Amapaense

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Amapaense é um ser lendário cuja existência nunca foi totalmente comprovada. O que se sabe acerca deles é que vivem no meio do mato como típicos nortistas em rios infestados de piranhas e botos cor de rosa (aliás quando alguém leva um chifre por lá coloca-se a culpa no boto pois se prefere ser corno manso, só mais uma pitorescidade da cultura local - talvez por que o mato que vos cerca é tão grande que fica difícil encontrar o corneador, então é mais prático aos preguiçosos de baixa latitude culpar o pobre boto). O sonho de todo amapaense é cruzar a fronteira com a Guiana Francesa para limpar privada, falar frances e ganhar em euros (ao menos foi isso o que disse o Cabrini com o seu típico paulixocentrismo "imparcial" em uma das suas "emocionantes" reportagens para alguma emissora de segundo escalão/categoria do truste merdiático Via Dutrino que o resto do país é obrigado a engolir ou tem ainda a maravilhosa opção de dar sua grana para a mesma empresa que fode a tv aberta justamente para os idiotas terem de migrar para a fechada e de quebra assistir a maravilhosos enlatados americanos com o mesmo roteiro e figurino estagnado desde os anos 90s).

O amapaense é um zero a esquerda para região Norte ,aonde vive , tal como o Acre. Amapá tá pra Norte como Sergipe tá pra Nordeste , Espírito Santo para Sudeste , ou seja um perfeito zero a Esquerda!

Há diversas controvérsias a respeito de sua origem , há quem diga , que são fusões de um coise entre capixabas e acreanos , que por achar ser um caso raro de pessoas que são capazes de ficar mais de meia hora em silêncio , e não colaborarem com o apodrecimento da moral brasileira , se acham superiores. Na verdade , não passam de um bando de índios , que acham que são paraenses , é metido a intelectual como os capivaras.

Supostas origens[editar]

A tradição oral da Tribo , Isoladus , conta que por volta de 151933 a.c , vagava pela continente americano , antes da formação genética dos pré-colombianos , seres pré-homo sapiens , vagava pela região , atual onde é o Acre. Eles eram descendentes de uma puta primata , que sua deficiência , gerava filhos , sem possibilidades de desenvolvimento de suas funções cognitivas , o que explica hoje , 99999999% dos amapaenses serem impedidos pré-geneticamentes de se adequarem as civilizações.

Más tudo na vida tem o seu lado bom , não? O apego dos amapaenses a suas práticas primitivas , impede que grandes catástrofes naturais , e processos de degradação ambiental , chegue a caverna do dragão , ops Amapá!

Porque "homem do fim do mundo"?[editar]

Bem como dito anteriormente , a maioria superesmagadoras dos amapaenses pararam na idade do ferro , e quando alguém tenta construir prédios , estradas , ou trazer a civilização ao local , é atingindo pelas tribos primitivas que habitam o local. A exemplo os Isuladus , Capixiris , Qimbudus , entre outros.

Futuro[editar]

Como no planeta todo , a terra tá toda fudida e condenada (aquecimento global , derretimento das geleiras , superpopulação , etc) , o Fim do mundo talvez um dia seja um dos últimos lugares aonde a vida viva , a respiração , seja possível pela degradação natural da Terra.


v d e h
Seres que você encontra no Bandeira do Brasil Brasil

Geral: Branco - Caipira - Cigano - Extraterrestre - Negro - Nordestino - Índio - Nipobrasileiro

Estadual: Acreano - Alagoano - Amapaense - Amazonense - Baiano - Brasiliense - Capixaba - Catarinense - Cearense - Fluminense - Gaúcho - Goiano - Maranhense - Mato-grossense - Mineiro - Paraense - Paraibano - Paranaense - Paulista - Pernambucano - Piauiense - Potiguar - Rondoniense - Roraimense - Sergipano - Sul-Mato-grossense - Tocantinense

Municipal: Paulistano - Carioca - Candango/Brasiliense - Soteropolitano - Fortalezense - Curitibano