Adevogado

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


nada!

Certifico, a quem interessar possa e para os devidos fins, que este artigo trata de assuntos chatos jurídicos

Data venia, se você tiver alguma informação adicional a trazer aos autos, protocole uma petição solicitando a juntada de uma procuração que outorgue a você poderes para tanto, ou clique aqui.

Ladraompce.jpg
Seufurtado.PNG

Advogado é um ladrão.

Nome dado para as pessoas que votamos de 4 em 4 anos.

Guarde bem sua carteira antes de ler este artigo.
Discionario em png.PNG
O Descionário possui um verbete sobre Advogado
331px-Longcat.jpg Prepare-se para ler:
Esse artigo é muuuuito grande e pode causar cegueira.
Pense duas vezes e não seja tão idiota antes de ler algo assim
Icon tools.png Advogado
Subcelebridade, lanchinho de Produtor

Advg.jpg

Típico escritório de advocacia
Lema O que é seu, é meu. O que não é, ainda será.
O que faz Qualquer coisa em troca de dinheiro
Utilidade Alto Alta - Soltam criminosos e corruptos gerando emprego para a polícia
Popularidade Odiado
Salário Alto Depende
Empresa Todas
Sindicato Sindicato dos Ladrões
Profissionais Ilustres
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Luiz Pareto e Advogado do Nardoni
Ex-Profissionais Zeca Pagodinho e Sandy (desistiu e fez Letras)
Na ficção Ideli Salvatti interpretou uma advogada masoquista em 1976
Animal Mico-Ladrão-Dourado
Planta Árvore de Natal
Padrinho da Profissão
Male Icon.png
Silvio Santos
Madrinha da Profissão
Female Icon.png
Hebe Camargo



Cquote1.pngVocê quis dizer: Filho da puta?Cquote2.png
Google sobre Advogado
Cquote1.pngVocê quis dizer: 157?Cquote2.png
Google sobre Advogado
Cquote1.pngVocê quis dizer: sanguessugaCquote2.png
Google sobre Advogado
Cquote1.pngVocê quis dizer: Ladrão?Cquote2.png
Google sobre Advogado
Cquote1.pngVocê quis dizer: malandroCquote2.png
Google sobre Advogado
Cquote1.pngVocê quis dizer: CorruPTo?Cquote2.png
Google sobre Advogado

Revista do futuro advogado.

Cquote1.png Você sabe com quem está falando?Você sabe com quem está falando?Você sabe com quem está falando? Cquote2.png
Diálogo entre Arquiteto,médico e Advogado.
Cquote1.png Na União Soviética, os adevogados não tinham o que fazer. Cquote2.png
Reversal Russa sobre a ocupação dos adevogados de hoje
Cquote1.png Grandes merda 'cê é adevogado. E depois todo adevogado é viado, mermo. Cquote2.png
Paulo José sobre Advogado
Cquote1.png Trabalho para o Lula. E a Dilma. Cquote2.png
Tom Hagen sobre Advogado
Cquote1.png Se o seu namorado não "faz direito" eu faço. Cquote2.png
Estudante de Direito sobre namorada do seu melhor amigo insatisfeita com ele
Cquote1.png Alberto Filano Escravos Associados. Cquote2.png
Recém formado em direito, sobre escritório de escravocracia no qual trabalha
Cquote1.png Eu tenho medo. Cquote2.png
Regina Duarte sobre Advogado
Cquote1.png Grandes merda que cê é adevogado, e depois todo adevogado é viado mermo. Cquote2.png
Eliseu Drummond sobre Luiz Pareto
Cquote1.png Pouco se me dá que a azêmola claudique, o que me apraz é acicatá-la. Cquote2.png
Advogado sobre você não gostar dele.
Cquote1.png Uma cobra nunca pica um advogado devido a ética profissional. Cquote2.png
Psicóloga sobre advogado
Cquote1.png Lugar de ladrão é na cadeia Cquote2.png
são paulino sobre corinthiano
Cquote1.png Você sabe com quem está falando? Cquote2.png
Advogado sobre você
Cquote1.png Se eu pudesse eu matarra mil porque eu sou cabra-homem! Cquote2.png
Jeremias sobre Advogado
Cquote1.png Como três no café da manhã. Cquote2.png
Juiz sobre Advogado
Cquote1.png Todo advogado é safado. Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Advogado
Cquote1.png Data vênia, você vai ter que provar suas alegações. Cquote2.png
Advogado sobre comentário acima
Cquote1.png E eu pensei que na hora da morte ele estava procurando a palavra de Deus na bíblia, mas não, estava procurando brechas nas leis divinas para não morrer... Cquote2.png
Mãe de um advogado sobre advogado
Cquote1.png O problema com as piadas de advogado é que os advogados não acham graça e ninguem acha que é piada. Cquote2.png
Sábio XinKaoSao sobre advogado
Cquote1.png O art. 231.214345 da Lei nº 666.666/54 diz que eu tenho direito de discordar. Cquote2.png
Estudante de Direito empolgado de 1º período sobre este texto
Cquote1.png ... é Doutor Advogado! Cquote2.png
advogado sobre si Mesmo
Cquote1.png Doutor sou eu. Cquote2.png
Médico sobre comentário acima
Cquote1.png Doutor sou eu. Cquote2.png
PHDs e Doutores q realmente tenham o titulo de doutor sobre sobre os comentários acima
Cquote1.png ... é AdÊvogado! Cquote2.png
Curitibano sobre Advogado
Cquote1.png Na União Soviética quem enrola o advogado é VOCÊ Cquote2.png
Reversal Russa sobre sobre advogado
Cquote1.png Qual é a mistura de um advogado com uma loira? Um sanguessuga que não para de chupar! Cquote2.png
Piada infame sobre Advogado
Cquote1.png OBJECTION Cquote2.png
Você gritando tudo que você sabe sobre advocacia sobre Advogado

Representação de um advogado. As chamas de fundo foram removidas para permitir melhor visualização.

Advogado é uma peste de profissional capitalista cuja existência viola os direitos do inocente e defende os criminosos contra punição que merecem. Especialista em mentira e calote.

  • Definição alternativa: Advogado é uma pessoa ilustre que luta por todos os meios possíveis para recuperar o que é seu. Pra ficar pra ele, naturalmente.
  • Definição alternativa II: Advogado é o profissional que só serve para te defender de outro advogado.
Você sabe com quem está falando?

Tabela de conteúdo

[editar] Das Origens

Advogado é coisa de ateniense.

Existem dois tipos de advogados, os ADEvogados que tem seu habitat mais comum as portas de cadeias e os bancos de sindicatos e os ADIvogados, aqueles que ficam adiando a formação e vivem pedindo emprestado a OAB para os ADEvogados. O habitat mais comum desta raça desprezível de ADIvogados são os "cursinhos" para passar na OAB e as aulas para concursos públicos onde eles podem exercer a profissão sem registro no conselho. Além disso, possuem um complexo de inferioridade, e assim que se formam se denominam Doutores, mas apenas o gari reconhecem esse seu título .

[editar] Dos Pactos

Primeira regra sobre o pacto: Todo advogado não fala sobre o pacto e esquece que ele existe. Segunda regra sobre o pacto: Você ta falando de que pacto?!

O único fato conhecido é que ele envolve o tráfico de uma ogiva nuclear através da fronteira do Cazaquistão disfarçado de Motoqueiro Fantasma.

[editar] Da Profissão

Exame OAB.jpg
PUC Merda.jpg


Existem duas situações possíveis entre você e um advogado. Ou ele está te fodendo agora ou está defendendo-o pra te foder depois. Existe ainda um terceiro estado em que ambos os estados ocorrem ao mesmo tempo, dualidade essa que especialistas chamam de divórcio.

É muito fácil saber quando um advogado está mentindo: é só verificar se seus lábios estão se mexendo, ou quando assina qualquer tipo de documento. Existem profissões muito mais nobres que a do advogado, entre elas a de Prostituta e a de Sanguessuga, como se percebe no trecho abaixo, retirado da Veja, Galileu! Isto é e Superinteressante!:

  • A prostituta suga você enquanto você ainda tá vivo, a sangussuga suga você até você morrer e o advogado suga você até depois de morto (espólio).

[editar] Das divisões

Dentro do desmantelo Direito Brasileiro existem divisões: civil, marginal criminal e da vagabundagem do trabalho. Ai cada advoga se "especializa" em uma dessas ai:

  • Civil: É o tipo mais comum e um dos mais safados também, atua em causas cíveis ou para te foder e para te defender e foder também.
  • Criminal: É o tipo mais odiado por muitos e "amado" por poucos desde que esses poucos sejam estupradores, psicopatas, assassinos em séries, terroristas, traficantes, sequestradores, contrabandistas, pedófilos, maníacos emfim todo tipo gente ruim. É o tipo de advogado mais filho puta, mais, mais ladrão e mais bandido que existe. Só se guiam pela única e exclusivamente pela razão (a razão do dinheiro), alguns dizem que não defendem o criminoso e sim a causa, são personalidades filhadaputamente odiadas, e alguns tem transtornos psiquiátricos.
  • Trabalhista: Tem o objetivo de foder o trabalhador honesto e ajudar os vagabundos que não querem trabalhar a ganharem muito dinheiro.

[editar] Dos Juramentos

Diploma de Direitos Humanos. Chupa Jean Wyllys.
Advogado, com sorriso cínico e traje típicos.

Regras de Propriedade:

  1. Se eu gosto disto, é meu;
  2. Se está em minha mão, é meu;
  3. Se eu posso tomar de você, é meu;
  4. Se estava comigo, é meu;
  5. Se é meu, nunca pode parecer ser seu;
  6. Se parece ser meu, é meu;
  7. Se eu acho que é meu, é meu;
  8. Se parece ser seu, também é meu;
  9. Então eu canto "Perdeu, perdeu. Passa pra cá o que já não é mais seu..."
  • Mandamentos:
  • Um homem é inocente até provar que esteja duro.
  • Custos processuais é aquilo que o advogado cobra do cliente, além do que foi combinado.
  • Nunca chame sua esposa de "meu bem". A Justiça pode querer penhorá-la.
  • Se quiser se livrar da sogra, ´ótimo chama-la de "meu bem", mesmo o jurídico sabendo que ela tem baixo valor.
  • "Na vida profissional, algumas causas você ganha, outras você perde, mas todas se cobram!"

As três principais coisas que um advogado tem que perguntar para seu cliente, antes de tudo:

  • - Quanto dinheiro você tem?
  • - Você tem alguma coisa que possa vender?
  • - Você tem alguém que possa lhe emprestar mais algum dinheiro?

[editar] Dos Direitos

O mesmo estudante, depois de se formar e não passar em nenhum concurso pra juiz ou promotor
  • Foder você quando não é teu advogado;
  • Foder você quando é teu advogado;
  • Foder você quando é amigo do teu advogado;
  • Foder você quando não é nem advogado;
  • Foder sua mulher;
  • Safar sangue sugas, mensaleiros, anões do orçamento, petralha, entre outros;
  • Procurar brechas na Lei;
  • Dar aulas de como foder você para outros advogados;
  • Processá-lo por escrever um artigo caluniando a profissão dele, mesmo que no âmago de seu ser, o advogado saiba que você só escreveu verdades. Ou justamente por isso.

[editar] Da Pluralidade

1 advogado = um doutor

2 advogados = um escritório

3 advogados = uma reunião

4 advogados = uma quadrilha

5 advogados = um partido político

10 advogados na Praia = corre que é arrastão!

[editar] Do Escritório

Uma boa tese de defesa para tirar da cadeia o playboyzinho que matou os pais para receber a herança.

[editar] O Sócio Majoritário:

Sempre de bom humor, o Sócio Majoritário ganha rios de dinheiro explorando o trabalho escravo dos outros componentes da pirâmide social do escritório.

Graças à sua reputação de excelente jurista, o escritório conquistou inúmeros clientes trilhardários, que mal sabem que ele só assina as petições e fica lendo jornal e fazendo contatos na sua mega sala GLX.

Passa o tempo viajando pelo mundo em “congressos” com a família e pendura todo diploma que ganhou em suas andanças pelas paredes do escritório para impressionar a moçada. Apesar de trabalhar como advogado, sua verdadeira vocação é ser piloto de helicóptero, de avião, de iate e de carros esportivos.

Seu maior prazer é prometer a direção do escritório aos Sócios Minoritários.

[editar] O Sócio Minoritário:

Misteriosamente, sempre trata o Sócio Majoritário de “Pai”, “Tio” ou “Benhê”.

De sobrenome idêntico ao Sócio Majoritário que dá nome ao escritório, o Sócio Minoritário pega todos os consultivos que o Majoritário não tem saco nem tempo para entender e delega tudo aos Advogados Associados, que por sua vez passam tudo para os estagiários, que:

  1. claro, nunca tiveram aquela matéria;
  2. nunca tiveram aquela matéria bem dada;
  3. faltaram naquela aula;
  4. como sabem a matéria, têm noção de que os advogados pretendem uma heresia jurídica.

O Sócio Minoritário larga o escritório às 18 horas para fazer as aulas da pós, com o orientador arranjado pelo “Papi”.

Seus maiores prazeres são prometer consultivos para os pobres Associados, que nunca tiveram nem vão ter contato físico com os clientes, e esperar a morte do Sócio Majoritário.

[editar] O Advogado Associado:

Dá um duro danado no escritório: hora extra não remunerada, leva trabalho para o fim de semana, tem estresse, estafa, início de calvície e impotência sexual.

Leva o trabalho para os Sócios analisarem e assinarem tudinho.

Em troca, ganha muito bem; como perdeu os amigos, a mulher e os filhos, sobra uma baita grana.

Não tem a menor idéia do que fazer com toda a bufunfa no seu tempo livre: a hora do almoço.

Sua maior diversão é prometer passar “umas coisas” para os recém efetivados e rir das piadas infames de todos os Sócios.

É conhecido pelos demais como “sócio maiorotário”, mas só ele não sabe do apelido.

[editar] A Secretária:

Essa funcionária dedicou os últimos 30 anos (entregando a sua saudosa juventude) a “servir” o Sócio Majoritário.

É figura intocável no escritório, assim como as bibliotecárias boazudas que, quando completam 26 anos, são sumariamente demitidas.

Seu maior prazer é puxar o saco dos Sócios e tornar a vida de todos os outros um inferno.

[editar] O Estagiário com OAB:

Normalmente é o mais elegante do escritório e se acha “O” advogado, enchendo o saco dos amigos com as “causas” lá do escritório.

Despreza os outros estagiários; para mostrar seu enorme status, manda os pobrezinhos para os piores buracos possíveis: fóruns do interior, Justiça Federal, elevadores da Fazenda Pública Estadual, até busca e apreensão o filho da mãe manda.

Tem certeza de que pode fazer muito melhor o trabalho dos Advogados Associados.

Sua grande felicidade é dizer aos Novatos, com ares de experiência, que “é assim mesmo” ou “no meu tempo era pior”.

[editar] O Estagiário Novato:

A vida dele é tão miserável que nem precisava fazer turismo em Tremembé.

Só pega serviços externos o dia inteiro e se ferra na faculdade.

Seu conhecimento de pontos de ônibus é notável e é capaz de recitar na ordem todas as estações da linha “Corinthians-Itaquera”.

Seu maior prazer é contar para os amigos que está “aprendendo muito” e que seu chefe já o elogiou na frente de um Associado.

Um jeitinho fácil de começar a resolver o problema do crime no Brasil, proposto por Alborghetti. Depois desse, mais uns 180.000 deveriam receber esse tipo de reabilitação, a mais adequada para anjinhos dos Direitos Humanos como esse.

[editar] Dos Mitos

Espaço para autodefesa dos Advogados de porta de cadeia, atacando as calúnias que nos são impostas – enquanto não conseguimos encontrar os $@!?$# dos responsáveis por esta joça para processar.

  • Mito (confirmado): Advogado sempre mentem.

Realidade: Advogados NUNCA mentem. Segundo o sistema filosófico ensinado nas instituições de ensino NÃO existem verdades ou mentiras. Existem duas formas de ver o mesmo fato, e portanto duas verdades. Cabe ao Advogado manipular ludibriar ocultar fatos criar falsas evidências PROVAR que a sua verdade é melhor, ou mais bonitinha, que a da outra parte. Esta arte muito apreciada na antiguidade grega pelos sofistas, por isso chamada de sofistica.

  • Mito (confirmado): Advogados são pessoas sem ética ou moral.

Realidade: Como o caso de verdades e mentiras, ética e moralidade são implicitamente subjetivas, variam de indivíduo para indivíduo e de cliente para cliente. Portanto, se uma atitude é boa para mim, está aprovada pela minha ética e moral, tá limpo.Segundo Kant a moral é universal, mas quem se importa com Kant? Nós do século XXI seguimos as morais costumeiras e tribais, seja a ética médica, a ética política (não acredito que eu falei esta mentira, não é atoa que eu daqui a 2 anos serei 'BACHAREL EM DIREITO')e a ética do Advogado aquela mesma de Maquiavel onde a máxima está em "os fins justificam os meios" ou seja se meu fim é pegar seu dinheiro meu meio vai ser te fudendo. (Os fins justificam tanto os meios que tiveram de usar o nome de Maquiavel, que nunca escreveu isso, pra dar credibilidade à máxima, típico estudante de Direito)

  • Mito (confirmado): Advogados gostam de falar difícil

Realidade: A dificuldade pode variar dependendo do nivel de recalque do advogado envolvido na causa, quanto mais recalcado for o advogado maior é a vontade de parecer bonito e importante com as palavras, as quais variam conforme a perspectiva do indivíduo considerado nas suas mais variadas facetas, e, também, frente ao fato de que tão importante quanto expressar os fatos por um viés ontológico é expressá-los com convicção, capturando a essência ideal da questão em vertente, o que por vezes dificulta uma resposta rápida e concisa, mas potencializa a capacidade persuasiva do discurso levando a mente do interlocutor a um estado de certeza. Ou seja troca o "CÚ" pelo "orifício excretor humano" e soca a naba do mesmo jeito.

Linguagem empolada, citações de precedentes jurídicos obscuros, técnicas teatrais (incluindo uso de atores) e uso de agentes alternativos (mafiosos, arapongas, pistoleiros, Veja) para transmitir a mensagem são todos instrumentos úteis e necessários para garantir a veracidade e permanência da Verdade. Da minha verdade, é claro.

[editar] Do Escárnio

  • Caso I:
Um Advogado estacionou seu Mercedes novo em folha na frente de seu escritório, pronto para mostrá-lo para seus colegas.
Logo que ele abriu a porta para sair, um caminhão passou raspando e arrancou completamente a porta.
O advogado, atordoado, usou imediatamente o seu telefone celular,discou 190, e em poucos minutos um policial chegou.
Antes que o policial tivesse oportunidade de fazer qualquer pergunta, o advogado começou a gritar histericamente que a Mercedes, que ele tinha comprado no dia anterior, estava agora totalmente arruinada e nunca mais seria a mesma.
Iria processar o motorista, Deus e o mundo, fazer e acontecer, afinal era doutor, etc, etc...
Quando o advogado finalmente se acalmou, o policial balançou a cabeça em desgosto e descrença.
- "Eu não posso acreditar no quão materialistas vocês advogados são" - ele disse: "Vocês são tão focados em suas posses e nas dos outros que não notam mais nada."
- "Como você pode dizer tal coisa? " O Sr. tem noção do valor de uma Mercedes? " Pergunta o advogado.
O policial respondeu:
- "Você não percebeu que perdeu seu braço esquerdo? Está faltando do cotovelo pra baixo. Ele deve ter sido arrancado quando o caminhão bateu em você."
- "PUTA QUE PARIU!!!" - grita o advogado. "Meu Roleeex!!!!!
  • Caso II:
-Vamos tomar alguma coisa?
-Claro! De quem?
  • Caso III:
O advogado dirige pela rodovia a uns 180 quilômetros por hora quando é parado por um policial:
- Carteira de habilitação, por favor.
- Não tenho.
- O senhor não tem? Por favor, os documentos do carro.
- Não tem, é roubado.
- Roubado? O senhor está brincando, não é?
- Não. Mas espera aí, eu acho que vi os documentos no porta luvas quando fui guardar a arma.
O policial, nervoso, põe a mão em seu revólver, preparado para sacar:
- Como assim? Você tem uma arma no porta-luvas?
- Claro, como é que você acha que eu matei a dona do carro?
- Você matou a dona do carro?
- Matei. E botei no porta malas.
Nisso o policial saca a arma, aponta para o cidadão e chama o superior. Quando este se aproxima, ele diz:
- Esse homem tem uma arma no porta luvas!
O advogado então abre o porta luvas, que está vazio:
- Seu policial, de onde você tirou essa ideia?
- Mas... Você disse que matou a dona do carro.
- Que é isso, seu policial, esse carro é meu, olha os documentos.
Ele mostra a habilitação e os documentos do carro. O policial, incrédulo, ainda retruca, diante do superior:
- Mas... mas...
- Pronto. - Diz o advogado, olhando para o superior - Agora só falta ele dizer que eu estava correndo!
  • Caso IV":
O cara não conseguia sair com nenhuma garota. Aí ele perguntou pra um amigo conquistador como fazer para sair com uma. O amigo respondeu:
- É simples! Diga à garota que você é advogado.
Decidido a testar a dica, o sujeito abordou uma bela garota e a convidou para sair. Após ela dizer 'não' ele disse que talvez fosse melhor assim, pois no dia seguinte cedo ele teria que estar no tribunal para defender a causa de um cliente.
- Oh, você é advogado?! - Ela disse.
Ele confirmou. Ela imediatamente topou sair com ele e foram para seu apartamento.
Quando estavam na cama o cara começou a rir.
Ela, irritada, perguntou qual era a graça ele respondeu:
- É que eu sou advogado há menos de meia-hora ...e já estou fodendo alguém!
  • Caso V:
Antes que o senhor comece a contar o seu caso preciso que o senhor me pague, como sinal,

a quantia de setecentos reais - diz o advogado para seu novo cliente.

O cara só tem trezentos reais, mas como está apavorado entrega o dinheiro.
- Por está importância, o senhor poderá fazer apenas duas perguntas. - diz o advogado.
- Cento e cinquenta reais por pergunta? O senhor não acha que está me assaltando?
- Não, não acho não! Muito obrigado. Próximo....
  • Caso VI:
No dia da audiência, o acusado faz uma proposta ao seu advogado:
- Vamos combinar o seguinte? Se eu pegar 5 anos, lhe pago mil Reais,

se eu pegar 3 anos lhe pago dois mil e se eu pegar somente um ano lhe dou cinco mil, topas?

- Combinado!
No dia seguinte, o advogado vai visitar o seu cliente na prisão.
- Eu lhe consegui um ano, portanto você me deve cinco mil!
E olhe que tivemos sorte, pois eles queriam absolvê-lo!
  • Caso VII:
Um advogado dirigia distraído quando, num sinal PARE, passa sem parar, mesmo em frente a uma viatura da Polícia.
Ao ser mandado parar, toma uma atitude de espertalhão:
Policial:
- Boa tarde. Documento do carro e habilitação.
Advogado:
- Mas por que, policial?
Policial:
- Não parou no sinal de PARE ali atrás.
Advogado:
- Eu diminuí, e como não vinha ninguém...
Policial:
- Exato. Documentos do carro e habilitação.
Advogado:
- Você sabe qual é a diferença jurídica entre diminuir e parar?
Policial:
- A diferença é que a lei diz que num sinal de PARE deve parar completamente. Documento habilitação.
Advogado:
- Ouça policial, eu sou Advogado e sei de suas limitações na interpretação de texto de lei, proponho-lhe o seguinte: se você conseguir me explicar a diferença legal entre diminuir e parar eu lhe dou os documentos e você pode me multar. Senão, vou embora sem multa.
Policial:
- Muito bem, aceito. Pode fazer o favor de sair do veículo, Sr. Advogado?
O Advogado desce e é então que os Policiais baixam o cacete, é porrada pra tudo quanto é lado, tapa, botinada, cassetete, cotovelada, etc.
O Advogado grita por socorro, e pede pra pararem pelo amor de DEUS.
E o Policial pergunta:
Quer que a gente PARE ou só DIMINUA?
  • Caso VIII:
O engenheiro desceu aos portões do inferno e foi admitido.

Mal havia chegado, já estava insatisfeito com o baixo nível de conforto do inferno. Logo começou a fazer projetos e várias obras de benfeitorias tomaram início. Verificou que o grande calor gerado com o fogo do inferno poderia converter em energia. Verificou também que os precipícios que lá existiam poderiam proporcionar vistas panorâmicas. Pouco tempo depois já havia no inferno setores climatizados com ar condicionado, escadas rolantes, elevadores panorâmicos, piscinas com água aquecida... O engenheiro era um cara muito popular por lá.

Um dia, Deus chamou o diabo ao telefone e perguntou, ironicamente:
- E então, como estão as coisas aí embaixo?


E o diabo respondeu:
- Uma maravilha! Agora temos ar condicionado, banheiros reformados, escadas rolantes, elevador panorâmico, isso sem falar no que o nosso engenheiro está planejando para breve!
Do outro lado da linha, surpreso, Deus exclamou:
- O quê!?! Vocês têm um engenheiro aí? Isso foi um engano!
Engenheiros nunca vão para o inferno. Mande-o subir aqui, imediatamente!


O diabo respondeu:
-Sem possibilidade! Eu gostei de ter um engenheiro e continuarei mantendo-o aqui.


Deus, já mais irritado, fala em tom de ameaça:
- Mande-o para cá, agora, ou tomarei as medidas legais necessárias.


Eis que o diabo soltou uma gargalhada:
- Há há há ha! Onde você vai arrumar um advogado?


  • Caso IX:

Um advogado e um Padre viajavam juntos, quando o carro em que estavam capotou, pegou fogo, explodiu, derreteu e se desintegrou. Ao chegarem no céu (ih, desculpa, nem falei que eles tinham morrido...), o padre e o advogado, tem recepções diversas:

Os anjos recebem em coro o advogado, os santos carregam o advogado no colo, e começa um grande carreata de anjos, uma festança, muitos fogos e homenagens de todo mundo para o advogado.

E o padre esquecido lá no canto.

Então o padre explode:

"Eu dediquei minha vida à igreja, cuidei décadas de pobres, indefesos, crianças, velhinhos abandonados, rezei feito um idiota, guardei até a merda do celibato, e chego aqui e voces me ignoram pra babar o ovo dessa bosta desse advogado do caralho?"

São Pedro, então intervém:

"Meu filho: Padre, aqui no céu, tem uma caralhada! AGORA ADVOGADO É O PRIMEIRO QUE APARECE!!!!!"


  • Casos Extras:

OBS:

Todo Advogado geralmente pensa que é a prova de balas ou que possui o tórax de Kevlar. Geralmente pensam que estão imunes a tapa na cara, esculhaxo, coronhada e tiro de 9mm.


Um advogado e um político pulam do alto de um prédio. Que chega primeiro? o pplítico, é lógico! Certamente o advogado vai parar pra processar alguem.

[editar] Das mancadas nos fóruns, delegacias e outros...

  • Prova de medicina legal aplicada em uma certa Universidade Presbiteriana:

P: O que é câmara de mina? R: Tratra-se de um instrumento de tortura.


  • Prova de Direito Penal na mesma Universidade:

P: Rixa admite tentativa? R: Sim, caso um dos participantes saia correndo e os demais não consigam alcançá-lo


  • Fulano de tal, falecido em 8 de maio de 2003, e já sepultado,

conforme certidão de óbito em anexo, doravante denominado reclamante, por seu advogado signatário, vem perante Vossa Excelência ajuizar ação trabalhista...(De uma petição inicial na Vara do Trabalho em 15 de março de 2002-Varginha-MG).


  • O devedor pode ser localizado na casa nº 242 da rua que fica bem aos

fundos do cemitério, não precisando o oficial de Justiça alegar medo, como pretexto para não realizar a diligência, porque se trata de rua despovoada de almas e espíritos do outro mundo".(De uma petição, na comarca de São Jerônimo-RS)


  • O contestante nega ser o pai da criança, pois não chegou à comer a

mãe do investigante. Mesmo tendo sido uma noite de muitas orgias, com vários participantes, o investigado limitou-se a uma única cópula, com outra pessoa da roda, e após ficou com o tico murcho que não conseguiria transar com a reclamante...".
(contestação de investigação de paternidade, Vara de Família-PA-Rs)


  • "A empresa é responsável, em casos de assaltos dentro de seus

coletivos, pois deveriam ter câmeras acopladas a satélites ou pessoas sobrevoando os coletivos para dar total segurança de passageiros." (De um voto vencido, em acórdão do TJRJ).


  • "Edital é uma forma escrita de fazer uma pessoa saber alguma coisa

que ela não sabe, só que muitas vezes continua sem saber, porque não lê o jornal ou quando lê, só lê o horóscopo ou a parte de esportes.
(prova de Processo Civil, em Faculdade de Direito - Porto Alegre)


  • O Réu acusado de praticar sexo com a menor, nega a acusação, afirma

ter levado a menina que encontrou de tarde suja na rua, para a sua residência, após limpá-la com muita pena, deu uma comida muito boa e R$ 20,00, a menina prometeu que voltaria em 3 dias e voltou, só que dessa vez a comida que o acusado deu, foi a noite...
(Defesa de acusação de estupro - Vara Criminal - Esteio-RS)


  • "O réu jamais se furtou ao recebimento da citação. Ocorre que reside

em um local onde tem várias casas iguais com a mesma cor e o mesmo número, uma espécie de edifício deitado com todas portas iguais".
(De uma contestação, em processo na comarca de Pelotas, com o réu tentando explicar que não se escondera do oficial de Justiça).


  • "Bens móveis são aqueles fabricados nas marcenarias. Já os bens

imóveis são aqueles que não se mexem, como um edifício, e também, por exemplo, um veículo sucateado não tem como ser removido, não funciona mais".
(De um universitário, ao fazer a diferenciação entre bens móveis e bens imóveis, numa prova de Direito Civil-Santa Maria-RS).


  • "A parte autora diz que no contrato de compra e venda estão presentes

o sujeito e o objeto, mas não aponta em nenhum momento onde está o predicado, que é o que está dificultando que se faça o acordo...".
(De uma contestação em ação revisional-Erexim/RS)


  • "Ordem de vocação hereditária é quando o filho segue a mesma

profissão do pai, ou da mãe, ou seja, filho de peixe, peixinho é, ou a fruta não cai longe do pé"
(Candidato, em Exame da OAB - Baixada Fluminense - RJ).


  • "O de cujus deixou uma decuja de 38 anos, e 4 decujinhos de 5, 7, 8

e 10 anos respectivamente, que estão famintos..."
(De uma petição de inventário em Sorocaba, SP)


  • Depoimento numa Delegacia:

"O pedestre não tinha ideia para onde ir, então eu o atropelei"


  • "Penhorei um crucifixo de pau grande da marca INRI e uma mesa de

comer velha de quatro pés"
(Certidão após uma penhora por um oficial de Justiça, em Igrejinha/RS)


  • "A moça foi abordada por 3 elementos em via pública, o primeiro

colocou um pau na frente dela, o segundo colocou um atrás e o terceiro, com a vítima imobilizada, comeu as coisas dela..."
(Registro de assalto de uma jovem que saia de um supermercado-Ijuí/RS)


  • "Procuração - é o principal trabalho dos oficiais de justiça, que

consiste em procurar algo ou alguém envolvidos num processo..."
(Resposta de candidato prova OAB - Canoas/RS)


  • "... o réu está sendo acusado de agredir fisicamente sua esposa, mas

o que houve foi o seguinte: ele, ao chegar em casa por volta do meio dia pediu a ela almoço para retornar ao trabalho, ela disse que só daria se ele tirasse as calças dela que estava no varal e passasse o ferro nela, diante da negativa dele, ela correu e caiu de boca, ferindo-se...
(Defesa de acusação de agressão doméstica - Var Criminal Caxias/RS)


  • "O acusado retirou o aparelho celular da bunda da vítima de forma

violenta, causando-lhe muita dor..."
(Registro Policial - assalto em via Pública -Guaporé/RS)


  • "DNA, é um órgão importante quando uma criança não sabe quem é o seu

pai. Quer dizer, Departamento Nacional de Adoção, e é no DNA que as crianças nesta condição devem ser cadastradas...
(Resposta de candidato ao Registro na OAB - Jundiaí-SP)


  • "O delinquente foi flagrado correndo pela rua sem as cuecas e sem os

calçados, alegando já tê-los vendido estava só com as calças nas mãos..."
(Registro Policial após furto em uma loja de confecções - Igrejinha/RS)


  • "O acusado afirma não ter praticado sexo com a autora, diz que ela

furtou sua bicicleta, pois é ladra reconhecida, ela não percebeu que o veículo estava sem o celim, apenas o cano de suporte, machucando-lhe a "perereca"... (anexo foto da bicicleta e do ferro que feriu a "perereca" da autora)
(Defesa processo de estupro - Agudo/RS)


  • "...a vítima sofre da doença de Sidro Medidal."

(Registro policial de lesão corporal - Belo Horizonte/MG)

  • Advogado: - Qual é o seu aniversário?"

Testemunha: -15 de junho."

Advogado: - Que ano?

Testemunha: -Todo ano.


  • advogado: -essa doença, a Miastenia grave, afeta sua memória?

Parte: Sim.

A:- E de que modo?

P:- Eu esqueço das coisas.

A:- Voce esquece... pode nos dar um exemplo de algo que tenha esquecido?


  • Advogado: -Que idade tem seu filho?

Parte: -35 ou 38 anos, não lembro...

A: -Há quanto tempo ele mora com o senhor?

P: -Há 45 anos...

  • Advogado: -O que seu marido disse quando acordou?

Parte: -Ele disse "onde estou, Bete?"

A: -E poeque voce se aborreceu?

P: -meu nome é Célia.


  • Advogado: -Me diga doutor... não é verdade que, ao morrer no sono, a pessoa só saberá que morreu na manhá seguinte?


  • Advogado: - Sobre essa foto sua... o senhor estava presente quando ela foi tirada?


  • Advogado: -Sr. marcos, por que acabou seu primeiro casamento?

Parte: -por morte do conjuge.

A: -E por morte de que conjuge ele acabou?


  • Advogado: -poderia descrever o suspeito?

Testemunha: -Ele tinha estatura mediana e usava barba.

A: -E era um homem ou uma mulher?


  • Advogado: -Aqui na corte, para cada pergunta que eu lhe fizer, sua resposta deve ser oral, ok? Que escola voce frequenta?

Testemunha: -Oral.


  • Advogado: -Doutor, quantas autópsiaso senhor já realizou em pessoas mortas?

Perito: -todas as autópsias que fiz foram em pessoas mortas!


  • Advogado: -Doutor, o senhor se lembra da hora em que começou a examinar o corpo da vítima?

Testemunha: -Sim, a autópsia começou às oito e meia.

A: -E o sr. Décio já estava morto a essa hora?

T: -Não...ele estava sentado na maca, se perguntando por que eu estava fazendo aquela autópsia nele...


  • Advogado: -Doutor, antes de fazer a autópsia, o senhor checou o pulso da vítima?
  • testemunha: -Não.

A: -O senhor checou a pressão arterial?

T: -Não.

A: -O senhor checou a respiração?

T: -Não.

A: -Então é possível que a vítima estivesse viva quando a autópsia começou?

T: -Não.

A: -Como o senhor pode ter essa certeza?

T: -Porque o cérebro do paciente estava num jarro sobre a mesa!

A: -Mas ele poderia estar vivo mesmo assim?

T: -Sim, é possível que ele estivesse vivo e cursando Direito em algum lugar!


  • Durante prova de direito penal na PUC Minas:

Aluno: Professor, "causa majorante" se escreve com gê ou jota?

Professor-Troll: "Geralmente" é com "g".

Resultado: O aluno escreveu "magorante" e ao ter sua questão zerada pelo professor foi reclamar com o mesmo por ter lhe passado informação errada.

[editar] De como um Advogado termina um namoro:

Prezada senhorita,

Face aos acontecimentos de nosso relacionamento, venho, por meio desta, na qualidade de homem que sou apesar de V Sa. não me deixar demonstrar, uma vez que não me foi permitido devassar vossa lascívia, retratar-me formalmente, de todos os termos até então empregados à sua pessoa, o que faço com sucedâneo no que segue:

A) DA INICIAL: MÁ-FÉ DE VOSSA SENHORIA

1. CONSIDERANDO QUE nos conhecemos na balada e que nem precisei perguntar seu nome direito, para logo chegar te beijando; se beja, transa, faz o que dar na cabeça, emprenha, pare filho e nada foi pensado sobre o nascimento, crescimento e a vida dste individo. o que podera ser um foquete distrutivo, que não esplode facil e tem um grande poder de estruição.

2. CONSIDERANDO seu olhar de tarada enquanto dançava na pista esperando meu approach;

3. CONSIDERANDO QUE com os beijos nervosos que trocamos naquela noite, V.Sa. me induziu a crer que logo estaríamos explorando nossos corpos, em incessante e incansável atividade sexual. Passei então, a me encontrar com Vossa Senhoria.

B) DOS PREJUÍZOS

1. CONSIDERANDO QUE fomos ao cinema e fui eu quem pagou as entradas e também jantar após o filme;

2. CONSIDERANDO QUE já levei V. Sa. em boates das mais badaladas e caras, sendo certo que fui eu, de igual sorte, quem bancou os gastos;

3. CONSIDERANDO QUE até à praia já fomos juntos, sem que Vossa Senhoria gastasse um centavo sequer, eis que todos os gastos eram por mim experimentados, e que V.Sa. não quis nem colocar biquíni alegando que estava ventando muito.

C) DAS RAZÕES DE SER DA PRESENTE

1. CONSIDERANDO AINDA QUE até a presente data, após o longínquo prazo de duas semanas, V.Sa. não me deixou tocar, sequer sua panturrilha;

2. CONSIDERANDO QUE Vossa Senhoria ainda não me deixa encostar a mão nem na sua cintura com a alegação barata de que sente cócegas;

NOTIFICO SOBRE NOSSO RELACIONAMENTO O SEGUINTE:

1. Vá pra PQP, pois eu não sou mais moleque e sexo não é um lazer, mas sim uma necessidade;

2. Não me venha com balelas de que pensava que eu era diferente;

3. Saiba que vou te processar por me iludir aparentando ser a mulher dos meus sonhos, e, na verdade, só me fez perder tempo, dinheiro, e jogar elogios fora, além de me abalar emocionalmente. Sinceramente, sem mais para o momento, receba o meu cordial abraço, dando aqui por encerrado o nosso relacionamento, nada mais subsistindo entre nós, salvo o seu dever de indenização pelos prejuízos causados.

São Paulo, 13 de setembro de 2008


[editar] Como indentificar um advogado pobre

1. Depois de 5 anos de formado, descobrir que não vai ganhar dinheiro como advogado e prestar concurso para Oficial de Justiça;

2. ‘Incorporar’ ao escritório uma imobiliária, despachante ou de cópias xerográficas;

3. Convencer a mulher a trabalhar como secretária (para não ter de pagarsalário), e a filha a fazer ‘Direito’ na USP, para estudar de graça (e depois também trabalhar de graça);

4. Ensinar à secretária a fazer as petições mais simples, para não ter de pagar estagiário;

5. Ir a casamentos, batizados ou festas de aniversário usando o anel deformatura e o broche da OAB, AASP ou do escritório preso na roupa;

6. Ir a qualquer evento social e distribuir o seu cartão para todo mundo(inclusive manobristas, garçons…);

7. Prestar concurso para cargo de nivel fundamental (e ser reprovado);

8. Aceitar fazer uma execução de 50 reais e tentar fazer um acordo;

9. Tentar a conversão de uma separação litigiosa em consensual para receberos honorários mais depressa;

10. Dizer ao estagiário: ‘O seu maior pagamento é o que você aprende aqui’;

11. Lembrar todos os dias ao estagiário que cursa quinto ano da faculdade que ‘gratidão é uma coisa muito importante’;

12. Perder prazo e colocar a culpa no estagiário;

13. Tentar convencer amigos e parentes que queiram prestar vestibular para Direito a não fazê-lo, alegando que o mercado já está muito saturado;

14. Economizar o dinheiro do almoço, passando vinte vezes na sala da OAB noFórum para tomar café e comer bolacha de graça (a despeito da anuidade, masesta também não é paga);

15. Quando se envolver em alguma discussão no trânsito, dizer: ‘Você sabecom QUEM está falando?’ – e mostrar a carteira da OAB;

16. Dar carteirada de OAB no flanelinha;

17. Ter dois ou mais adesivos de ‘Consulte sempre um Advogado’ nos vidros do carro;

18. Inscrever-se na assistência judiciária e ligar todo santo dia para o fórum, OAB ou Procuradoria para saber se ‘pintou’ alguma coisa;

19. Entulhar as prateleiras do escritório com um monte de livros que você nunca leu;

20. Ter aquela ‘balancinha’ de latão pintada de amarelo sobre a mesa doescritório;

21. Gravar na secretária eletrônica de casa: ‘Residência do DOUTOR FULANO DETAL…;

22. Ir visitar a mãe e orientar a secretária para dizer que você está em um congresso;

23. Ficar sem emprego por mais de um ano e dizer que está estudando paraconcurso da Magistratura;

24. Ficar de olho nos fotógrafos em eventos em uma foto que possa serpublicada no jornal (nem que seja atrás de alguém) e, se for mesmo recortá-la e colar na parede do escritório;

25. Garantir ao cliente que a causa está ganha e, quando a coisa ficar preta, substabelecer;

26. Vender rifa e produtos da Natura e Avon no escritório;

27. Apoiar o aumento do nível de dificuldade da prova da OAB, para que ninguém maus seja aprovado e não aumente sua concorrência:

28. Ofender-se com piadas de advogados.

29. Usar roupas coloridas e/ou dobrar a manga do paletó

30. Usar suspensório como se estivesse na década de 1950

31. Ter orgasmos múltiplos quando alguma "causa" sua sai no jornal.

32. Ficar todo dia até 11h da noite no escritório, alegando que "ama trabalhar".

XX. Ser Advogado e estar lendo isso agora.

[editar] Ver também

Hoe.jpg
Latino.png

Este artigo trata de uma personalidade mortalmente, incrivelmente e filhadaputamente odiada!
Com certeza ele(a) sofria bullying na escola.

Conheça outros filhos da puta clicando aqui!

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas