Amy Winehouse

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Dercy gonçalves.JPG I M A G E N S|||F O R T E S

Neste artigo são exibidas imagens fortes. Caso você seja idoso, menor de 18 anos, gestante, possui doenças cardíacas, é fresco, patricinha ou emo, não leia este artigo.

Loser 2.JPG
Amy Winehouse já morreu!

Vai zoando, o próximo pode ser você!

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno

Desentrevistasminibox.PNG
O Desentrevistas
possui uma entrevista com
Amy Winehouse
Emblem-sound.svg.png Amy Winehouse
Tumblr l8xwak4r9M1qcehl5o1 500 large-1-.jpg
Antes de ser consumida pelas drogas, Winehouse era bonita pra cacete.
Nome Ana Maria Fumança Casa-do-Vinho
Origem Num pub inglês qualquer, Bandeira da Inglaterra Inglaterra
Sexo Era até fazer crack
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.png
Pós e baseados
Gênero Música de preto cantada por uma branca
Influências Janis Joplin, Kate Moss, Maradona
Nível de Habilidade Ex-Campeã mundial de Cheiramento de gatinhos
Aparência Drogada, Anoréxica e Cachacheira
Plásticas Decadência física provocada por excesso de drogas e pinga
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Recusar ir para a rehab, Pinga, Vinho, Whiskey, Vodka, Cocaína, Heroína, Maconha, Crack, LSD, Ecstasy...
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Pete Doherty


Cquote1.png Você quis dizer: Maria Fumaça Cquote2.png
Google sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Experimente também: Janis Joplin do século XXI Cquote2.png
Sugestão do Google para Amy Winehouse
Cquote1.png Bem-vinda, Amy! Cquote2.png
Jimi Hendrix, Janis Joplin, Kurt Cobain e Jim Morrison recepcionando Amy Winehouse ao inferno Clube dos Cantores Mortos com 27 anos
Cquote1.png Do '' ao ! Cquote2.png
Bíblia sobre Amy Winehouse
Cquote1.png They try to make me go to rehab, I say no, no, no... Cquote2.png
Amy Winehouse sobre a sua Morte
Cquote1.png Mas ela já não estava morta? Cquote2.png
Qualquer um sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Esqueceram de enterrar. Cquote2.png
Chris Rock sobre citação acima
Cquote1.png Ogra baranga que se acha mais polêmica do que eu? Cquote2.png
Lindsay Lohan sobre sua preocupação em aparecer Amy Winehouse
Cquote1.png Acende, puxa, prende e passa! Índio quer cachimbo e Amy quer fazer fumaça! Cquote2.png
Gabriel Pensador sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Perdi o apetite. Cquote2.png
Shrek sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Vive la vida loca! Cquote2.png
Rick Martin sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Loka, Loka, Loka! Cquote2.png
Shakira sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Amy Whitehouse Cquote2.png
Amy Winehouse sobre a Casa Branca
Cquote1.png Na União Soviética, a Amy Winehouse leva uma voadora de VOCÊ! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Avadra Kedavra! Cquote2.png
Amy Winehouse após jogar microfone na platéia
Cquote1.png Já peguei Cquote2.png
Courtney Love sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Onde está a viciada, hein? No colo do capiroto Cquote2.png
Alborghetti sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Fama não leva às drogas, as drogas levam à fama Cquote2.png
Filosofia de Felipe Neto sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Gollum de peruca? Cquote2.png
Você quando viu Amy Winehouse pela primeira vez
Cquote1.png Ó Amy, Amy... deixa a cachaça e vem tirar foto com a gente, uê! Cquote2.png
Jeremias sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Sua falta será sentida nos bares de Londres, perderam sua melhor cliente Cquote2.png
Economista, preocupado com a economia inglesa sobre a morte de Amy Winehouse
Cquote1.png Minha aprendiz. Cquote2.png
Lindomar sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Minha Melhor Amiga Cquote2.png
Bellatrix Lestrange sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Ahaha, já foste! Agora sou só eu! Cquote2.png
Duffy sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Ou não Cquote2.png
Adele sobre citação acima
Cquote1.png Minha grande amiga, estou devastada! Ela me serviu de tanto ao beber o copo gigante de Martini até ao fim, onde dancei uma vez em Londres... Cquote2.png
Dita Von Teese sobre Amy Winehouse
Cquote1.png Nossa, ela era uma grande atriz Cquote2.png
Geisy Arruda sobre a morte de Amy Winehouse
Cquote1.png Sabia que isso ia acontecer... Cquote2.png
Qualquer um sobre a morte prematura de Amy Winehouse


Anne Marie Braga Winehouse (Num pub inglês qualquer, 14 de setembro de 1983 - Inglaterra, Não se lembra o local da morte, pois estava drogada, 23 de julho de 2011), mais conhecida por Amy Adega ou Maria Fumaça para os mais íntimos. Bem, como era dito: Casa-do-Vinho foi uma cantora e compositora inglesa de ascendência judaica cuja vida de excessos a conduziu a um fim prematuro, sendo mais uma vítima da Maldição dos 27.

Cantava Soul, Jazz, Rock Psicodélico e Pagode Inglês. Seu pai era um desempregado pobre e bêbado, sua mãe era uma lavadora de louças e banheiros imundos de bares e uma mal-sucedida cantora de boates falidas das periferias do Reino Unido.

Biografia[editar]

Antes de ser consumida pelas drogas e se transformar em "Maria Fumaça".

Ao nascer, foi chamada de "Amy", nome de sua mãe, e "Braga", nome de seu pai. Ela nasceu dentro de um pub inglês, ou seja, bares ingleses cheios de bebedeiras, brigas e pileques. O "Winehouse" de seu nome foi em homenagem ao bar onde sua mãe cantava e se prostituía que, mais tarde foi transformado em bordel. Desde pequena, a pobre Amy era arrastada para os bares e assistia a mãe divorciada cantar despida no palco, entupir-se de drogas ou transar com os clientes. Quando o bar faliu, mãe e filha foram obrigados a voltar para a casa do pai. O pai, desempregado, vivia chegando bêbado em casa e agredia a mãe e coagindo Amy, então com 1 ano de idade, a se embebedar. Uma vez, depois de uma discussão, Amy foi atirada pela janela pelo pai completamente bêbado, mas sobreviveu. Sua infância sofrida foi marcada por vícios, violência e drogas. Seu pai fora detido pela polícia e a mãe mal podia se sustentar. Assolados pelo desespero, mãe e filha embebedavam-se para afogar suas mágoas. Anos depois, com a volta do pai, a mãe fugiu com um caminhoneiro sem dar nenhum adeus.

Amy era conhecida por sua beleza...
... por seu carisma...
...elegância..
... humor...
...e talento

Com quatro anos de idade, Amy Winehouse já era viciada em crack, ecstasy, heroína, LSD, uísque e vodka. Para manter o vício, às vezes, cheirava o fundo das latas de aerossol ou comia lascas de tinta antiaderente. Seu pai, inveterado, mal-tratava-a e, quando bêbado, estuprava-a repetidas vezes e, um dia, completamente drogado, coagiu o cão a estuprar Amy. Amy então, de madrugada, dobrou a dosagem de heroína do pai e o assassinou por overdose, depois, consumindo-se de remorso, decidiu se suicidar e injetou a mesma quantidade de heroína, mas sobreviveu. Então, foi morar com o avô, um pedófilo psicopata que abusava de criancinhas vestido de palhaço e, quando mal foi enviada à guarda do avô, foi submetida a escrava sexual e testadora de drogas. Nessa época, conheceu Christianne F., viraram amigas e ambas se drogavam enquanto cabulavam aulas, entupiam-se de crack e maconha até que um dia, seu avô, completamente possuído por drogas e bebidas, esmurrou a porta de uma delegacia e foi preso por prisão perpétua. Amy, então, foi parar num orfanato... Que ficava ao lado de uma fábrica de vodka. Ainda no orfanato, Amy ficou em coma depois de um porre daqueles e, recuperada, fugiu com Christianne F. para as ruas, onde se prostituíam para alimentarem o vício e conter os sintomas da abstinência. Um dia, depois de serem espancadas num beco por roubar bebidas, Amy e Christianne F. visitaram uma festa local onde uma banda americana de rock tocariam. Visando uma ótima oportunidade para roubarem drogas e bebidas, as duas invadiram o show do qual tocaria a banda Nirvana e conheceram Kurt Cobain, do qual, imediatamente Amy viraria fã absoluta. E, então, conheceu a música.

Biografia com Manchetes[editar]

Um fã-site da Amy fez uma biografia montada apenas com as manchetes que saíram na mídia nos últimos tempos... Veja:

Amy Winehouse e seu marido, Blake Fielder-Civil, depois de uma noite inteira de cheiramento de gatinhos africanos.
Seriam parentes?

Distúrbios e Vícios de Amy Winehouse[editar]

O filme sobre a vida da cantora.

Estudos póstumos do seu DNA mostraram que Amy Winehouse tinha de tudo no organismo, menos sangue é lógico: chegou a um ponto em que ela não usava mais drogas, as drogas quando, queriam um barato, usavam ela. Por isso foi proibida de sair do seu país por porte de drogas e químicas alucinógenas pesadíssimas. Tinha como dieta básica diária no café da manhã, cheirar um gatinho e usava uma pedrinha de Crack (pedra pequena, um pouco maior que uma bolinha de basquete) para temperar o Ecstasy. No almoço, comia cogumelos alucinógenos e pra acompanhar vodka; o lanchinho da tarde eram cigarrinhos do capeta, benzina e maconha, e, pra jantar, ela pegava tudo que ela consumiu durante o dia batia no liquidificador, fazia uma vitamina e tomava pra ficar fortinha, e entre as "refeições", pra não ficar com muita abstinência, cheirava um pouco de cocaína... Quando estava menstruada, usava tampões embebidos em álcool etílico para dar aquele estalo básico. Lembrando que a Sra. Winehouse tinha anorexia, pelo que sua alimentação era a base de químicos.

Afinal, vai saber o que realmente se passava né? Talvez cocaina inserida no seu porcarioso cérebro.

Sem Comentários.

À luz do dia, ela conseguia ser mais assustadora ainda. Veja os 7 erros da "Maria Fumaça":

1) Mancha toscamente descolorida no topete; (Possível homenagem a Chimbinha)
2) Cigarrinho que não sai detrás da orelha;
3) Pereba porca no rosto;
4) Rabiscos de criança;
5) Braço todo cagado com cortes e picadas de injeção;
6) Barriguinha cheia de verme e comida do McDonald's;
7) Isso, POR SORTE, a gente nunca viu!


Reencarnação de Janis Joplin + Kurt Cobain[editar]

Não temos duvidas que Amy Winehouse, foi, na verdade a rencarnação do século XXI de Janis Joplin com Kurt Cobain, mas não sabemos se pró lado melhor ou pior. Veja os Fatos que comprovam isso:

Janis Joplin Kurt Cobain Amy Winehouse
O seu cabelo era loiro mas pintou de castanho, tinha olhos castanhos e nunca foi bonita. O seu cabelo era loiro, gorduroso e seboso, tinha olhos azuis O seu cabelo era preto, tinha olhos castanhos e era bonita, mas se estragou.
Não comia, só bebia uísque escocês e vodka russa Não comia, só tomava heroína e bebia vodka Não comia, só bebia cachaça, vodka e uísque
Magra Muito magro Anorexia
Drogada assumida, adorava LSD, Maconha e

Heroína.

Drogado assumido, adorava LSD, Maconha e

Heroína.

Drogada assumida, adorava Heroína, Cocaína e

Ecstasy.

Vício de drogas, vício de pinga, confusões e polêmicas Vício de drogas, vício de pinga, depressão, problemas

de saúde e polêmicas

Vício de drogas, vício de pinga, depressão, confusões,

polêmicas, problemas de saúde e etc.

Vivia em clínicas de reabilitação, mas sempre acabava se

drogando e bebendo.

Vivia em clínicas de reabilitação, mas sempre acabava se

drogando e bebendo.

Vivia em clínicas de reabilitação, mas sempre acabava se

drogando e bebendo.

Era viciada em Sexo, mas todas as suas relações

amorosas acabavam em merda.

Era viciado em Droga, mas teve um caso com

Courtney Love.

Era viciada em Sexo, mas todas as suas relações

amorosas acabavam em merda.

Era conhecida pela sua voz rouca, forte e quase

insuportável, a juntar aos seus gritinhos estridentes.

Era conhecido pela sua voz arranhada, rouca e os

gritos de dor.

Era conhecida pela sua voz rouca, forte e quase

insuportável, a juntar aos gemidos de dor.

Fez topless em sua jornada no Brasil. Destruiu as câmeras da Globo, cuspiu nas câmeras,

cuspiu nas fãs, quase se jogou da janela do décimo andar querendo se matar e arrumou maior confusão no Rio de Janeiro

Mostrou seus mamilos para os brasileiros em sua turnê no Brasil
Cantava Soul, Blues e Rock. Cantava Rock. Cantava Soul, Jazz e Blues.
Morreu de overdose de Heroína, aos 27 anos. Morreu de overdose de Heroína, aos 27 anos,

com um tiro de espingarda na cabeça.

Morreu de overdose de Ecstasy, aos 27 anos.

(Des)fatos sobre Amy Winehouse[editar]

No Caribe, Amy relaxa e goza na banheira de hidromassagem dando um tapa na pantera e com cabelo Black Power Cachiado.
  • Segundo boatos não confirmados publicados na revista People, Amy Winehouse era fruto da união extra-conjugal de Frank Sinatra com Mônica Veloso, o que aliás, a Mônica nunca confirmou: Fato é que Amy Winehouse é sobrinha-neta de Gregório Holmes White House, médico mundialmente famoso conhecido apenas como Dr. WineHouse, de quem certamente herdou sua excentricidade;
  • Sua característica mais notável era a sua resistência sobre-humana;
  • Amy Winehouse era irmã da travesti do Obedece a la Morsa;
  • Reza a lenda que ela podia aspirar três vezes mais cocaína que o Maradona, o que numa carreira contínua poderia dar a volta na Terra e beber muitos, mais muitos litros de tequila, cachaça, cerveja, vinho, cognac, champanhe, Martini, vodka, whisky, brandy, Red Bull, Dolly Guaraná, óleo de figado de bacalhau, Moe Flamejante, urina de peixe elétrico, água aquarius, Omo progress, Guaravita, diesel, gasolina, álcool combustível e Coca-cola (tudo misturado) sem morrer.
  • Segundo relato do pai, ele e a mãe de Amy, uma vez a encontraram inconsciente: pensando que ela já estava morta, começavam a chorar desesperados, mas para surpresa de todos Amy acorda como se nada tivesse acontecido e grita: CALYPSOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!;
  • Aos 10 anos, Amy Winehouse começa a estudar na Escola Jacarezinho Feliz, onde descobre duas coisas: a cocaína com essência de erva-doce e a maconha defumada com sabor a Bacon;
  • Segundo a TV FAMA da Rede TV, Amy começou a usar drogas pesadas depois que se casou com seu lixo-drogado-preso-ex marido Blake Fielder-Civil, que na verdade usava mais droga que ela: mas depois de ser apresentada às drogas, Amy o ultrapassou em anos-luz, sendo o primeiro e único caso mundial a ter overdose de maconha, sendo que nem Einstein e D2 e Bezerra da Silva conseguiram tal feito, e nesse mesmo dia ela, ainda sobre o efeito da overdose, conseguiu zerar Mario Bros sem usar o atalho da tecla das Estrelas, comprovando que seu DNA, fusionado com a droga, tem o mesmo efeito que o IDoser (sons idiotas que dizem que dão barato, mas na verdade só aumentam a sua chance de ter um tumor triplo maligno no cérebro). Por isso, Amy se mudou uns tempos para o Caribe, porque lá não tem leis nem Polícia, e até no açougue vende cocaína e derivados.

Carreira[editar]

Encarnando o capeta, seu ajudante na ora de compor.

Depois de cantar Rap numa quermesse realizada pela escola, Amy Winehouse foi descoberta por um produtor musical, que a contrata pelo pagamento de 12 kilos de cocaína diários, realizando-se assim um dos maiores sonhos da chapada cantora. Em 2003, grava seu primeiro álbum, Frankenstein, em memória de seu suposto pai, o "cãozinho do teclado". Nessa altura, era ainda peituda e tinha um ar saudável, pois ainda não havia conhecido Blake, pelo que ninguém deu a mínima para ela, pois era só uma branca judaica que tentava cantar música de negro. Felizmente para quem comprou ingressos para os concertos dela de então, pois foram os únicos em que ela conseguiu cantar uma música até ao fim, sem ter de vir os paramédicos de emergência para socorrer seus xiliques causados pelos vícios.

Típico concerto de "Maria Fumaça".

Em 2006, lança seu segundo disco Back to Black, que dentre outras faixas se destacam Me & Mr. PicaDura e Nohabo, onde narra sua luta contra a síndrome Jeremias. Amy Winehouse, já na sua forma de "Maria Fumaça", alcança a fama mundial por volta de 2007: a partir desse ano foi sempre a declinar até seu derradeiro fim em 2011. Ficou famosa por usar mais eyeliner preto do que emo, usar a peruca roubada a Bellatrix Lestrange e por suas apresentações bizarras, inspiradas pela banda Nirvana e, assim como o próprio líder, Kurt Cobain, subia no palco completamente suja, bêbada, drogada e lixada, ou seja, em seu estado natural. Frequentemente deixava os concertos a meio, ou aparecia 30 minutos depois, ou nem aparecia de todo e o concerto era cancelado, e seus fãs nunca recebiam reembolso do ingresso porque Maria Fumaça tinha de encher seus cofres para sustentar seus vícios que a havia de levar para a cova prematuramente. Mas ela continuou fingindo, até à data da sua morte, que ia largar as drogas, e nunca percebeu que se drogar e beber altas doses de álcool no meio de shows não era uma boa forma de voltar a ser gostosa como era antes.

Viagens Brancas, o livro biográfico de Amy Winehouse.

Começou a copiar os discos antigos da sua mãe e copiar seu jeito de cantar. Em pouco tempo, lançara um disco que vendeu insignificantemente e um single miserável que fez um sucesso medíocre chamado Rehab, uma autobiografia resumida de sua vida. Fez sucesso nas paradas e nos tablóides ingleses depois de polêmicas, como:

  • Mijar em cima de uma viatura policial;
  • Destruir uma vitrine de uma loja da Calvin Klein;
  • Cair no palco;
  • Subir bêbada no palco;
  • Cuspir e xingar a plateia;
  • Vomitar no palco;
  • Agredir um paparazzi;
  • Defecar em locais públicos;
  • Agredir transeuntes;
  • Ser autoada em flagrante;
  • Ser expulsa de seus próprios shows;
  • Ser internada num hospital;
  • Ser internada numa clínica de reabilitação
  • Morrer de overdose.

Bellatrix Amy Lestrange. Winehouse não era apenas uma drogada: ela conquistou milhares de Comensais da Morte fãs ao redor de Hogwarts do mundo, e esperamos que ela sempre seja lembrada pela sua magia música, e não pelas merdas de escolhas que fez na vida.

Discografia[editar]

Amy e seu poderoso golpe que aprendeu com Lindomar.

2003: Frank[editar]

  • 1: Strong than me: "Mais Forte que Crack"
  • 2: You Sent Me Flying: "Você me mandou voando pra merda"
  • 3: Know you now : " Fumar você agora"
  • 4: Fuck me Pumps: "Foda-me com droga"
  • 5: I Heard Love Is Blind: "Eu ouvi que a Maconha é cega"
  • 6: Moody's Mood For Love:"Foda-se para o amor"
  • 7: There is) No Greater Love: "Não há fumaça maior"
  • 8: In My Bed: "Na minha Kama Sutra"
  • 9: Take the Box: "Pegue a caixa de pó"
  • 10: October Song: "Música da ressaca"
  • 11: What It Is About Men: "O que é isso sobre cigarros?"
  • 12: Help Youself: "Cheire você mesmo"
  • 13: Amy Amy Amy: "Dorgas, Dorgas, Dorgas"

2007: Back To Black (De costas pro negão)[editar]

Praticando zoofilia com uma inocente galinha.
  • 00 Eu matei Sirius Black: Vai cantar ao vivo em Harry Potter e a Ordem da Fênix
  • 1: Rehab: "Reabilitação" - para onde Maria Fumança não quer ir;
  • 2: You Know I'm No Good: "Você sabe que eu não presto" - Dá numa de Capitão Óbvio, avisando seus fãs para não pagarem ingresso para seus concertos;
  • 3: Just Friends: "Como amigos"
  • 4: Me And Mr. Jones: "Eu e Mr. PicaDura"
  • 5: Back To Black: "De costas pro negão"
  • 6: Tears Dry On Their Own: "Bebo até lágrima"
  • 7: Love Is a Losing Game: "O amor é um jogo perdido" - mas a droga não. Ou não.
  • 8: Wake Up Alone: "Acordei chapada" - Amy descreve sua rotina matinal;
  • 9: Some Unholy War: "Alguma guerra com alguém"
  • 10: He Can Only Hold Her: "Só pode cheirá-la"
  • 11: Valerie: "Valéria" - música em homenagem à Dona da Boca de Fumo que Amy frequenta;
  • 12: Monkey Man: "O macaco do homem"
  • 13: Addicted: "Drogada" - O que Amy era;
  • 14: Cupid: "Comprimido" - Música sobre as doses cavalares que tomava de medicação para seus distúrbios psiquiátricos.

2011: Lioness: Hidden Treasures (Desperdício: Baseados Perdidos)[editar]

Seu álbum póstumo, que teve como objetivo a angariação de fundos para seus pais saldarem as dívidas que a falecida contraiu com os dealers e mulas da droga de Londres.

  • 1: Our Day Will Come: "O Nosso Baseado Chegará" - Música de esperança para todos os drogados do mundo;
  • 2: Between the Cheets: "Além do baseado"
  • 3: Tears Dry: "O uísque secou" - Relato de quando foi na Escócia e acabou furtivamente com o stock de whiskey de lá;
  • 4: Will You Still Love Me Tomorrow: "Como você me fumará amanhã?" - Música dedicada a seu ex-marido, Blake;
  • 5: Like Smoke: "Gosto de Fumar" - E não é só tabaco;
  • 6: Valerie: "Valéria" - Agora em homenagem a morte da dona da boca de fumo.
  • 7: The Girl from Ipanema: "O Baseado de Ipanema"
  • 8: Half time: "Meio-baseado" - Amy fala da merda que é deixar o baseado a meio e voltar a acender;
  • 9: Wake up Alone: "Levantar doidona"
  • 10: Best Friend's, Right?: "Melhor Baseado, Certo?"
  • 11: Body & Soul: "Baseado e Uíske" - Para Amy, não havia melhor combinação:
  • 12: A Song For You: "Um baseado para você" -

Morte[editar]

Os restos mortais de Winehouse, prontos para o consumo.
Coitada, ela nem sequer conseguiu fazer o seu bolo de cenoura que ela tanto apreciava...

No dia 23 de Julho de 2011, depois muita droga, álcool, sexo, droga, álcool, vomitado, droga, sexo, álcool, droga, Cocaína, LSD, Heroína, Deus já não suportava ver a Maria Fumaça snifar, beber, injectar e resolveu chamá-la para o pé de si. Como morreu aos 27 anos, foi levada para uma sala especial lá em cima (ou em baixo) reservado aos que morreram aos 27: lá encontrou Jimi Hendrix, Jim Morrison, Janis Joplin, entre outros, que também morreram com overdoses e agora se divertem fazendo jam session, enquanto consumem droga. É dito que Bob Marley, apesar de não pertencer ao clube, costuma aparecer por lá para dividir o baseado com os mano.

Eram 16 horas da tarde, quando a polícia encontrou Amy Winehouse morta no seu apartamento no norte de Londres: logo reconheceram a Maria Fumaça pelo cheiro a Maconha e outras drogas a que fedia o apartamento. Foram chamados pela vizinhança da cantora que sentiram um fedor vindo do apartamento e ficaram pensando que ela estaria snifando caril ou queimado alguma merda lá no apartamento. A polícia encontrou o cadáver de Winehouse no chão, com vômito espalhado por todo o lado. Foi também dito que ela estava preparando um bolo porque tinha farinha no nariz, e efectivamente assim foi porque a polícia revistou a casa e encontrou ingredientes na cozinha e um livro acabado de chegar de Amsterdã com receitas para Space Cakes.

Maria Fumaça tinha passado os últimos dias (assim como o resto da sua vida) em festas, a beber e a tomar drogas como se não houvesse amanhã, e que estava devastada desde que o seu namorado-realizador a tinha deixado e andava também a enviar mensagens com putaria e convites para Sexo ao seu ex-marido, Blake. Rumores dizem que tinha planeado o seu funeral juntamente com sua mãe, portanto a hipótese de Suicídio ainda estava a ser levantada. Winehouse sofreu uma overdose de Ecstasy com várias bebidas alcoólicas, e passou suas últimas horas de vida a ver vídeos no YouTube de si mesma. Foi cremada e que as suas cinzas distribuídas pelos seus cafetãos, e vendidas como droga, pois a quantidade de Cocaína e outras drogas presente no seu corpo, era suficiente para as necessidades de vários toxicodependentes.

Muitos acreditam ter visto Amy Winehouse um dia depois de sua morte correndo no calçadão de Copacabana de sunga preta junto com seu melhor amigo Amin Khader, que também causa uma super PUUUUUTA polêmica DO CARALHO com histórias de morte. Seria o espírito de Amy Winehouse ou um típico morador do Rio de Janeiro drogado e arrombado alterado?

Legado de Amy Winehouse[editar]

Crackiswhack.jpg

Outros drogados relacionados[editar]