América Anglo-Saxônica

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


EUA Falencia.jpg In Trump We Tru$t!

Este artigo é gringo! Ele come Big Mac com Coca Cola no café-da-manhã e pensa que Seinfeld é a melhor série de todas.

MontyPython.jpg UNCLEFUCKER!!

Este artigo contém humor canadense, eh? Ele tem uma folha suspeita na bandeira e ninguém se importa com ele. Se você vandalizar, a Polícia Montada e o Toronto Maple Leafs irão atrás de você!
Achando a América Anglo-Saxônica.

Cquote1.png Você quis dizer: América do Norte Cquote2.png
Google sobre América Anglo-Saxônica
Cquote1.png Experimente também: América Latina Cquote2.png
Sugestão do Google para América Anglo-Saxônica
Cquote1.png Aqui é primeiro mundo. Cquote2.png
Americano sobre América Anglo-Saxônica.

Cquote1.png Nem tanto. Cquote2.png
Cidadão da Guiana sobre comentário acima.

Um dos símbolos da América Anglo-Saxônica.

Cquote1.png Nossos rivais, eles não dão visto! Cquote2.png
Latino sobre América Anglo-Saxônica.
Cquote1.png Lá eles falam inglês. Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre América Anglo-Saxônica.

América Anglo-Saxônica é a parte da América onde o pessoal fala estranho, em uma língua repleta de R's e sons vazios, sendo essa língua matéria obrigatória na sua maldita escolinha, contudo ao contrário do que você pensa não são só países ricos na América Anglo-Saxônica, tem a Jamaica também.

Geografia[editar]

A América Anglo-Saxônica é um dos melhores lugares para se fazer discurso proibido em toda a América Latina, com destaque com a força de hábito que tem o Brasil quando ganha da Argentina no futebol. Afinal de contas, a geografia da América Anglo-Saxônica é cerca de lugares muito privilegiados onde todas as pessoas têm direito de perguntas que o Fantástico aprovou ser uma recomendação obrigatória aos jogadores de futebol do Corinthians. Nesse instante, tem gente que nem gosta de discutir sobre geografia anglo-saxônica-americana porque tem gente chata xenófila que gosta só de viajar para os Estados Unidos com passaporte italiano. Alguns pensam que isso é verdade e é. Outros pensam que não deveria ser verdade mas precisa né? Se você quiser ganhar dinheiro para ir numa casa de câmbio, pegar uma passagem aérea para Nova York, transformar reais em doláres e depois viajar para os Estados Unidos, é importante é você saber que no norte do continente existe uma região muito fria chamada Oceano Glacial Artico é frio pra caramba, tem que levar blusa, casaco, manta, celular, gorro, calça jeans, cintura, camisa do Corinthians e outras porcarias, tipo sunga, biquíni e maiô para entrar na água profunda das geleiras, sempre acompanhados com roupa de mergulho.

Habitantes[editar]

População nativa.

São todos falantes em inglês e não entendem porra nenhuma de línguas latinas, seja o português, espanhol, romeno ou o miguxês que você usa para falar no MSN. Em geral esses habitantes são fãs da comida do McDonalds e amam torrar dinheiro em carros gigantes e se forem pobres adoram uma charretona.

Todos tem uma língua enrolada e dificuldade em falar sons nasais, mas nada que um batalhão de fonoaudiólogos não possa curar, ou ao menos amenizar, mas se tratando de americanos foda-se, afinal ninguém liga para canadenses ou moradores de países mais subdesenvolvidos que o aceitável.

Economia e Política[editar]

Existem dois pontos distintos nessa subdivisão do continente:

Nos ricos, a economia é avançada diversificada e fodástica, correm rios de dinheiro e eles praticam imperialismo voraz, tem governos que adoram uma guerra e gostam de emitir CO na atmosfera às toneladas.

Outro habitante típico.

Nos pobres, a economia é uma merda, são imperializados e sodomizados por nações ricas, os governos são autoritários e mais corruptos que o do Brasil, sofrem com taxas de inflação zimbabueanas.

Parte Física[editar]

Fidel Castro, melhor amigo da América Anglo-Saxônica.

É a porcaria da América do Norte, soma-se apenas uma ilhota perdida no triângulo das Bermudas que destina-se exclusivamente a produzir novos atletistas e também um país sulamericano ignorado internacionalmente e que possui um primo francês bem suspeito. A grande característica dessa divisão é que ela é meio picotada no continente.

Países[editar]

  • Estados Unidos — O Tio Sam, dominam o mundo e imperializam geral, são, atualmente liderados pelo Obina.
  • Canadá — um país grande, rico, avançado, mas que ninguém se importa.
  • Jamaica — Fábrica de atletistas do nível de Usain Bolt.
  • Guiana — Ex-colônia inglesa perdida na Amazônia.
  • BelizeWho?

Ver também[editar]