Alcazar de Sevilha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Inquisicaoespanhola.jpg

¿¿¿Porque no te callas???
No robe los picassos de Alcazar de Sevilha o la Santissíma Inquisición lo mandará para el colo del capeta!!!

O Alcazar de Sevilha é um complexo com múltiplas funções. Até hoje ninguém sabe o seu verdadeiro uso, já que ele é usado para qualquer coisa. Ele já foi hotel, cemitério, prefeitura, castelo, palácio, assentamento, motel, restaurante, etc. Hoje ele serve como um patrimônio mundial, ou seja, para nada. Ele primeiramente era uma casinha comum, sem imporância alguma e desconhecida.

História[editar]

O cemitério/hotel/quadra poliesportiva/palácio/castelo/catedral. Tudo de uma vez.

Até que os árabes dominaram a Espanha. O sheik dono de campos de petróleo que comandava tudo queria um lugar para morar, e num momento em que seu cérebro estava com problemas (ele não consegia pensar direito), o cara decidiu morar naquela casinha. Para abrigar o dono de um grande campo de petróleo, a casa foi reformada. Quer dizer, ia, porque a tal casinha foi destruída e fizeram a Alcazar em cima dela. Depois de alguns anos, o alcázar ficou pronto.

Quando os cristãos recuperaram a região, o governante local ficou com preguiça de construir um palácio para ele e assim confiscou o alcazar, com a justificativa deque o sheik apoia financeiramente o terrorismo. Como pegaria mal um governante morando em um palácio com estilo árabe, ele contratou umas pessoas para reformar o palácio. Além de fazer umas pinturas nas paredes e colocar uns detalhes para encher linguiça, o alcazar foi ampliado, ganhando mais 24 salões.

Esses salões não serviam para porra nenhuma, mas deixavam o palácio maior, e era isso que importava para o dono. Eles não queriam um palácio pequeno, mesmo que ele fosse melhor. Eles queriam palácios gigantes, já que quanto maior o alcazar, mais idiota rico é o seu proprietário. Logo depois, a Igreja Universal comprou uma parte do palácio e o transformou em uma igreja para realização dos seus cultos satânicos.

Por motivos desconhecidos, decidiram reservar uma parte do palácio para enterrar os mortos. Assim, ele virou também um cemitério. Devido ao forte cheiro dos cadáveres apodrecendo, o cemitério no palácio fechou. Então o transformaram num hotel para pessoas ricas que podem pagar por se hospedarem nessa velharia. Esse palácio continua sendo um hotel até hoje. Agora há a possibilidade de fazerem nele também uma sala de cinema, um restaurante, um campo de futebol, uma quasra poliesprtiva, um...

Veja o Artigo Principal[editar]