Abilio Diniz

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Abílio Diniz)
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do Estado de São Paulo.svg.jpg Eaew, jhow! Este artigo é paulista: não gosta de gaúcho nem de carioca e se acha um puta trabalhador, né, meu! E não tá completo, pois o vacilão foi tomar um chôps e dois pastel, meu!
Pewds Milionário.jpg Viena estava exuberante!

Este artigo é rico e seu autor só compra coisa chic. Seus advogados estão de olho em você, então não vandalize! Pobre? Tenho nojo de pobre, tudo o que tem é feito de prástico...

Vamos, meu bem, preciso desinfetar minha mão.

Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Abilio Diniz.


Abilio Diniz e usuário da desciclopédia um tetudo qualquer

Cquote1.png ... Cquote2.png
Doutor Roberto sobre Abilio Diniz
Cquote1.png Abilio Diniz só fala merda. Cquote2.png
Oscar Wilde sobre Abilio Diniz
Cquote1.png Ele é um imaturo. Eu odeio gente assim. Cquote2.png
Marion 'Cobra' Cobretti sobre Abilio Diniz
Cquote1.png Vai fundo. Eu não faço compra aqui. Cquote2.png
Marion 'Cobra' Cobretti sobre um louco prestes a explodir uma loja do Pão-de-Açucar
Cquote1.png Na União Soviética, a merda fala VOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Abilio Diniz


Biografia[editar]

Caminhos: Sucesso de vendas nas prateleiras do Pão de Açúcar

Abilio Luiz José "quem fica parado é poste" Inácio da Silva de Bourboun e Bragança Diniz (São Paulo, Brasil, 1899), poeta e filósofo brasileiro conhecido por suas brilhantes afirmações como "qualidade de vida exige método e disciplina", "não adianta guardar ressentimento. É bola para frente e vamos que vamos" e, de longe a mais famosa de todas "quem fica parado é poste". Estudou em Heidelberg sob a tutela do grande filósofo neotomista Jacques Maritain, que teria ficado impressionado com a afirmação casual de seu aluno de que "a natação é o esporte mais completo" e "quem fica parado é poste".

Diniz recusou a cadeira de filosofia em Heildelberg alegando que "não conseguia ficar parado, pois quem fica parado é poste" e abriu uma rede de padarias no Brasil para sobreviver. "A filosofia já não me apresentava nenhum desafio, e sou um homem movido exclusivamente à base de desafios. Porque quem fica parado é poste" (Diniz, "Recordações de Maritain e Etienne Gilson", 1974).

Para a alegria do mundo acadêmico finalmente voltou à filosofia em 2004, com "Caminhos e Escolhas - O Equilíbrio para uma Vida Mais Feliz" (considerado por Nuno Cobra como o "Tractatus Logico-Philosophicus brasileiro"). Teve grande influência em Quine, Rorty e Habermas.

Habermas afirmou no seu livro "Theorie des Kommunikativen Handelns" que "a filosofia nunca mais foi a mesma depois do insight de Abilio Diniz de que quem fica parado é poste". Esse inacreditável e assombroso aforismo ecoa no pensamento europeu com a mesma intensidade fatídica do "Deus está morto" nietzscheano. Ao ouvir a frase de Nietzsche, aparentemente pela primeira vez, o neotomista brasileiro teria dito: "Ô, que coisa, que é isso" - o que fez com que Habermas replicasse: "Que fofo!". Ver Dennet, Daniel, "Great Philosophical Conversations of Our Times". Ele também é dono do Pão de Açucar(é... isso mesmo... O MORRO!!!)

Citações[editar]

Abilio Diniz em Hollywood durante as gravações do filme "Rocky IX - A Ressurreição da Múmia", onde substituiu o ator Sylvester Stallone.
  • Cquote1.png Então eu digo para vocês: eu fiz Heidelberg, mas o que eu queria fazer mesmo era a escola da vida. Então eu larguei Heidelberg e fui fazer a escola da vida. Fui procurar o Dr. Antônio Ermírio que para mim era o mestre disso tudo aí: a escola da vida. Ele me recebeu numa saleta e perguntou: "Abilio, você consegue quebrar isso?". E me deu um lápis, que eu quebrei. "Agora vê se você consegue quebrar isso", ele disse, e me deu uns quinze lápis, com aquele sorriso maroto e sábio dele. E eu fiquei com vergonha de dizer para ele que aquele truque era muito manjado e que qualquer guru de auto-ajuda já usara essa. Então a primeira coisa que eu queria passar para vocês é isso, que "velho só fala merda"! Cquote2.png
  • Cquote1.png Nietzsche disse "Aquilo que não me mata, só me fortalece". Mas nós do Pão de Açúcar resolvemos tirar isso à prova. Então um belo dia fechamos o supermercado e começamos a ver quantas coisas nem matavam nem fortaleciam. (...) Nenhum produto do setor de papelaria matava ou fortalecia, com exceção da tesoura e da cola, que podiam matar mas também não fortaleciam. Durex não mata nem fortalece, papel timbrado Tilibra não mata nem fortalece. É difícil matar com uma régua... (...) No setor de produtos de limpeza, fizemos um vendedor beber meio litro de pinho sol mas ele não morreu nem ficou mais forte (muito pelo contrário, até hoje não está muito bem). Essa frase do Nietzsche só se aplica ao setor de hortifrutigranjeiros e laticínios, e mais uns poucos produtos, do tipo bolacha Calipso e o requeijão do Daltony. Então essa é a segunda coisa que eu queria passar para vocês, que Nietzsche só fala merda! Cquote2.png
  • Cquote1.png "O homem é o lobo do homem", quer dizer, tem muita gente querendo fazer treta contigo por aí. Olho vivo nesse pessoal. Cquote2.png
    "Hobbes para Gerentes", Capítulo V
  • Cquote1.png Quando a gente olha pro abismo, o abismo às vezes olha para você e fica aquele clima ruim. Não olha pro abismo não. Cquote2.png
  • Cquote1.png Os grandes maitres à pensar Jacques Maritain e Nuno Cobra foram as influências intelectuais da minha vida - com o Dráuzio Varella, Içami Tiba e o Dr. Ermírio chegando perto. Aquela menina, a Luciana Gimenez, também é mais inteligente do que parece. (...) Acho que todo mundo tem alguma coisa para nos ensinar nesta vida, menos a Angélica e o Luciano Huck Cquote2.png
    Da série "Palestras em Powerpoint"
  • Cquote1.png Não costumo falar com faxineiros porque esse pessoal todo é muito chucro, sabe. Mas a verdade é que talvez devesse porque às vezes essa gente diz umas coisas que você fica até bobo. Estava falando com a Dona Magali, que é a caixa numa das nossas unidades aqui da Mooca, e ela dizendo que foi baleada por traficante, destruíram o barracão dela. (...) E eu perguntei se ela não tinha raiva, e ela disse: "Ah, Dr. Abílio, eu acho que a melhor vingança é viver bem, né?". E ripa na xulipa! Foi uma lição de vida que aquela mulher burra de doer acabou me dando. Apesar disso, acabei mandando ela embora, detesto que me chamem de "Abílio", não tenho intimidade com povinho... Cquote2.png
  • Cquote1.png Quem fica parado é poste. Cquote2.png
  • Cquote1.png Estive em Paris no verão passado e vi um mendigo defecando em plena rua. Pensei com meus botões: maldito crescimento econômico que permite que subdesenvolvidos façam desses costumes sulamericanos naquela que era a mais bonita das cidades que eu conhecia... Sim, porque só pode ser um brasileiro ou qualquer outro chucro da América Latina que comprou uma passagem só de ida para a Cidade Luz e não tem como voltar para casa - possivelmente um barraco. Eu conheço os franceses, que apesar de falarem muita merda, são uns verdadeiros cavalheiros e jamais fariam isso. Cquote2.png
  • Cquote1.png Se você não dominar o ódio, o ódio dominará você. Cquote2.png
  • Cquote1.png Gosto de chegar em casa, ligar a TV e assistir a um episódio de Chaves ou Chapolin Colorado, por mais prosaico que isso possa parecer. Por trás daquela diversão inocente e gratuita, enxergo um monte de mensagens e oportunidades que só os verdadeiros líderes veem. Cquote2.png
  • Cquote1.png Muitas pessoas ficam obcecadas em atingir um padrão de beleza imposto pela mídia. O importante é a gente estar bem com a gente mesmo. Cquote2.png
  • Cquote1.png Odeio que encostem em mim, detesto gente grudenta, que fica falando merda e pegando no braço da gente pra falar dos "pobrema". Cquote2.png
  • Cquote1.png Quando fui conversar a primeira vez com Dr. Ermírio, ele me pediu que sentasse em sua cadeira para ver a sensação de poder que ela dava. Senti apenas asco por perceber que aquele velho gagá passava o dia inteiro peidando naquele assento. Cquote2.png
  • Cquote1.png Meu pai me ensinou: antes do almoço, um cálice de vinho do porto e dois ovos crus. Não sei o motivo, mas cheguei onde cheguei não tendo problemas de saúde e sou grato a ele por ter me ensinado tudo isso. Cquote2.png
  • Cquote1.png César Maia, certa vez, veio me falar, com um sorriso amarelo no rosto, que iria exigir royalties sobre a forma do nosso logotipo, que era um patrimônio da Cidade Maravilhosa. Disse que então iria falar com o Papa, meu amigo pessoal, sobre o uso da imagem do Cristo, lá no alto do Morro do Corcovado, sem autorização. Ele se retirou. Desde esse dia, tenho a certeza que César Maia só fala merda. Cquote2.png
  • Cquote1.png Estudar para o vestibular da vida me trouxe um conclusão: mas vale a experiência do que ficar enfurnado em uma faculdade aprendendo as regras do truco... Cquote2.png
  • Cquote1.png Minha secretária me ligou dizendo que Paulo Coelho queria falar comigo. Quando eu pedi que ele adiantasse o assunto, ele disse a ela que queria aumentar a venda dos seus livros usando nossa rede como distribuição. Mandei ela desligar na cara dele. Somente membros da minha família pode vender livros na nossa rede e Paulo Coelho só escreve merda. Cquote2.png
  • Cquote1.png Sobre o presidente Lula: "Aquele barbudo do cac..., digo, o presidente Lula sempre foi uma pessoa a quem muito admirei. Quem me mostrou quem realmente ele era foram aqueles sequestradores chilenos em 1989. Eles falavam para caralho mas eu não entendia quase nada, a não ser as palavras 'PT' e 'Lula'. Então pensei: se aquele filho da p... (cof! cof!) brilhante líder é capaz de comover até gente lá no Chile, das duas uma: ou ele é mesmo carismático ou esses sequestradores são idiotas mesmo. Claro que fiquei com esta última e hoje está provado que o Lula só fala merda. Cquote2.png
    Proferido em uma palestra na ABRAS em 2005
  • Cquote1.png Outro dia, ao sair tarde do trabalho, estava com vontade de comer um sanduíche de queijo cottage com cenoura ralada e então fui até aquela unidade do Extra da Brigadeiro, perto da sede do Pão de Açúcar, pois é 24 horas. Chegando lá, ao perguntar onde estava o queijo, a atendente da rotisseria me disse que não conhecia o tal "Queijo Contagem". Falei então: "Você só fala merda!!!". Só não a mandei embora porque Roberto Justus me ensinou que a demissão deve ser feita como uma obra de arte e não a esmo como eu fazia no início de carreira. Cquote2.png
    Em entrevista ao Programa do Jô, Janeiro de 2009

Poemas[editar]

De longe o mais famoso poema de Diniz foi "O Poste", sua obra-prima. Um ícone de toda a revolucionária literatura modernista do século XX. Abilio Diniz, como os modernistas, proclama a liberdade das palavras, uma libertação do idioma que autoriza modelação poética à margem das convenções usuais da semiótica construtivista. Entretanto é importante notar que a poesia de Diniz paira acima das periodizações e modismos literários, permanecendo até hoje extremamente atual.

 O Poste
 
 Quem fica parado é poste
 É poste quem fica parado.
 É poste.
 Quem fica parado é poste.
 
 Nunca me esquecerei desse acontecimento
 na vida de minhas retinas tão fatigadas.
 Nunca me esquecerei que quem fica parado 
 é poste.
 É poste quem fica parado
 Quem fica parado é poste.