Alhambra, Generalife e Albaicín

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
180314 10150093294026158 8104797 n.jpg

"Vai tomar no cu", em árabe
Brimo, este artigo é árabe!
Se você entrar no harém dos outros, correrá sério risco de ficar sem petróleo

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


O Alhambra, Generalife e Albaicín são um grupo de construções em Granada (não é o explosivo) que foram feitas por muçulmanos na época em que eles se divertiam na Espanha. Essas construções são palácios para os sultões, mesquitas ou bases usadas por terroristas. Elas foram feitas quando os árabes derrotaram a Inquisição Espanhola e iniciaram uma guerra com os europeus porque estes não achavam que a barba do Osama era bonita.

Um dos lugares feitos para os muçulmanos ricos.

Quando eles ficavam cansdos de destruir, os caras construíam algumas coisas. Como todo patrimônio mundial, sua importância para o mundo é insignificante não é muito conhecida pelas pessoas incultas. No total, são três obras que não serão eliminadas caso um ataque terrorista aconteça na Espanha. São elas (ou não):

Alhambra[editar]

O Alhambra é um tipo de palácio ou castelo ou fortaleza, ninguém sabe direito. Ele foi usado pelos islâmicos como forte caso os europeus atacassem Granada. No que esse negócio iria proteger a cidade, nem eles sabiam. O palácio é construído com pedras vermelhas porque os sultões achavam que isso deixava o palácio/castelo/fortaleza/conjunto arquitetônico mais bonito. Tentou se tornar uma das maravilhas do mundo, mas ninguém votou nele (se ferrou).

Generalife[editar]

E este para os pobres.

O Generalife era um palácio e jardim usado pelos mouros para descansar nos momentos em que eles se cansavam da jihad. Ele tem várias coisas para descansar as pessoas, como uma piscina de 1000 litros, um jardim tosco, e só. Fizeram uma campanha para arrecadar fundos para a construção de uma sala de cinema, mas não tiveram sucesso.

Albaicín[editar]

O Albaicín é um bairro ocupado por terroristas, imigrantes ilegais e árabes que não lucram com a venda de petróleo em Granada. Ele era o melhor bairro para se viver quando os árabes mandavam na Espanha. Era, porque hoje é considerado uma favela cheia de traficantes e outros seres perigosos. Só a UNESCO sabe o motivo de um bairro qualquer vir a se tornar um patrimônio mundial (talvez nem eles saibam).