Alemanha Oriental

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Pinochet.jpg ESTE ARTIGO TRATA DE REPRESSÃO E DITADURA

Você deve aceitar calado(a) o que está escrito aqui sem duvidar de nada,
ou correrá o risco de sumir misteriosamente.

Desciclopédia: ame-a ou deixe-a!
Ditaduratumulo.jpg
Hammer and sickle.png Este artigo foi aprovado pelo Conselho de Proteção à Moral da Família Soviética como sendo livre de conteúdo subversivo.



●Bundesrepublik Demokratische Deutschlands
●República Proletária Marxista-Leninista Nazista da Alemanha (Oriental)
●Perdedores do Leste

Bandeira da Alemanha Oriental.png Emblema Stasi.svg.png
Bandeira Brasão
Lema: Aqui a grama é mais verde que a do vizinho
Hino: Holidays in the Sun - Sex Pistols
Berlin Blockade-map.svg.png
Capital Berlingrado
Língua Alemão, Russo, Albaniano e analfabetismo
Tipo de Governo Monarquia republicana comunista democrática
Staatsvorsitzender Walter Ulbricht(de juri), Stalin(de fato)
Moeda Rublo soviético
População 17 milhões de cidadãos felizes e satisfeitos



Alemanha Oriental foi a parte que coube à União Soviética com a divisão da Alemanha depois da Segunda Guerra Mundial. Por ser oriental, concentrava a produção de mangás e animes comunistas que divulgavam o regime. Depois de ir à falência, foi comprada pelo primeiro-ministro Helmut Kohl por cinco cestas básicas e reanexada à Alemanha do outro lado do muro, que teve que ser demolido para dar lugar a monumentos em homenagem ao muro que existia ali.

Surgimento[editar]

Soldados alemães-orientais prontos para o combate!
Maravilhoso condomínio residencial na Alemanha Oriental, depois de pronto

Com a derrota de Adolf Hitler na Segunda Guerra Mundial, os cabeças-de-chave de cada um dos grupos que disputou o confronto (Inglaterra, França, Estados Unidos e União Soviética) ficaram cada um com um quarto da Alemanha. Esses quartos, entretanto, não eram como aqueles em que a sua mãe ganha a vida, mas o equivalente à quarta parte do todo. Sabe aquela fração que se escreve assim 1/4? Então, foi com isso aí que cada um ficou.

Inglaterra, França e EUA, como bons miguxos que eram, decidiram juntar suas partes, pois um território maior significava uma população maior, e uma população maior representava mais importações, e mais importações significava mais dinheiro, e esses três países, como capitalistas mercenários que são, não iam perder a oportunidade de fazer um cascalho.

No entanto, o quarto membro do grupo, a União Soviética, governada pelo comunista fanático e altamente antissocial Joseph Stalin, não permitiu que os habitantes do lote que lhe cabia conhecessem coisas tão bacanas quanto a ilusória liberdade de expressão, o direito de propriedade, a competição e as dívidas bancárias. Assim, cercou sua parte com um muro e batizou-a de República Democrática Alemã. Como ninguém era burro o bastante de chamar uma ditadura escancarada de democracia, o nome que acabou pegando foi Alemanha Oriental, já que a quase totalidade de sua população descendia de chineses.

A Alemanha Oriental ficava ao Leste (Oriente) da Alemanha que ficava ao Oeste dessa, a irmão rica, ou Alemanha Ocidental. A Alemanha Oriental já oi uma nação muito pobre e falida, como todos os países comunistas, entretanto hoje ela é apenas uma parte da Alemanha, rica e Alemã, como todo o resto!

Muro da Prisão na Alemanha Oriental, em 1989

A Alemanha Oriental, caiu em 1989, junto com o Muro de Berlim, mas ao contrário do senso comum, o muro não rachou, e não foi a chuva que fez tudo cair, foi a inutilidade do regime.

Principais produtos de exportação da Alemanha Oriental[editar]

  • Pobreza, fome, e pobres.
  • Cartazes de Propaganda.
  • Tinta Vermelha.
  • Pedaços de Muro.
  • Brinquedos feitos de ossos de anti-comunistas.
  • Órgãos.
  • Puladores de Muro.

Principais produtos de importação da Alemanha Oriental[editar]

  • Comida (menos de 0,000000100002% do necessário)
  • Ditadores.
  • Livros de Stalin, Lênin, e Karl Marx.



SANTAMARX.gif
Países comunistas comedores de criancinhas
v d e h

Atuais: Bjorn | Coreia do Norte | Cuba | Laos | Vietnã

Putinhas do fascismo Fajutos: China | Rússia | Venezuela

Arregões: Afeganistão | Albânia | Alemanha Oriental | Angola | Benim | Bulgária | Kampuchea Democrático | Congo | Checoslováquia | Etiópia | Hungria | Iêmen | Iugoslávia | Moçambique | Mongólia | Polônia | Romênia | Somália | União Soviética

Em processo de cubanização: África do Sul | Brasil | Índia | Suécia | Reino Unido | Ditadura Democratica Marciana