Akrotiri e Dhekelia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Akrotiri e Dhekelia são bases cipriotas navais, aeronáuticas, para-militares de emergência restricta internacional de forças especiais padrão Alfa britânicas, situadas supra-estrategicamente no globo terrestre e parte integrante fundamental nos antigos planos (atualmente frustrados por causa dos Estados Unidos) de conquistar o mundo do Reino Unido. Sua capitla é o acampamento de PIS/COFINS.

História[editar]

A Esquadrilha Akrotiri-Dhekeliana, talvez indo bombardear Nicosia.

Na história de Chipre, a ilha mediterrânea foi dominada por diversos países, ninguém sabe até hoje o que havia na ilha para despertar tanto interesse. Na época que o Reino Unido depois que conquistou/comprou meio-mundo (inclusive o Chipre), depois de ver que a situação estava insustentável, passou a distribuir independência para seus territórios inúteis e parasitas, entre eles Chipre. Mas como a ilha é muito bem posicionada, próxima de locais bons para soltar uma bomba como Israel, Turquia e Rússia, fechou-se um acordo em 1960 para a criação de duas bases militares britânicas no Chipre, a Akrotiri e Dhekelia (decidiram nomear as bases com um sotaque turco-grego, língua da região para não fazer parecer a ideia muito arrogante).

O Reino Unido desde então usa as bases para diversos fins, além de sacanear os cipriotas, podem poluir a vontade a região, podem fazer barulho ali sem problemas e até mesmo testes nucleares são realizados nessas bases. Enfim, tudo que for ruim de ser feito na própria Inglaterra eles avacalham em Akrotiri e Dhekelia.

Volta e meia, hora ou outra, quando aparece algum presidente malucão no Chipre, o governo cipriota esboça alguma invasão e ocupação das bases, mas como esse país é mais podre que a Argentina para se saber o nível, a Guerra das Malvinas se repetiu em Akrotiri e Dhekelia várias vezes.

Em 1974 a Turquia invadiu e conquistou o norte de Chipre, lógico que a esquadra britânica não ficou nem aí e deixou o Chipre se ferrar. A Turquia fez o movimento errado quando invadiu Akrotiri, pois achou um nome legal e jamais imaginaram que aquilo era coisa britânica e assim foram expulsos.

Como qualquer tapado pode saber, a Inglaterra é pau-mandado dos Estados Unidos, então usam constantemente as bases de Akrotiri e Dhekelia para mandar secretamente auxílio para Israel. Durante a invasão do Iraque no começo do século XXI, todo o exército de Akrotiri e Dhekelia foi lutar.

Geografia[editar]

Akrotiri e Dhekelia se localizam ao sul de Chipre e recebem a brisa fresca do Mediterânio Egípcio, sendo Akrotiri a oeste e Dhekelia a leste. Ambas bases são como um vasto campus com plantações de chá, alguns barcos piratas, muita gente séria e organização, dois mini-reino unidos no Chipre. São apelidados pelos cipriotas de "Chatos do Sul".

Política[editar]

Não há muita política. O Ministério da Defesa e Paz Global Bretã tem poder direto em Akrotiri e Dhekelia e legalizam a delegação de uma Ditadura Militar Democrática no espaço físico das bases, ou seja, um marechal bigodudo é que manda no local.

As relações com o governo do Chipre, chegam próximas do zero. Extremo preconceito àquele povo, os britânicos só não querem ver cipriotas em suas bases.

Diversos casos de divergências de conduta acontecem em Akrotiri e Dhekelia. Em setembro de 1994 uma jovem cipriota foi abordada por soldados ingleses na fronteira com a base militar de Dhekelia e foi vítima de assassinato seguido de estupro. De acordo com as leis britânicas essa conduta é relativamente aceitável (se não fosse os traços de necrofilia), enquanto o judiciário cipriota queria a pena de morte dos soldados. O caso perdura até hoje.

Bandeira da União Europeia.png
Europa
v d e h

Países: Albânia | Alemanha | Andorra | Armênia | Áustria | Azerbaijão | Bélgica | Bielorrússia | Bósnia e Herzegovina | Bulgária | Cazaquistão | Chipre | Croácia | Dinamarca | Eslováquia | Eslovênia | Espanha | Estônia | Finlândia | França | Geórgia | Grécia | Hungria | Irlanda | Islândia | Itália | Letônia | Liechtenstein | Lituânia | Luxemburgo | Macedônia | Malta | Moldávia | Mônaco | Montenegro | Noruega | Países Baixos | Polônia | Portugal | Reino Unido (Escócia - Inglaterra - Irlanda do Norte - País de Gales) | República Tcheca | Romênia | Rússia | San Marino | Sérvia | Suécia | Suíça | Turquia | Ucrânia | Vaticano

Territórios: Abecásia | Açores | Akrotiri e Dhekelia | Åland | Chipre do Norte | Crimeia | Gibraltar | Ilha da Madeira | Ilha de Man | Ilhas Canárias | Ilhas do Canal | Ilhas Faroé | Jan Mayen | Kosovo | Nagorno-Karabakh | Ossétia do Sul | País Basco | Svalbard | Transnístria