Alissa White-Gluz

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Cannaba.jpg UNCLEFUCKER!!

Este artigo contém humor canadense, eh? Ele é um lenhador que vive em uma floresta de pinheiros, tem uma folha suspeita na bandeira e ninguém se importa com ele. Se você vandalizar a Polícia Montada e o Toronto Maple Leafs irão atrás de você!!!

Se não fossemos nós vocês não teriam nem papel e nem comediantes!
MontyPython.jpg


Emblem-sound.svg.png Alissa White-Gluz
AlissaWhiteGluz-TheAgonist.jpg
Gostosa como sempre!
Nome Alissa White-Gluz
Origem Canada
Sexo link={{{3}}} Feminino
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.png
Corpo todo Voz
Gênero Death Metal Melódico
Influências
  • Angela Gossow
  • Greenpeace
  • Satã
  • Nível de Habilidade Alto
    Aparência Comestível
    Plásticas Nenhuma...por enquanto, que é jovem e gostosa por natureza.
    Vícios
    Nuvola apps atlantik.png
    Cogumelos alucinógenos
    Cafetão/Produtor
    Crystal Clear action bookmark.svg.png
    Desconhecido





    Cquote1.png *.* Cquote2.png
    Homem de 30 anos sobre Alissa White-Gluz
    Cquote1.png Ela é uma das musas do metal ò.ó Cquote2.png
    Metaleiro de esquinha sobre Alissa White-Gluz
    Cquote1.png que inveja... Cquote2.png
    Você sobre o Gutural de Alissa White-Gluz
    Cquote1.png Uma mulher do barulho que arruma altas confusões pelo mundo afora com sua voz de arrepiar Cquote2.png
    Narrador da Sessão da Tarde sobre Alissa White-Gluz


    Alissa envesgando os olhos por ter visto um macho bem delicioso.

    Alissa White-Gluz é uma cantora canadense da banda satanica de death metal melódico, The Agonist. Quem olha para essa carinha, aparentemente dócil e inofenciva não sabe que ela esconde uma voz mais grossa que a sua e que parece um monstro quando começa a dar seus gritos. Assim como a maiorida dos cantores da atualidade, ela já participou de um programa de calouros, o Ídolos canadense. E além de ter a voz do capeta encrustado na garganta ela também pode fazer uma voz fininha e limpa tal qual qualquer cantora soprano que tenha por aí. Sendo assim ela poderia muito bem ter ganho o programa não? Mas não ganhou! HÁÁÁ! IÉ IÉ! Ao que nos parece, ela tem frescurinha com carne e qualquer derivado de um animal, ela é vegan, que é um vegetariano com mais frescura ainda. Além de não comer a carne, eles não comem leite, queijo ou capim. Tem que deixar um pouqinho pros animais não é verdade?

    Tabela de conteúdo

    [editar] Sobre ela

    Dizem que seu nome real é Heather Morris Mason, mas depois que ficou famosa, assim como vários outros artistas quis esconder suas origens e botou um nome artístico, que não é tão vergosonho quanto o verdadeiro. Porém, no facebook ela diz que não é, que o nome verdadeiro dela é Alissa White-Gluz mesmo, e que se fosse escolher um apelido não seria uma porcaria feia como essa, se bem que ainda assim, Alissa é melhor do que Heather... Alissa diz que não bebe álcool e não usa dorgas, mas não nega que é viciada em cogumelos alucinógenos.

    [editar] Infância

    Nascida nos montes gelados, nevosos canadenses, Heather Morris Mason Perreira Souza, em 31 de julho de 1985, a garota mais branca que uma folha de papel A4, nunca gostou muito de bonecas e tinha um péssimo humor, ficava berrando o dia inteiro, até que tal prática a levou a ter esse gutural que deixa qualquer marmanjo com inveja.

    [editar] Adolescência

    Alissa com o filtro de um Juicer Philips Walita na cabeça

    Foi na adolescência que Heather, digo, Alissa começou a se desinteressar por carne, ao ver como é que o açougueiro estava acariciando a carne com um cutelo. Logo após ver essa cena que traumatizaria qualquer criança canadense, Alissa começoua se filiar em tudo que era ONG em pró dos animais. Era PETA, era Greenpeace, era Ku Klux Klan, ninguém podia mais com aquela menina. Ela já tava virando aquelas menininhas que ficam na porta da sua escola com camisa verde, um baseado na boca e carregada de panfletos de Salvem as baleias japonesas! E foi mais ou menos nessa época que ela teve uma conversinha com Satã, já estava em idade de recrutamento, e ele falou pra ela largar essas putarias todas e vir cantar aos seus pés o seu estilo de música, para que assim tivesse assegurado no inferno bondoso, onde estão todos os metaleiros e hippies de que se tem conhcimento. Já que ela tinha uma voz limpa boa para uma ópera e por seus infanto-berros, que praticava com certa frequência aos ouvidos de seus irmãos ela aceitou se juntar a uma banda de Metal.

    Só que ela fez isso por que quis e não foi um acordo com o capeta, por que ela queria continuar nas suas ONG's tão queridas que só a deixavam mais baranga a cada dia. Logo após a reveleção de que cantaria em uma banda de metal, as ONG's tiveram reações diferentes. O PET e a Ku Klux Klan nem ligaram e continuaram com seus rituais, mas como quem manda no Greenpeace é o Bono Vox, ele falou pra ela cair fora até cantar o verdadeiro Rock Irlandês, ou nem precisava mas pisar alí.

    [editar] Fase adulta

    Alissa e seus cabelos que desafiam a gravidade.

    Já grandinha, Alissa e mais alguns marmanjos formaram a banda The Tempest, e Alissa passou a trocar a cor dos cabelos mais do que de roupa, roupas pequenas por sinal, depois de largar o greenpeace todo o processo de baranguização que ela estava sofrendo se inverteu e Alissa depois de muita maquiagem e photoshop ficou considerada como uma musa do metal, fazendo vários rapazes a culturarem em seus banheiros, pedidindo a bênção de Alissa enquanto a ouviam dar seus berros durante o culto. Ao que parece, no momento em que o capeta ía fazer o pacto ele não contava com minha astúcia que Alissia seria expulsa do Greenpeace e sofreria esse processo de desbaranguização, tão rápido. Bastou ela deixar de ser uma hippiezinha bolivariana amante dos animais, para que ela virasse uma mulher cortejada até por Pedro de Lara. Logo ela começou a se aproveitar da sua beleza adquirida a pouco tempo pra arranjar contratos pra banda, mostrando que na verdade ela não era nem um pouco boba. Nessas ela conseguiu agendar vários shows pra banda no Canadá e também nos Estados Unidos.

    Rapidamente ela conseguiu um contrato com uma gravadora fodona do Canadá após um teste do sofá, o que poupou a banda de precisar demonstrar suas habilidades para o produtor da gravadora. Mas parece que este contrato não foi de todo bom, já que por motivos jurídicos contrato-processoais eles foram obrigados a trocar o nome da banda de The Tempest para The Agonist, aí o produtor ficou felizinho e decidiu aceitar o pessoal. Começavam então a partir daí a produção do primeiro álbum Once Only Imagined.

    [editar] Discografia

    Once Only Imagined

    Com a banda formada desde 2004, em mais de 6 anos de atividade, The Agonist, possui uma quantidade incontável de dois discos. O primeiro foi lançado em 2007 depois que Alissa decidiu que cor iria querer para seus cabelos, depois de mínimos três anos, ficou com várias cores mesmo, o CD Once Only Imagined, foi lançado em agosto e contou com quase 40 minutos de gritos graves a gritinhos de garota fresca de Alissa, devido a facilidade que ela tem para mudar o tom da voz. A capa deste disco mostra uma menina branquela sendo agarrada por uma coisa esquisita e escura, que nada mais é do que um desejo interno de Alissa de ser agarrada por um negão.

    Lullabies for the Dormant Mind

    O segundo disco, Lullabies for the Dormant Mind, foi lançado em 2009 e já possuiu um bônus de 3 minutos a mais de grito em comparação com o anterior, nesse tempo a Alissa conseguiu mais fãs (sim, ela conseguiu, ninguém se importa com o resto da banda) e conseguiu ir aperfeiçoando seus gritos, a ponto de conseguir matar cachorros a gatinhos com eles. Na capa do segundo disco mostra um bando de urubus e um cara de terno sem cabeça, que representa como são os fãs de Alissa, (homens sem cérebro) até porque depois do segundo grito escutado em um fone a audição da pessoa não é mais a mesma.

    [editar] Fãs da Alissa banda

    Sim meus caros correligionários. A banda não tem fãs! A Alissa que tem. E não é por sua voz que pode ir de uma garotinha meiga até Creide, a mulher do capeta e sim por ser uma baita de uma gostosa. Estudos de Harvard comprovam que a maioria dos fãs de bandas como Arch Enemy, Epica e Within Temptation estão pouco se fudendo para os vocais limpos/guturais das vocalistas e os arranjos das melodias, eles querem mesmo é ver a Angela Gossow, Simone Simons e a Sharon den Adel nuas numa playboy tripla no mês de Natal, pra vir embrulhado de baixo da árvore de presentes ainda por cima.

    A Alissa ainda não pousou pra Playboy, muito menos tripla com outras Chicks do Metal, maaaaas, já foi eleita a The Hottest Chick in Metal do ano de 2007. E agora? Você ainda pensa em curtir a banda? Bom a música é até boazinha.

    [editar] Veja também

    Nota musical22.gif PROJETO HITS
    Este artigo está incluído no Projeto Hits, e recebeu a classificação B pela comissão do projeto. Se quiser contribuir neste projeto, contate a Comissão do Projeto Hits e ajude-nos a crescer com bom humor aos nossos ouvidos, organismos e palatos!!
    Ferramentas pessoais
    Ver e modificar namespaces

    Variantes
    Visualizações
    Ações
    Navegação
    Colaboração
    Votações
    (F)Utilidades
    Novidades
    Redes sociais
    Correlatos
    Ferramentas