Aljustrel

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
PortugalDJoãoscary.jpg Manuel, vê-me dois cäcətinhos, o pá!

Æstə ärtigo é purtugäish, gajo. Élə comə cacətinho cum bəcalhau, tuma um ishtränho vinho, adora cumpetir cum a Ishpänha e tem um bigodão.

Cuidado: Ä qualquêr mumento, Napolião podə quirer-tə invədir


Aljustrel é uma vila portuguesa pertencente ao Distrito de Beija, região do Alentejo e subregião do Baixo Alentejo, com cerca de 5 600 Alentejanos plantando azeitonas.

Política[editar]

É sede de um município com 455,66 km² de área e 10 567 habitantes (2001), subdividido em 7 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Ferro-Velho do Alentejo, a leste por Beija, a sul por Castro Maduro, a sudoeste por Ourique e a oeste por Santiago da Casa do Cacete.

As futuristas ruas de Aljustrel

As freguesias de Aljustrel são as seguintes:

  • Aljustrel
  • Ervidel
  • Messejana
  • Rio de Moinhos
  • São João de Negrilhos
  • Freguesia do Ó
  • Casa da Mãe Joana

História[editar]

No tempo dos romanos erguia-se aqui a povoação de Vispasca, nas imediações de uma mina de nome Metalum Vispascensis. Os Romanos roubaram todo o ouro, e depois que não havia mais o que roubar, todo mundo foi embora.

Por tratar-se de uma região que permaneceu deserta por mil anos após o esgotamento das minas de Vipasca, foi o local escolhido por Afonso Henriques para ele dizer onde matou os cinco reis muçulmanos, já que testemunhas não haveriam.