Amaralina

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Amaralina é aquela sinistra aldeia no caminho entre Ceres e o Fim do Mundo (aka Tocantins), depois de Mara Rosa, bem já deu para entender que o lugar fica literalmente nos confins do universo. Se o planeta fosse quadrado igual as planilhas de SimCity, Amaralina ficaria no canto do mapa.

História[editar]

Um presidiário quebrando uma rocha do pré-cambriano em Amaralina.

A teoria mais aceita segundo confiáveis fontes como a Wikipédia e o Google, é que Amaralina não tem história, aquele povoado simplesmente apareceu da noite para o dia.

Todavia, a Desciclopédia afirma que aquela desgraça surgiu em 1963, inicialmente como uma casa de descanso de um peão, no meio da estrada que liga Mara Rosa e Mutunópolis. Aquela casa virou um cabaré, atraiu o pessoal do faroeste tupinambá e o povoado começou a crescer graças às prostitutas.

Depois de décadas de miserabilidade, Amaralina é elevada a status de município em 1995 separando-se de Mara Rosa, é óbvio que não foi com isso que a miserabilidade da cidade foi sanada.

Atualmente é conhecida como único lugar no mundo onde o povo janta carne de capivara caçada durante a tarde.

População[editar]

Amaralina possui pouco mais de três mil caipiras com capim na boca, chapéu de palha e alguns dentes a menos. 30% da população não trabalham e 70% não faz nada no trabalho. Atualmente a Miss Amaralina tem cinco filhos, mora em uma cabana de palha,trabalha como empregada durante o dia e a noite faz bico como prostituta, tem três dentes em sua boca, porém garante fazer um boquete maravilhoso (diz fontes).

Turismo[editar]

O turismo de Amaralina é reconhecido pelas atividades de aventura... É uma aventura só chegar lá, qualquer aventureiro ficaria satisfeito com o desafio de tentar descobrir onde está Amaralina.

Curiosidades[editar]

Parece que há algum lugar chamado Amaralina lá pelo Nordeste, e pelo visto muito melhor que essa desgraça de Goiás, porque só aparece a Amaralina nordestina nas pesquisas.