Alexandria (Rio Grande do Norte)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Lava domes2.jpg Este artigo é queeeente!

Se quiser editar este artigo, entre numa geladeira, ligue o ar condicionado no máximo e beba uma coca-cola gelada. E não lute contra Cure Sunny!


Cquote1.png Frito meus ovos todos os dias no asfalto Cquote2.png
Qualquer morador de Alexandria sobre Alexandria (Rio Grande do Norte)
Cquote1.png Me dá imagens, eu quero Imagens!! Cquote2.png
Datena sobre Alexandria (Rio Grande do Norte)

Alexandria é um município esquecido nos confins do estado do Rio Grande do Norte, localizado na "tromba do elefante". De acordo com as estatísticas do IBGE no ano 2009, sua população era de 14.151 habitantes, onde estima-se que em 2020 cairá para 00.00, por ser uma cidadezinha que morre mais gente do que nasce, basta pesquisar no Google, sempre tem foto de algum cadáver.

História[editar]

Praça de Alexandria, onde se vê mais jegues do que humanos.

A primeira denominação da localidade, ainda nos séculos XVIII e XIX, foi Barriguda e, segundo o pseudohistoriador e médico local (natural do Recife) Dr. Antônio Fernandes Mousinho (Mosim para os íntimos), a versão mais aceita para justificar o nome está no fato dos altíssimos índices de crianças que contraíam lombrigas e solitárias, tornando-se assim as vulgo "barrigudinhas"

No início do Século XX passou a chamar-se de Alexandria em homenagem à, possivelmente, arqueólogos egípcios terem encontrado uma múmia de 3 mil anos nos arredores da serra, então decidiu-se então homenagear o Egito.

Geografia[editar]

O Seu principal destaque natural é a Serra Barriguda (Que mesmo depois de anos o bêbê ainda não nasceu, e não se sabe quem é o pai), um morro em formato de bucho localizado nas proximidades da cidade que recebeu esse nome após um tarado cachaceiro desconhecido te-la estrupado.

Clima[editar]

O clima de Alexandria é totalmente semiárido árido, sendo a cidade mais quente do Egito.

Educação[editar]

No ensino público fundamental e médio, Alexandria dispõe de 42 unidades públicas estaduais e municipais. A rede estadual é integrada por 7 escolas, sendo quatro na zona urbana e três na zona rural (nenhuma presta). No ensino superior, a cidade conta com o Núcleo de Ensino Superior da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) que oferece os cursos de Ciências Contábeis de latinha de pitu e História da cachaça.