotina a seduz mais do que as atividades impostas pelo pai, Ademir, que quer transformá-la em uma justiceira.

Na década de 1990, Maria da Paes conheceu e deu para se apaixonou por Amadeu, advogado formado em Derrota Vitória, porém membro do clã rival nos negócios dos Ranhirez, os Metheus. Quando descobre que vem de famílias rivais, o casal, para viver o romance, sugere um pacto de paz e consegue marcar o casamento. Porém, no altar, Amadeu leva um tiro e, após a tragédia, os Metheus prometem vingança contra os Ranhirez.

As primeiras vítimas são Fabiana e Virgínia, sobrinhas de Maria da Paes, filhas de sua irmã Zenaide. Vicente Pinto, irmão de Amadeu, fica encarregado de dar fim nas meninas, mas só consegue capturar Fabiana e, sem coragem, a deixa em um convento. Ao saber do sumiço de Fabiana, Zenaide e Vagínia fogem para Vitória e uma nova tragédia acontece: a menina se separa da mãe e se perde.

Jurada de morte, Maria foge para Sampa e é acolhida na casa de Marlene Dietrich (não é a cantora alemã), começando uma nova vida com a promessa de reencontrar as sobrinhas. Com o passar do tempo, recebe a notícia da morte de Amadeu, sem saber que a mentira é um acordo entre sua mãe Vaselina e a mãe dele, Nilda Furacão, que decidem dizer para ambos que os dois estão morridos.

Se não bastasse o sofrimento pela “morte” do amado, Maria da Paes se vê embuchada e sem emprego. Como forma de sustento, começa a vender bolos que ela mesma faz. O negócio dá tão certo que, 20 anos depois, Maria da Paes tornou-se uma bem-sucedida dona de uma cadeia de confeitarias. Vive ao lado da filha, Jô-siane, que cultiva desprezo pela mãe, critica seu comportamento e aparência e odeia o próprio nome, ou seja, uma mimadinha do caralho mesmo.

"Jô" – como Jô-siane prefere ser chamada – precisa da mãe para realizar o sonho de se tornar uma digital influencer e, para conquistar a projeção social que deseja, articula um plano com Régis Bittencourt, um playsson de família tradicional. A jovem o apresenta para a mãe e arma o casamento entre eles para tomar o dinheiro dela. Maria sequer imagina que a união pode colocar em risco seu patrimônio conquistado com tanta luta (isso, trouxa!).

Jô-siane ainda faz de tudo para se aproximar da famosa Vivi Fernandes, filha adotiva do casal Otário e Beatriz, que se tornou uma conhecida digital influencer. Jô-siane não imagina que ela é sua prima desaparecida Vagínia. Já Fabiana descobre o paradeiro da irmã ao vê-la na televisão com um amuleto dado de presente pela avó. Ela muda-se então para São Paulo, a fim de recuperar a vida que não teve.

A princípio, Fabiana não revela o parentesco com Vagínia, afinal, tem inveja da irmã bem-sucedida. Quem também se muda para São Paulo é Amadeu, que, após se recuperar do tiro que levou com a ajuda da fisioterapeuta Gilda, casou-se com ela certo de que sua Maria da Paes morreu. Na metrópole, ele pretende exercer seu ofício de advogado. E é lá que o casal protagonista se reencontra e reacende o amor do passado.

E mais um monte de encheção de linguiça que toda novela tem que ter, né?

Elenco principal[editar]

e o resto que se foda, pois são terciários ou figurantes de luxo.

Trilha Sonora[editar]

  • O primeiro volume da trilha sonora de A Dona do Pedaço traz na capa Juliana Paes como Maria da Paes, e 13 faixas. Lançado em 27 de julho de 2019.

Volume 1[editar]

  1. Tá Escrito – Xande de Pilares (nossa abertura)
  2. Cheia de Manias – Raça Negra aka Grupo Raça, bka Grupo Raça Negra (também conhecida como dididiê)
  3. Bebi Depois VomiteiMarília Merdonça LIXO
  4. Evidências – Chitãozinho & Xororó (tema de Maria da Paes dando para Régis Bittencourt)
  5. Zirigidum Yiri Yiri Boum – Dois Africanos
  6. Lullaby Love – Roo Panes
  7. Daydream in Blue – IMonster
  8. Écoute Moi Camarade – Rachid Taha
  9. Learn to Live – Alice Merton
  10. Nobody Makes Money – Fantastic Negritto
  11. Jolene – Dolly Parton (única do disco realmente boa)
  12. Loyal to Me – Nina Nesbitt
  13. Taki Taki – DJ Snake, Ozuna, Selena Gomez e Cardi B

  • O que ficou de fora ou que só vai entrar no segundo CD tomara que nem saia...:
    1. California Dreamin' – Bobby Womack (do The Mamas & The Papas)
    2. Eu Sei – Cai Sahra (caiçara, na verdade.)
    3. Las Vegas (instrumental) – Eduardo Queiroz (o que acontece em Vegas, fica em Vegas; nunca se esqueça.)
    4. Só Você e Eu – Vanessa da Mata (toca para caralho na Nova Brasil também)
    5. Véu (instrumental) - Eduardo Queiroz
    6. Bad Guy – Billie Eilish
    7. Evidências – Yasmin Santos
    8. Beijo Geladinho – Netinho de Paula (pagode nos anos 90 até era bom; muito melhor do que muita bosta que é divulgada hoje em dia, se for comparar)
    9. My Silver Lining – First Aid Kit
    10. Nothing Breaks Like a Heart – Miley Cyrus
    11. O' Death – Jen Titus
    12. Reunion – Bobby Gentry
    13. Snake Charmer – Gustavo Bertoni
      • Estas a seguir tomara que nem sejam aprovadas a entrar no volume 2...
        1. Só o Amor – Preta Gil e Gloria Groove (uma mulher e um trans dividindo o microfone. Vish...)
        2. Me Chama de My Whore – Thiago Brava e Kgay (blergh!)
        3. Quem Tem o Pau Mais Maior – Jerry Smith e Wesley Viadão (mais bagaça na trilha da novela!)

Letra de abertura[editar]

Quem cultiva a semente do amor
Segue em frente e não se apavora
Se na vida encontrar dissabor
Vai saber esperar a sua hora (como diria André Saporetti, do Shoptime: Cquote1.png (a vida) será boa ou não de acordo com as escolhas que você fizer. Cquote2.png)

Às vezes a felicidade demora a chegar
Aí é que a gente não pode deixar de sonhar
Guerreiro não foge da luta, não pode correr
Ninguém vai poder atrasar quem nasceu pra vencer

É dia de sol, mas o tempo pode fechar
A chuva só vem quando tem que molhar
Na vida é preciso aprender
Se colhe o bem que plantar
É Deus quem aponta a estrela que tem que brilhar

Erga essa cabeça, mete o pé e vai na fé
Manda essa tristeza embora
Basta acreditar que um novo dia vai raiar
Sua hora vai chegar!

CU-riosidades[editar]

Broom icon.svg
Tua mãe desencoraja seções de curiosidades, mas nós não ligamos a mínima! Sob as políticas da Desciclopédia
Mas bem que esta seção pode ser aproveitada integrando-se piadas decentes às seções mais adequadas.
Cada curiosidade pode render uns bons parágrafos, então faça direito!


  • A Dona do Pedaço é uma novela das 21h com nome de novela das 19h (Dias Felizes foi o título provisório - e também mais coeso. Pena que mudaram de ideia);
  • A novela tem esse nome porque Juliana Paes é uma confeiteira dona de uma cadeia de confeitarias (O RLY?), por isso que decidiram batizar a novela de A Dona do Pedaço!
  • Marca também o glorioso retorno de Reynaldo Jaqueline Gianecchini à TV. Seu último trabalho nas telinhas foi em Verdades Secretas, de 2015;
  • Essa novela terá ou não mais audiência que O Sétimo Guardião;
  • Este artigo está bem melhor do que este outro, a não ser pela ausência temporária de imagens.

Ver também[editar]