Acari (Rio Grande do Norte)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Acari, também conhecida como "A cidade em que o boi voou", é orgulhosamente a cidade mais limpa do mundo, muito porque a população pobre não tem dinheiro nem para comprar uma balinha para ter o que jogar no chão da rua.

História[editar]

Toda a imponência e secura do famoso Açude Gargalheiras.

Povoado que surgiu ali por volta de 1750 com a construção de fazendas, cabarés e a igreja nas beiras de um rio qualquer onde acrediatav-se poderem ter água potável, sem saber que aquela fonte de água constantemente secaria e a cidade tod ano precisasse ser abastecida como caminhões-pipa.

O nome acari vem do antigo dialeto cariri que significa "cascudo", expressão adotada em homenagem aos pés dos antigos agricultores da região, e de quebra homenagear e lembrar também do lendário Câmara Cascudo.

Clima[editar]

Lugar quente de fritar os milos e fazer os habitantes quererem se suicidar com um mergulho no açude. Graças ao calor infernal, os seus habitantes tem a estranha mania de cozinhar seus alimentos no asfalto, e assim inclusive economizam com gás.

Economia[editar]

Economia de cidade pobre, baseada em produção de bananas e outros produtos primários que fazem ninguém prosperar.

População[editar]

Com pouco mais de 10 mil habitantes, de acordo com o último censo realizado, os dados demográficos demonstram que Acari é uma das cidades que tem mais fofoqueiras por metro quadrado e se localiza nos ovos do elefante. Cerca de 60% de sua população é de mulheres, sendo que destas 98% são bonitas e as outras 2% dá pra pegar dependendo do nível de álcool no sangue. Um dos fenômenos mais estranhos dessa cidade é que as meninas, ao ingressarem em um relacionamento, perdem automaticamente sua virgindade, assim a taxa de mulheres virgens com mais de 15 anos em Acari gira em torno de 0,000(...)0000,1%.

Turismo[editar]

Não tem nada de interessante, só o tal Açude Gargalheiras, uma cachoeirinha que constantemente está seca levando os habitantes da região ao desespero quando começa a vir o desabastecimento anual.