A Mulher que Escreveu a Bíblia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é relacionado à história.

E vive a American Way of Life

Tempos-modernos01.jpg
Este artigo se trata de um LIVRO!

Ele tem dedicatória, uma introdução chata pra caralho e assinatura do autor, que com certeza usa gola rolê e um par de óculos.

Outras obras literárias que você tem preguiça de ler.
20100203221304!5 wikipedia-2-550x550.jpg

Cquote1.png O livro fala sobre quem foi a mulher que escreveu a Bíblia Cquote2.png
Capitão Óbivio sobre A mulher que escreveu a Bíblia
Cquote1.png O livro fala sobre Eva, não? Cquote2.png
Carla Perez sobre A mulher que escreveu a Bíblia

Sim, o livro existe.

A mulher que escreveu a Bíblia é um livro no qual Dercy Gonçalves resolve fazer uma “terapia de vidas passadas” .

Introdução[editar]

O livro começa com o professor Chico Xavier, na época em que ocorre a história, um professor de história que, cansado de lidar com a mais perigosa das DSTs, as crianças, decide abrir um escritório onde ele passa a ler mãos, jogar búsios, psicografar e começa a fazer uma espécie de terapia da vida passada, na qual o cliente se transporta mentalmente para a encarnação que foi no passado. Surge então em seu escritório uma mulher...

A protagonista[editar]

A mulher que entra em seu consultório é nada mais nada menos que Dercy Gonçalves. Dercy dá início ao tratamento, mas algo surpreendente acontece. Ao invés de voltar a uma encarnação anterior, como todas as demais pessoas que fazem a terapia de vidas passadas, durante a terapia Dercy começa a lembrar-se de seu passado nessa encarnação presente, precisamente na época em que foi uma das setecentas esposas do Rei Salomão, o Chuck Norris do mundo antigo, e escreveu a primeira versão da Bíblia. Dercy resolve então escrever uma narrativa para poder escrever todos os palavrões que sempre sonhou registrar contar suas aventuras na época de Salomão.

Dercy.jpg

A história[editar]

À época da narrativa, Dercy era uma moça (sim, ela já foi virgem) feia (não, ela nunca foi bonita) e solitária que se masturbava com uma pedra. Até que seu pai foi informado que deveria entregar sua filha mais velha em casamento ao Rei Salomão para firmar uma aliança. Dercy é então levada a presença de Salomão, que assusta-se grandemente com sua exorbitante perícia em falar palavrões sua feiura ma se vê obrigado a acrescentá-la ao seu harém como esposa. Salomão, porém, como tinha 700 esposas e 300 concubinas, todas gostosas, e não era nenhum doente mental, não chama Dercy para o seu leito e não consuma o casamento. Dercy quer de todo jeito dar para o Rei Salomão, e provoca uma revolta em seu harém. Para acalmá-la, e aproveitando a necessidade, Salomão faz um acordo no qual ele a comeria se antes ela escrevesse um livro (nenhuma outra esposa poderia fazê-lo pois todas eram clássicas gostosas analfabetas). Dercy decide então escrever um livro contando desde o início da criação o qual mais tarde seria denominado Bíblia.