Almeirim

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Almeirim
"Joelmalândia!"
Bandeira de Almeirim.png
Bandeira
Fundação Não disponível
Gentílico almeirinano
Lema Pra te esquecer
Localização
Localização de Almeirim
Estado link={{{3}}} Pará
Mesorregião Tapajós do Norte
Microrregião Amapá Paraense
Região metropolitana Região Metropolitana de Santarém
Municípios limítrofes Óbidos, Alenquer, Monte Alegre, Prainha, Porto de Moz, Gurupá, Laranjal do Jari, Sipaliwini
Distância até a capital 8000Km km
Características geográficas
Área Não disponível
População Não disponível
Idioma caboco
Clima Não disponível
Indicadores
PIB per capita R$ - \infty IBGE/2010

Cquote1.png Você quis dizer: Calipsolândia? Cquote2.png
Google sobre Almeirim
Cquote1.png Experimente também: Joelma Cquote2.png
Sugestão do Google para Almeirim
Cquote1.png Isso é Calypsooooooooooooo! Cquote2.png
Joelma sobre Almeirim
Cquote1.png Ô mulher enjoada! Cquote2.png
Prefeito Almeirim sobre Joelma
Cquote1.png Se lá é tão bom, porque ela saiu de lá? Cquote2.png
Qualquer um sobre Joelma

Almeirim (também conhecida como Joelmalândia ou Calypso Town) é a cidade de nascimento de Joelma, uma morena/loira, metida a cantora, integrante de uma banda que faz um sucesso local no Pará e que é tolerada no restante do Brasil em nome de uma tal diversidade cultural. Almeirim é o município de nascimento da vocalista, que é a maior celebridade de toda a cidade por causa disso, apesar de nunca parar nessa cidade e dar graças a Odin por ter conseguido sair daquele fim de mundo, coisa que outros mil habitantes ainda estão fazendo há muito tempo, sem nenhum sucesso.

Fica nas beiradas do Amapá, porém, pertence completamente ao Pará, sabe-se lá o porquê, já que está mais próximo e mais dependente da capital amapaense, Macapá, do que da capital paraense, Belém. Além disso, quem realmente consegue fazer com que Almeirim não afunde completamente em suas próprias dívidas é a própria Macapá, já que Belém somente quer um coisa de Almeirim, que é o brilho de sua estrela Joelma, que brilha muito no Corinthians Brasil afora.

História[editar]

Vista aérea da cidade de Almeirim. Dá tédio só de olhar.

Todos os almeirimense (cidadãos moradores de Almeirim) contam a história da cidade em dois tempos, A.J (antes de Joelma) e D.J. (depois de Joelma). Antes de Joelma, ninguém sabe como é que Almeirim foi edificada, ou o motivo de terem feita essa bela cagada em criar tal cidade inútil. A priori, nela foi edificada uma fortaleza, que serviria de base para a proteção da Amazônia, se bem que ninguém sequer imaginava o porquê de Holandeses, Franceses e Ingleses quererem esse bando de nada com coisa alguma, mas pelo menos os Portugueses estavam protegendo a budega de alguma forma, pelo sim e pelo não.

Depois disso, veio o irmão do Marquês de Pombal, o Francisco Xavier de Mendonça Furtado, o Chico Xavier de antigamente. Ele chegou em Almeirim e ali fundou uma vila ao redor do forte, que mais tarde acabou decaindo e voltando a ser somente uma tribo indígena qualquer, mesmo que tivesse sido edificada por padres e coisas do tipo, não sendo mais nenhuma aldeia. Com a Proclamação da República, Almeirim tornou-se de novo uma Vila, chegando ao tão sonhado posto de município em 1900 e guaraná com rolha.

Na sua formação municipal, Almeirim perdeu boa parte de seu território para o Amapá, que tinha por obrigação criar Mazagão e não deixaria Almeirim com uma boa parte dele, pois senão, Mazagão não seria todo aquele pedaço de terra que é hoje, sendo tudo aquilo roubado de Almeirim na cara dura. Depois que Joelma nasceu, é retratado como a Época de Ouro de Almeirim, quando a cidade finalmente acabou sendo conhecida no Brasil Estado do Pará inteiro, mesmo que tal já fizesse parte dele desde muitos anos.

A cidade cresceu e prosperou muito, devido aos shows que a nova musa do Brasil [carece de fontes] fazia por ali e conseguia arrecadar pelo menos uma boa parte de verba para a cidade, que não recebia nenhum apoio moral da sua capital. Assim que Joelma cresceu e pensou em sair da cidade para o estrelado mundial, a cidade acabou decaindo aos poucos, tanto que hoje a maior parte da população nem é mais composta por seres humanos, mas sim por cabeças de Gado, tornando-se tal como a maior produtora de gato do Pará (pelo menos ela é grande em alguma coisa).

Clima[editar]

O clima da cidade é reconhecido por superúmido, haja visto a sua localização a beira de rios e coisas do tipo, porém, tal lugar também tem o seu clima tratado como Infernal, haja visto que está localizado muito próximo ao Estado do Amapá, que é conhecido como o verdadeiro inferno brasileiro.

Economia[editar]

Localizado no Baixo Amazonas (o que provavelmente indica que ela esteja abaixo do Rio Amazonas), bem na costa do estado do Amapá, Almeirim sobrevive com a sua cultura de nada com coisa alguma, somente sendo reconhecida como a cidade de nascimento de Joelma e como maior dona de cabeças de gado do Pará, o que nem se compara com as cabeças de gado existentes na cidade do Amapá, que chegam a ser bem maiores (ou não). Quando Joelma ainda morava por ali, Almeirim ainda tinha como se sustentar e receber alguns olhares da capital (pelo menos olhares ela tinha).

População[editar]

Infelizmente, com a crescente carreira da musa, a cidade ficou completamente abandonada com os seus mais de 30.000 habitantes, sendo que esse número decai a cada ano, segundo o IBGE que provavelmente está errado.