Amorinópolis

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Amorinópolis é uma dentre 1 milhão de cidades minúsculas e insignificantes perdidas no centro de Goiás. De acordo com o último senso do IBGE (1950), a cidade tem 4.000 habitantes.

História[editar]

Um típico carro de um habitante de Amorinópolis.

Como todas cidades goianas, Amorinópolis surgiu quando bandeirantes e prostitutas se aglomeraram por ali, e perpetuaram uma pequena população de miseráveis que não conhecem a civilização. A pequena aldeia que parecia um grande acampamento de pedreiros recebeu o nome de Campo Limpo, devido ao alto grau de ironia da população local, porque limpeza é a última coisa que você encontra por lá.

Torna-se município em 1958, e a população decide trocar o nome de Campo Limpo para Amorinópolis, porque todos estavam cansados de justificar porque o nome da cidade era aquele, se não havia limpeza, então foi adotado o atual nome em homenagem a Israel de Amorim, um ilustre cidadão local que provou que Amorinópólis tinha mais prostitutas que o dobro da quantidade de mendigos, índice exigido pelo governo estatual na época, para emancipar municípios.

Hoje é só mais uma das cidades que compõem o cu do mundo.

Economia[editar]

Amorinópolis se destaca na atividade pecuária, sobretudo na produção de leite, berrantes e sêmem de touro. Importantíssimos itens na rotina de qualquer amorinense comum.

A produção de botas, botinas e sapatões também tem destaque, as lésbicas agradecem.

A cidade se orgulha de ser a Capital Mundial dos Rodos, esse título medíocre é motivo de orgulho para a população, nessa cidade você encontra lojas que vendem rodos de todos tamanhos, qualidades e cores em toda barraca (como são chamados os comércios locais).

Atualmente pessoas tem incrementado a economia local através da plantação de bananeiras nos inúmeros buracos existentes nas ruas da cidade.

Política[editar]

Na cidade de Amorinópolis, assim como no resto do Brasil, a corrupção rola solta, principalmente no dia em que antecede as eleições. Políticos distribuem até vale-puta pra garantir votos.

Atualmente a cidade é desgovernada por um prefeito analfabeto, que é manipulado por um bando de atoas (agiotas) pra quem ele deve até os filhos.

Principais Eventos[editar]

  • Aprosanta - Festividade rural onde todos caipiras das redondezas reúnem o que há de pior na roça para uma grande comemoração bucólica regada a um baita cheiro de bosta de cavalo. Essa grande festividade é a única oportunidade de alguém conseguir comprar alguma coisa decente em Amorinópolis. Entre as várias atividades disponíveis, destacam-se a cavalgada, os desfiles de carros de bois (espécie de carnaval caipira), engenhos, disputas de pau de sebo, pescaria, concurso de viola, arremesso de estrume, caça a galinhas e barracas vendendo coisas do campo.
  • Festa de Julho - Uma festa junina que dura o mês de julho inteiro para a população ter o que fazer.