Altônia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Um ponto turístico de Altônia, movimentado como smepre típico da cidade que recebe mais turistas no interior paranaense.

Altônia é uma cidadezinha do interior do Paraná com 20 mil caipiras que faz divisa com Porra Nenhuma ao norte, Puta que Pariu ao oeste e até hoje estão tentando encontrar um caminho que leve a cidade.

História[editar]

O que importa a história de uma cidade assim, lembrando que ela só tem 50 anos de idade? É bem melhor você ouvir a história de vida da Tua Avó do que perder tempo lendo a história de uma cidadezinha empoeirada no interior do Paraná, mas como você certamente vive lá certamente nem sabia que essa província onde você mora tem história.

Tudo começa quando o líder do distrito de Altônia descobre que é Corno, como eles não queriam que o cara ficasse louco colocaram culpa no pessoal que morava em Xambrê, pois quem mora na cidade maior sempre é mais rico e menos caipira que os caipiras do distrito de Altônia. Irritado ele emancipou a cidade por pura birra emo. Mais tarde essa bosta de cidade tornaria a puta de São Jorge do Patrocínio, cidade mais bem vista por toda a população paranaense, a metrópole modelo sócio-sustentável.

Essa história toda era ideia do padeiro, que além de querer ser vereador pela cidade não queria que ele descobrisse que era ele quem era o Ricardão... Ele e o carteiro, o pedreiro, o encanador...

Nas mãos dos prefeitos de Altônia várias cagadas aconteceram e até hoje é tradição da cidade que o prefeito faça ao menos uma cagada por ano.

Muitos conseguiram ter um vice prefeito uma cabra, aprovar uma lei que proíbe as pessoas de soltar peidos, vetar o carregamento de Coca-Cola por ter recebido um E-mail que dizia que coca significava Cocaína entre outras coisas inúteis.

Cidade[editar]

A cidade parece mais um bairro do que a uma cidade. Assim como toda boa cidade do interior sua economia não está baseada em plantação de Milho, mesmo porque a plantação com certeza seria insignificante para a produção do Paraná, mas sim no posto de gasolina e nos golpes do zé da borracharia.

Diariamente, o Zé da borracharia coloca pregos na rodovia que cruza a cidade para ver se alguém estoura o pneu e vem procurá-lo. A prefeitura apoia isso pois em Altônia a borracharia é a prefeitura e a padaria também.

Em uma cidade com uma rotina tão diferenciada quanto em um dia no Deserto do Saara muitos tentam se isolar de Altônia no Orkut onde acabam fazendo parte da porção "pobre" do site ou mais conhecida por trazer aquelas fotos que viram pérolas posteriormente.

Etimologia[editar]

A cidade se chama Altônia pois o prefeito não sabe pronunciar "Antônia", aí ficou esse nome sem sentido mesmo.

vcs esta errados Altonia nao e uma cidade, Altonia na verdade eo inferno, onde o diabo sou eu ... e um dia meu pau vai querer comer vcs seus viados do caralho ... vao a merda FDPS...