Abadia dos Dourados

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Pão-de-queijo... hum... bão dimais...
Minas
Uai sô, ocê num intendeu?
Esse artigo é de humor mineiro uai! E foi feito por arguém que tava comeno um queijim... Pra entender, só comeno um pãozim de queijim com um copo de leitche! Ooooô trem baum de mais da conta, sô!


Abadia dos Dourados, em um raro dia movimentado.

Abadia dos Dourados é uma cidadezinha insignificante localizada no Triângulo Mineiro. Abadia dos Dourados tem o mesmo passado histórico da grande maioria das cidades mineiras: Por conta das minas de barras de ouro que valem mais do que dinheiro que existiam na região, a cidade foi explorada por Deus e todo mundo, até que se esgotaram os recursos e todo mundo foi embora, procurando por alguma outra cidade que ainda tivesse minas de ouro virgens. Ou seja, atualmente, Abadia dos Dourados é apenas uma cidade abandonada, que apenas serve como pano de fundo para acirradas corridas de feno.

História[editar]

O transporte público de Abadia dos Dourados é considerado um dos mais modernos e bem-conservados do mundo.

Abadia dos Dourados foi fundada no Século XIX, por alguns garimpeiros que estavam à procura de minas virgens de barras de ouro que valem mais do que dinheiro. Quando chegaram na região, os garimpeiros, percebendo que poderiam explorar bastante a região, resolveram levantar uma pequena ccomunidade, construindo alguns barracos de madeira e começando algumas plantações dos mais variados produtos, incluindo bambus e maconha. Por um pequeno período, em que as minas de Abadia dos Dourados ainda não eram rentosas, os garimpeiros sobreviveram apenas com a venda desses produtos, que eram exportados para Belo Horizonte.

Como existiam mais de 8000 minas rentosas na região, logo começaram a aparecer garimpeiros vindos do inferno, também querendo tirar uma casquinha de toda aquela riqueza. Com a chegada desses garimpeiros, Abadia dos Dourados começou a crescer muito, e, em pouco tempo, já podia ser considerada uma verdadeira cidade, até porque já tinham construido uma igreja bem no centro da região. Nos anos seguintes, a exploração das minas locais continuou de maneira incansável, até que, em muito pouco tempo, todo o ouro acabou por completo.

Como não tinha mais nada de interessante para se fazer em Abadia dos Dourados, todos os moradores resolveram se mudar para outras cidades do Triângulo Mineiro, abandonando completamente a cidade. Com essa debandada, Abadia dos Dourados acabou se tornando uma espécie de cidade-fantasma, pois sobraram apenas meia dúzia de habitantes, sendo que metade era analfabeta e a outra metade tinham apenas dois dentes na boca (tradição essa que é mantida até os dias de hoje).

Clima[editar]

O clima de Abadia dos Dourados é uma verdadeira porcaria. No verão, costuma fazer um calor pior do que o inferno, em que se dá para fritar um ovo na calçada. Essa é uma atividade bastantee comum na região, até porque todos os habitantes da cidade possuem uma criação de galinhas no quintal, e ovos é o que não falta. O ruim é que, mesmo estando nesse calor dos diabos, não existe nenhuma praia na região. Na verdade, não existe sequer um riacho para as pessoas se refrescarem. Ou seja, durante o verão, a única coisa que as pessoas podem fazer é ficar tomando banho de caneca com água gelada, pois na cidade também não existe ar-condicionado.

Ver também[editar]