Abraão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Abrão? Cquote2.png
Google sobre Abraão

Sônia Abraão (Ur, 1812 a.C. — Canaã, 1637 a.C.) é o maior criador de cismas da humanidade, é por culpa da falta de clareza com que registrou suas coisas que surge o judaísmo, o cristianismo e o islamismo.

Do que se sabe, Abraão era tatatatatatatatataraneto de Noé, era estéril, foi um pensionista durante a juventude, e era pegador embora broxa.

Vida[editar]

Abraão recebendo mensagens celestiais.

Não há nenhuma evidência de sua existência a não ser o livro do Gênesis, então você não pode saber se ele foi uma figura histórica real, pois não existem documentos que podem provar isso como carteira de identidade, carteira de motorista (afinal, as mil viagens dele, Abraão não deve ter feito à pé), cartão do plano de saúde, não há nada disso para uma pessoa considerada, teoricamente, tão importante.

Abraão é conhecido porque ele foi escolhido por Deus para realizar Seus planos, estabelecer uma grande cisma no planeta e uma guerra em Palestina e Israel que dura até hoje.

Infância[editar]

Nascido na Terra Média na cidade de Ur, toda sua aventura começou quando a mãe de Abraão pediu a ele para viajar até a cidade de Cam comprar uma webcam. O que deveria ser uma simples viagem viria a se tornar uma história épica digna de ser narrada num dos maiores livros de ficção científica fantástica da história, a Bíblia.

Viagens[editar]

Abraão gostou de viajar, sentiu que aquilo era sua vida, até que certo dia, morrendo de fome naqueles desertos do Oriente Médio, teve que se contentar na ingestão de um estranho cogumelo, que lhe causou um péssimo mal-estar.

Em meio às alucinações causadas pelo entorpecente natural, Abraão escutou Deus, que começou a lhe falar, ele deveria levar sua esposa Sara e seu sobrinho para Canaã, um deserto onde ele e sua descendência poderia governar.

Canaã[editar]

Abraão em busca da Terra Prometida.

O plano de Deus era simples: enviar Abraão como expedição de reconhecimento, deixá-lo ocupar uma região chamada Palestina e tomar posse. E assim aconteceu, e quando Abraão chegou à Palestina, Deus apareceu em seu sonho, ele fez a promessa que a terra pertenceria aos seus descendentes. Abraão achou a ideia genial, afinal, quem se importaria com aquele deserto inóspito e sem qualquer condições de prosperidade? Ele iria iniciar seu grande reino assim que acordasse.

Pena que Deus e Abraão esqueceram um pequeno detalhe . Quando o dia amanheceu e Abraão abriu o zíper de sua calça para a mijada matinal, encontrou-se cercado por 37 jipes cheio de palestinos armados como guerrilheiros curdos, que habitavam a região antes da chegada de Abraão, e não pareciam nada dispostos com a ideia de dividir seu território com ele, seus irmãos, seus servos, sua esposa e seu gado. Mas Abraão e a ONU não se importaram com isso e iniciaram um programa de transferências de judeus de todo mundo para a Palestina, e assim fundaram Israel.

Abraão até que tentou primeiro o caminho da conciliação, posando como um turista que havia se perdido, dizendo: "Estes sistemas de GPS são apenas uma merda" (Gênesis 11:26), mas logo foi expulso sob tiros de Kalashnikov.

Abraão então tentou conversar com Deus para compreender o que deu errado, mas a secretária disse:

"Desculpe mas no momento Deus está indisponível apesar de onipresente. Não deixe mensagens após o sinal porque Ele é onisciente é já sabe o motivo de sua aflição. Obrigada."

Egito[editar]

Abraão arregou e decidiu partir da Terra Prometida, ignorando completamente o pedido de Deus. Partiu para o Egito onde combinou com sua esposa Sara que se passariam por irmãos, pois sabiam da tradição egípcia de matar pessoas casadas (Gênesis Apócrifo 13:01).

O problema foi que o faraó se apaixonou Sara, mas antes que ele pudesse causar qualquer gracinha, Deus o puniu fazendo ficar sem pênis.

Separação de Abraão e Ló[editar]

Sem dinheiro, sem telefone, sem carro, sem Mastercard, Abraão ia com seus irmãos, seus servos, seus rebanhos e seu gado na região do Egito. Já cansado de vaguear empregado de um Deus que no pior momento parece ter desaparecido no ar, Ló mudou-se para Sodoma, que na época era famosa como se fosse Las Vegas hoje. Ló foi recebido em Sodoma calorosamente e se fixou por lá. Abraão por sua vez insistiu em ficar na pindaíba por aí.

A Bíblia também cita uma campanha militar em que Abraão tomou parte para salvar Ló, que depois de ser repetidamente sodomizado pelas Ovelhas de Sodoma tornou-se homossexual e se inscreveu no partido comunista marxista-leninista árabe separatista, coisas que o condenariam ao Inferno, e Abraão foi tentar o ajudar. Todavia, Abraão foi derrotado na batalha por o adversário era sadomasoquista e não adiantava bater neles, mas pelo menos conseguiu recuperar seu sobrinho e convertê-lo ao cristianismo.

Profecia[editar]

Depois de quase um ano sem comunicação, Deus novamente fala com Abraão: Ele aparentemente não gostou da cooperação de Abraão com o Hezbollah e por isso o amaldiçoou com 400 anos de escravidão, e com um estalar de dedos surgiram dos céus uma população de alienígenas, que hoje conhecidos egípcios, que tomaram Abraão e sua família como escravos para a construção de suas pirâmides.

Parece que Abraão tinha participado em segredo com Ahmadinejad um plano para dividir a Cisjordânia. O plano não deveria ser de conhecimento de Deus, mas alguns espíões de Deus descobriram o plano o que despertou Sua ira.

Nascimento de Ismael[editar]

A empregada Hagar vestida de modo para acender a libido de Abraão.

Abraão já estava idoso e durante sua juventude foi incapaz de ter tido filhos. A Bíblia nos diz que Abraão foi "sexualmente incapaz", um eufemismo para dizer "broxa". Pobre Abraão tinha tentado tudo, incluindo experiências com aerossóis para tentar obter o Viagra, mas sem resultados. Sem falar que sua esposa Sara era estéril.

Foi então que Sara teve uma excelente ideia após ler uma Revista Nova, para apimentar sua relação, Sara chamou sua serviçal Hagar para participar de um Ménage à trois vestida de empregada, um fetiche de Abraão, e a ideia realmente acendeu Abraão, e deu certo.

Hagar engravidou do velho tarado e deu a ele o seu primeiro filho, Ismael.

Circuncisão[editar]

Deus não gostou muito dessa putaria de Abraão e então revelou que o problema dele era que Abraão tinha fimose. Foi então que ele foi circuncidado por Deus ao 99 anos de idade, e como bônus modificou o nome de Sara para Jessica Rabbit, que Deus sabia ser um dos hentais prediletos de Abraão, e então Abraão aos 99 anos finalmente estava com sua vida sexual resolvida.

A máscara funerária de Abraão.

Com Sara Jessica Rabbit teve mais filhos, como Isaque. E assim a empregada Hagar foi demitida porque estava causando muita encrenca com assuntos sobre pensão para seu filho Ismael.

A fé de Abraão[editar]

Tudo parecia tão perfeito que Deus decide trollar tudo, e pede que Abraão sacrifique seu filho no Monte Sião. Ligeiramente ressabiado, Abraão decide acatar as ordens do Senhor e por muito pouco não mata o filho se não fosse a intervenção do anjo Gabriel pedindo para ele largar de ser n00b e que tudo não passava de uma pegadinha do Mallandro.

Abraão estava tão chapado naquele dia que não se lembrava nem qual filho ele tinha levado, isso gera muita polêmica pois os judeus juram que que foi Isaque, e os muçulmanos juram que foi Ismael, mas na verdade nem o próprio Abraão se lembra de tão chapado que ele estava.

A união de Abraão com Quetura[editar]

Sara Jessica Rabbit morreu, mas Abraão era um velho tarado que queria compensar seus 100 anos de virgindade. Casou-se com Quetura com quem teve seis filhos aos 150 anos de idade (haja viagra).

Morte[editar]

Abraão morreu aos 175 anos de ataque cardíaco por esforço eretivo excessivo.