Alma do Abismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Night creature.JPG Alma do Abismo surgiu das trevas!!

E está aqui pra puxar seu pé!

Puro osso.gif
A Alma do Abismo, assombrando uma escada inóspita.

A ALMA DO ABISMO é um ser sobrenatural mundialmente conhecido por ter emergido de uma precipitação vertical aparentemente sem fundo. A razão de seu nome, na verdade um pseudônimo dado pela imprensa, é ainda hoje desconhecida...

A Alma do Abismo, como já se deduz, chegou ao mundo órfã e com amnésia. Depois de passar nos exames da NASA, ela foi considerada inofensiva para o convívio humano, já que não se tratava de um perigoso alienígena, como os cientistas suspeitavam, mas sim de uma inocente entidade ectoplásmica maligna vinda diretamente do Inferno - com a qual estamos mais acostumados. Assim, foi liberada e pôde ser internada num orfanato, onde esperaria pela adoção de uma família idônea.


Um novo lar para uma Alma do Abismo[editar]

A Alma do Abismo passou anos no abrigo para onde foi encaminhada. Isso porque as pessoas, preconceituosas, preferiam crianças que fossem brancas e amorosas, não almas negras e perversas como ela. Um dia, porém, um casal que veio visitar a instituição se encantou de imediato com a Alma do Abismo, talvez porque se identificassem com ela. O casal von Richthoffen, que estava buscando uma companhia para sua filhinha desequilibrada solitária, logo adotaram a criatura das Trevas e a levaram para seu digníssimo lar. As freiras que cuidavam do lugar, se por um lado ficaram imensamente aliviadas com a partida da Alma do Abismo, que vez ou outra assombrava ou cortava algum membro de alguma religiosa, também ficaram condoídas por sua ida, uma vez que já não teriam como culpar a Alma do Abismo por possessão demoníaca quando eram pegas transando umas com as outras.


A Alma do Abismo foi encontrada num buraco sujo e pavoroso...

Após a adoção, a Alma do Abismo e Suzane von Richthofen se entrosaram de imediato. Pareciam gêmeas univitelinas, tamanha a semelhança física e espiritual. Juntas, elas brincavam de decapitar bonecas, torturar animaizinhos, tocar siririca e de outras traquinagens próprias de crianças de sua idade. Um belo dia, porém, Suzane mudou de comportamento; de uma hora para outra, Suzane passou a agredir sua irmã adotiva, levando-a para sofrer inúmeras torturas no porão da casa, onde Suzane também a sodomizava com um vibrador extra-large.


A vida como Fantasma de Rua[editar]

Cansada dos maus-tratos, a Alma do Abismo fugiu de casa. Como não queria dormir na rua, sozinha e com frio, a Alma do Abismo foi procurar casas abandonadas e mal-assombradas para viver, onde talvez, conforme imaginava, poderia ser acolhida e amada pelos seus parentes do outro mundo. Só que ela estava enganada. Como era muito feia, a Alma do Abismo espantava os fantasmas mais medonhos, que logo largavam suas correntes e tábuas soltas para viver em outro lugar.

Triste, a Alma do Abismo renunciou à vida - quer dizer, ao pós-morte - dessa vez procurando um papelão e uns cachorros para lhe fazer companhia. Tornou-se uma das mendigas mais bem apessoadas e comunicativas do bairro Debaixo da Ponte, onde era constantemente visitada por pessoas interessadas em assombrações de rua, que também confortavam e elevavam o ego do Bicho-Papão, do Boi da Cara Preta, do Velho do Saco e de outros seres malignos desacreditados no mundo moderno.


O estrelato[editar]

Felizmente, a vida como fantasma de rua estava com os dias contados. Logo a Alma do Abismo foi chamada para atuar no remake de um filme de horror japonês conhecido como "Ring", onde dublava Samara Morgan no momento em que ela ficava no fundo do poço e em outras circunstâncias nojentas e degradantes. Como já estava acostumada a ser fantasma e a viver em buracos, a Alma do Abismo não teve problemas e saiu-se muito bem.


Você sabia?[editar]

  1. A Alma do Abismo já acionou a justiça para trocar de nome. Alegava que o nome era constrangedor para ela, especialmente quando citado em cerimônias de batismo e, quando criança, na chamada da escola. Trocou para Ectoplasmática Despenhadeiro da Silva e ficou satisfeita com o resultado.
  2. A Alma do Abismo já namorou o Zé do Caixão, mas, depois que percebeu que ele queria só usufruir de seu não-corpo formoso e de sua beleza exótica, deu-lhe um pé na bunda. Atualmente a Alma do Abismo foi vista saindo com o pegador Dado Dolabella, com o qual tem frequentado os cemitérios de luxo e os terreiros de candomblé mais badalados do Rio de Janeiro.