Alesana

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Arband.jpg

Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.
Certamente, fãs idiotas alienados odiarão este artigo!!


Alesana mostrando que as diferenças acabam na cama banda

Cquote1.png Você quis dizer: AleXANA? Cquote2.png
Google sobre Alesana
Cquote1.png Você quis dizer: Nx Zero? Cquote2.png
Google sobre Alesana
Cquote1.png Você quis dizer: Rodadores De Guitarra? Cquote2.png
Google sobre Alesana
Cquote1.png Eles são todos parecidos Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Alesana
Cquote1.png Adoro essa banda, a música que eu mais gosto deles é a "Razões e Emoções" Cquote2.png
Carla Perez sobre Alesana
Cquote1.png Já comi. Cquote2.png
Alexandre Frota sobre Alesana
Cquote1.png Esse som é PESAAADO! Cquote2.png
Pedro Bial sobre Alesana
Cquote1.png amOW eLExXx DeMaAixXx...DenNIxXx eH muiTOoW GaTOw!!!!! Cquote2.png
Emo sobre Dennis
Cquote1.png ...! Cquote2.png
Dr. Roberto sobre Alesana

Alesana: Banda Screamo (que são emos que choram mais alto) dos Estados Fudidos na Merda, uma banda famosa mundialmente por rodar Guitarra sua música de qualidade . Dizem as lêndias que eles(as) estiveram no Brasil duas vezes (Ou não) e que da última vez a vocalista Chun-Li recebeu um limão na cara e passou cerca de 4 meses em depressão (norte dos EUA) criando assim um medo nos músicos em voltar às terras de Edir Macedo.

Integrantes[editar]

Emos da década de 60

Dennis o Pimentinha: boqueteiro
Chun-Li: Guitarra e boquete
Patrick: Faz porra nenhuma
Jane do Tarzan: Cipó Baixo
Jeremias: Bateria e finanças da banda
Naomi Campbell: Groupie e boquete

História[editar]

A banda começou como a grande maioria do seu gênero (Ou não), eles tocavam música para seus colegas de classe, inicialmente a banda era formada por Dennis o Pimentinha, Patrick, Jeremias e John Myung, no baixo. Porém, todo sábado, domingo e dias úteis eles se encontravam na casa de alguém da banda para comer pipocas e assistir a Yaoi filmes, além de tocar algo. E como John Myung sempre fora o mais barulhento, mais tagarela; além disso ele era o único japa da história e a banda desde sempre buscou a igualdade racial dentro da banda, ou seja, todo mundo com a mesma cara de viado chupão; com isso, eles decidiram após uma reunião que John Myung não mais participaria da banda, mesmo sendo o único que sabia tocar algo. John Myung ficara traumatizado após ser abandonado por seus miguxos e cortara a franja (lógico que, depois do pulso) e nunca mais fora o mesmo, segundo relatos de seus atuais parceiros de cama banda, John agora é uma pessoa calma, calada e concentrada no que faz. A banda passou agora a buscar alguém que aguentasse o trabalho duro e tivesse pulso firme para entrar no posto de baixista (e em outros lugares também) e após assistir muitos filmes viram como a Jane sabe segurar num cipó e através do pó de pirlim-pim-pim trouxeram ela dos lugares mais remotos para sua banda e ensinaram cuidadosamente a arte da pederastia junto à arte de mover lentamente seus dedos através do cipó para tocar contrabaixo.

A banda voltou a ter 4 integrantes, porém uma suruba simples contém 4 integrantes, eles queriam mais e decidiram que deveriam ter exatamente 6 integrantes, algo estava atrapalhando a voz de Dennis o Pimentinha e ele precisava dividir o vocal com mais alguém. Mas quem? Quem?? Então surgiu das trevas do bairro ao lado uma pessoa, um homem (ou não), Chun-Li este sim, era macho o bastante para ocupar o posto de groupie sem cair do salto. E foi verdade, narram as lêndias antigas que até hoje, Chun-Li e Dennis o Pimentinha nunca brigaram, jamais conseguiram passar um dia sequer separados (Por que será?) e agora como nem Chun-Li, nem Patrick sabiam mais do que os 12 acordes principais, eles precisavam de alguém para ao menos fingir que sabia tocar, para só assim ocupar o posto de sexto integrante da banda, a busca foi incessante, até que certo dia ao assistir um desfile de moda (mania emo) os miguxos encontraram alguém com características interessantes para penetrar na sua banda, era ele(a) Naomi Campbell, uma drag-queen que desfilava e demonstrava explicitamente nesse dia sua grande facilidade para movimentar seus dedos para frente e para trás, assim como na guitarra, e que mesmo sem nunca ter nem visto uma guitarra de perto, sabiam que essa conseguiria fingir bem que era um guitarrista de verdade, além, é lógico de poder satisfazer as necessidades destes com um ótimo dom para a pederastia ativa.

Assim estava formada a suruba, esta formação se deu em no ano de 2004, ano bem sugestivo para a criação de bandas nesse estilo pseudo-musico-homossexual

Álbuns[editar]

Try This with your eyes closed (Tente isso com os olhos fechados) narra as aventuras de um Emo numa sauna gay em que fala constantemente (abafado pelos berros próprios ou alheios) "Tente acertar o jato com os olhos fechados" e deu à banda cerca de 15 cópias doadas gentilmente aos usuários da sauna aonde o álbum fora gravado batendo assim o último recorde de vendas de uma banda emo, que anteriormente era da banda PhReXxXcU do Brasiiiiiiiiiiiiiiiil.

Jimmy Page fazendo teste para violeiro da Alesana

Como o sucesso extremo deu à banda a posição de drag queens rainhas do movimento emo, um ano depois um novo Vinil foi lançado com o nome de On Frail Wings of Vanity and Wax (Nas frágeis asas da Cera orgulhosa) aonde a fricção científica de Cera (Coelha extremamente rica e avexada) que era um amigo(a) da banda que experimentara frequentar festas com o primeiro-ministro italiano e que seu orgulho e vaidade (além do tráfico de gatinhos) acabaram por estragar sua riqueza repentina. É uma história comovente que remete à definição greco-romana da originalmente verdadeira prática da Pederastia passiva, dando à banda a incrível marca de 180.200 álbuns (apenas nos EUA) não conseguindo porém quebrar o recorde anterior de 15 álbuns.

Chun-Li vocalista da Alesana

No ano seguinte, como ainda choravam as Emoções do último álbum, não tiveram tempo de contar mais uma história pseudo-romântico-traumática relançando o álbum com remixes estupendos feitos por Latino, que como tem que ficar famoso mesmo, participou do primeiro show no Brasil da banda, indo inclusive, vestido de Ursinho Carinhoso, o que parece ser lêndia, já que as moças da banda dizem ter feito o show na Zona Norte do Acre.

Por incrível que pareça, Deus ainda não viu a lavagem cerebral que esses(as) rapazes(rigas) estão fazendo com a população mundial, pois está mais preocupado em matar os físicos babacas que teimam em procurar pistas do Acre; e exatamente em Junho de 2008 lançaram Where Myth Fades to Legend (Onde fadas madrinhas viram lendas) que é um álbum reclamando dos insensíveis que teimam em dizer que fadas madrinhas não existem disputando ainda o público infanto-infantil com a Bruxa e vinte e quatro dias depois voltaram ao Brasil para tentar provar que a história que haviam sido aplaudidos e aclamados no Distrito Inexistencial do Acre do Norte era fato e, com um show na cidade de São Paulo exatamente na noite de um show da [Xuxa|rainha] sofreram o golpe mais trágico de suas nobremente repugnantes vidas, quando a guitarrista e vocalista Chun-Li recebeu uma limãozada na cara após quebrar a matéria-prima de uma empresa de acrílicos a 135 metros de distância com seu gemido agudo.

Curiosidades[editar]

  • Narra a lêndia que o vocalista Dennis o Pimentinha possui uma voz mais grave que Derico Verde (vocalista da Túmulo)
  • Dizem que a Rainha do Baixo chegou em seu Xou pouco atrasada porque haveria sido ela a endeusada pessoa que jogou um limão nas fuça de Chun-Li.
  • É narrada a história de que Marco Jegue haveria dormido com o vocalista Denis o pimentinha quando este era parecido com Mccauley Culkin, confundindo, evidentemente as crianças.