Andando nas Nuvens

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


A90.jpg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 90's!
Provavelmente ele se refere a coisas daquela época, tais como Mamonas Assassinas, Super Nintendo e Banheira do Gugu.


Verão 90O Tempo Não ParaHaja CoraçãoTotalmente DemaisI Love ParaisópolisAquele BeijoMorde e AssopraTempos ModernosCaras e BocasTrês IrmãsBeleza PuraSete PecadosPé na JacaCobras & LagartosBang BangDa Cor do PecadoKubanacanO Beijo do VampiroUga-UgaAndando nas NuvensVira-lataA ViagemOlho no OlhoVampTop ModelUma Rosa com AmorPigmalião 70A Moreninha

Logo da novela.

Andando nas Nuvens foi uma novela das 7 que passou entre 22 de março e 6 de novembro de 1999. Foi escrita por Euclydes Marinho, com colaborações de Dercy Gonçalves, Raul Seixas, Padre Marcelo Rossi e dirigida por Jorge Fernando.

História[editar]

Em 1981, Eva Hannah Montana sumiu misteriosamente. Seu marido, Otávio Hannah-Montana, descobre que tudo foi uma tramoia de Antonio São-Marinho, um primo distante de Roberto Marinho. Ao tentar encurralar o vilão, Otávio é jogado da Janela e fica em coma por 18 anos. Mas, graças ao tratamento inovador de Dr. Cícero Botelho Pinto, Otávio acorda, mas não se lembra de nada. Ele tem 3 filhas: Julia Roberts Hannah-Montana, que paquera o jornalista Chico Moto; Elizabeth Taylor Hannah-Montana, uma patricinha doidona e interesseira que se envolve com Arnaldinho, o filho de Antonio São-Marinho e Celi Campello Hannah-Montana, uma católica fanática e doidona, que não sabe se casa ou entra pro convento. Ela é apaixonada por Tiago São-Marinho, um mauricinho emo que não liga pra grana do papi e só quer saber de NX Zero. Ele é um guri retardado que sonha em perder a virgindade com a menina que ama, ou não. Tudo vai bem (ou quase), até que Eva Hannah Montana aparece disfarçada de Condessa Miley Cyrus e revela todas as maldades de São-Marinho, despertando a fúria do vilão.

Personagens[editar]

"O que eu tô fazendo aqui? Como eu vim parar num artigo? O que é Desciclopédia? Acho que vou voltar a dormir pra ver se minha mente clareia um pouco..."
  • Otávio: Era um corno milionário normal e feliz, até o dia em que descobriu que ficou corno e pobre e foi jogado da janela. Ele entra em coma e acorda em 1999, tendo que lidar com a modernidade do finzinho do século XX: Windows 98, walkman, fita K7 e celulares tijolões. Além disso, ele se depara com três beldades que dizem ser suas filhas e com a própria cara enrugada no espelho. Otávio não entende nada, pois pensa que está em 1968 e que vai se casar com sua esposa, que morreu e ele não sabe, fazendo com que Otávio fique procurando sua Pequena Eva durante capítulos e mais capítulos. Pensa que Antônio é seu amigo e que ele, Otávio, é que é perigoso, e passa capítulos e mais capítulos tentando ser preso por roubar galinhas, sequestrar velhinhas e assaltar a joalheria (mas nada disso dá certo, pois segundo os intelectuais de esquerda que ajudaram a escrever essa novela, só jovens negros que vivem na periferia vão pra cadeia), mas quando descobre que seu irmão não vale nada, é mandado pra um manicômio, pois o coma o deixou meio biruta. Aí, Otávio sai e finge que ainda está lelé da cabeça, pra tapear o São-Marinho enquanto reúne provas junto com seus amigos doidões Alex, Juvenal e seu amigo imaginário Teobaldo e os Corujas: uns motoqueiros mal encarados. Mas, ele sempre arranja um tempo para dar uma palavra amiga às suas filhas (quando não as confunde) e dar uns amassos na Gonçala.
  • Gonçala: Mulher do São-Marinho, era obrigada a aturar todas as manias, tiques e traições dele e só conseguia fazer isso na base de muita cachaça, uísque e red bull. Até que um dia, ela cansou dessa vida e deu um pé no traste, arrancando uma boa grana dele e montando um salão de beleza com sua amiga Flora. Gosta de tocar piano e cantar músicas do Pablo do Arrocha, para viver sua sofrência, mas parou de sofrer quando passou a ser amiga do Otávio. Até que suas BFFs Flora e Patrícia percebem o clima que pinta entre o casal e ficam botando pilha pra Gonçala ficar com o Otávio. Elas conseguem, mas os dois pombinhos maduros são obrigados a namorar escondido para fugir da fúria do São-Marinho, o Lobo Mau. Até que eles se assumem e vivem felizes para sempre na rua, na chuva, na fazenda ou numa casinha de sapê.
Júlia, uma bela e excelente repórter!
  • Antônio: Velho que se acha malandro, esperto e fodão, mas não passa de um perfeito mané. Casou com Gonçala, mas vivia dando uns pegas em Eva, a mulher do amigo. Roubou toda a fortuna da família de Otávio, matou o pai dele, o Velho Gregório, e tentou matar o bróder também, mas não conseguiu. Foi tocando a vida e ganhando mais dinheiro, até que Otávio acordou e seus problemas aumentaram. Se apaixona por Júlia por ela ser idêntica à Eva, cujo retrato ele guarda no escritório e passa as noites lá, adorando o retrato e batendo punheta. Isso irritou tanto sua esposa Gonçala que fez com que ela pedisse o divórcio e fosse se consolar nos braços do outro corno, o Otávio. Aí, ele se sentiu livre pra ficar babando a Júlia, mas ela não estava nem aí pra ele, e ele só sossegou o facho quando eles descobriram que São-Marinho é o pai da Júlia.
  • Júlia: A mais velha das três filhas do Otávio, é jornalista que nem o papi e vive implicando com seu maior rival, Chico Moto, mas na verdade, eles se amam (clichê típico das novelas). É idêntica à mãe, e por isso se sente no direito de mandar nas mais novas. Vive na seca, e tenta afogar sua tensão acumulada comendo chocolates, por isso é cheia de pneuzinhos e celulites. Passa a ser perseguida por São-Marinho, que cisma que ela é a Eva que voltou, e ele só sossega o facho quando descobre que Júlia é filha dele. É fatalmente odiada por Lúcia Helena e Judith, pois ela ameaça roubar o Chico delas e porque Júlia é uma chata de galochas.
As manchetes sobre a novela eram bem saidinhas...
  • São-Marinho: Grande vilão da novela, que acha que manda em tudo e em todos. É dono do Correio Carioca, e responsável pelo coma de 31 anos de Otávio.
  • Beth: A do meio sempre se dá mal, pois acabava ficando com as roupas que não cabiam mais na mais velha e perde a atenção dos pais pra caçula. Cansada de viver de restos, Beth se jogou no mundo pra tentar dar o golpe do baú num milionário qualquer, mas sempre se deu mal. Até que ela conhece Arnaldinho, o filho do São-Marinho e cisma de casar com ele. Para isso, tenta copiar Celi, a irmã mais nova, com quem adora praticar bullying, dizendo que é pura, virgem e que não tem nenhum interesse no dinheiro dele e que quer casar. Para isso, ela conta com a ajuda de Raul, o fotógrafo amigo do Chico, com quem pega dicas quentes sobre como fisgar um galinha. O plano dá certo e ela se casa com ele, mas na verdade, ela se apaixona pelo pobretão do Raul, de quem engravida. Descobre que o dinheiro não traz felicidade e que casamento sem amor só traz sofrimento, quando é obrigada a aturar as puladas de cerca do maridinho, e sua negligência.
Celi pedindo perdão por todos os seus pecados pela 23545655654ª vez
  • Celi: A mais nova nasceu depois do quase-assassinato do pai e perdeu a mãe logo depois que nasceu. Isso fez com que todos tivessem peninha dela e a colocassem num convento pra que ela rezasse por sua família e pela sua triste sorte. Ela cresceu lá e se tornou uma daquelas carolas fanáticas e histéricas que enchem o saco do padre com confissões diárias e que cumpre penitências pesadas e dolorosas para expiar seus pecados, como jejuar, ajoelhar no milho, se autoflagelar com chicotes flamejantes e apertar grossas correntes de arame farpado nas coxas. Porém, nada disso adianta, pois Lili peca o tempo todo: mente que não está jejuando, tem pensamentos impuros sobre o Thiago, mente que não gosta do Thiago, dedura as irmãs, dá chilique com quem tenta lhe dizer que ela não deve ser tão radical, se vinga e deseja a morte das meninas que encostam no Thiago. A maioria das cenas dela na novela são rezando, tendo ataques histéricos depois de se excitar ao pensar no Thiago, rezando, amaldiçoando o Thiago, rezando, abraçando o pai e as irmãs, rezando, recusando comida e rezando. É a queridinha da família, sendo paparicada pelo pai e pelas irmãs, que vivem se abraçando, se tocando e se pegando. Acha que se engravida com beijo, por isso vive fugindo do Thiago, a tentação da sua vida, a quem culpa por qualquer coisa dar errado na vida dela (desde bater o dedinho mindinho do pé na quina a ficar internada entre a vida e a morte por causa de uma pneumonia). Foge do Lula pelo mesmo motivo e pelo fato de que ele está sempre metido numa enrascada atrás da outra. Até que um dia, suas preces não são atendidas e a madre morre, fazendo com que ela incorpore uma entidade suprema do mal: Dark Celi, que fala palavrão, não acredita em Deus, dá tapa na cara de argentino, xinga a própria mãe, grita com o pai, bebe todas e pega todos. Até o dia em que Thiago a exorciza e eles vivem felizes para sempre.
  • Chico: Jornalista que não aceita ser manipulado pelo sistema e que defende a verdade e a liberdade de expressão, doa a quem doer. Por isso, ele não consegue emprego em jornal nenhum, e só está no Correio Carioca porque São-Marinho fica o dia todo no escritório com o retrato de Eva e esqueceu de demiti-lo. Gosta da Júlia, e gosta mais ainda de odiar a Júlia, formando o típico casalzinho cão e gato das novelas. É perseguido pela sua ex-mulher, Lúcia Helena, e pela sua mãe, Judith, que liga pra ele de 5 em 5 minutos, perguntando se ele quer rosquinha doce ou salgada, quando não vai pessoalmente ao trabalho do filhote para lhe entregar as tais rosquinhas doces ou salgadas. Fica amigo do Otávio e passa a investigar o tal acidente. Isso faz com que São-Marinho, no auge do seu recalque, o mande embora. Sem conseguir trabalhar, Chicote tenta vender perfumes da Jequiti, mas não dá certo, pois ele revela que os perfumes são fedorentos e que o cheiro não dura muito, até que adota um pseudônimo, Eduardo Faustini, e passa a escrever matérias metendo o pau nos poderosos e fazendo denúncias importantes, como a do tráfico de mocinhas moradoras do Alemão para a Turquia, tio homossexual que jogou a própria sobrinha recém-nascida na caçamba pra ficar com o controle absoluto de um grande hospital de São Paulo, da inocência de uma dondoca, ex-integrante de uma famosa dupla sertaneja dos anos 80, do assassinato do próprio marido, além das falcatruas do manicômio que mantinha Otávio confinado. Até que ele volta pro Correio Carioca, humilhando Júlia e São-Marinho, e arranja namorada nova, fazendo com que Júlia dê a louca e resolva persegui-lo, espalhando outdoors dela pelada com a frase "Chico, sou burra mas eu te amo". Vencido pelo cansaço, ele finalmente se casa com ela no último capítulo da novela e vivem brigando felizes para sempre.
  • Raul: Fotógrafo que divide o apartamento com seu amante Chico, e sempre o acompanha em suas reportagens investigativas. No começo da novela, tinha uma queda pela Júlia, mas resolveu deixá-la pro amigo e passou a correr atrás da irmã dela, a Beth. Virou o amigay dela, a ajudando a dar o golpe do baú no Arnaldinho, mas ficou caidinho por Beth e não se conformou em vê-la casada com aquele salafrário. Tentou esquecê-la saindo com as colegas da redação, mas descobriu que o filho da Beth é dele e voltou a infernizar a coitada (só que não), até que ela deu um pé na bunda do Arnaldinho e eles foram viver felizes para sempre na miséria.
  • Thiago: Filho mais novo do São-Marinho e da Gonçala, gosta de Crepúsculo, Restart e One Direction, fazendo com que ele seja perseguido pelo pai e zoado pelo irmão. Passou a stalkear a Celi desde que a encontrou chorando na rua, porque o Lula ficava a assediando e insistindo pra ela aceitar o convite para a manifestação Fora FHC. Descobriu onde ela morava, o seu telefone e quem era a sua família e passou a persegui-la ainda mais quando soube que seus pais eram muy amigos. Só parou quando ela ficou dodói e passou a fingir que namorava a Joana, só para irritar a Celi. O plano deu certo, mas o nome de Joana foi riscado da lista dos eleitos do Senhor e mandado para o limbo, e Thiago conseguiu bolinar a noviça rebelde por uns 15 segundos, até que ela sai correndo desesperada. Então, ele conhece outra garota, a Valéria, que não só o deixa boliná-la, como também fazer otras cositas más. Mas, Valéria se revela como sendo uma maluca, caloteira, neurótica, ciumenta, psicopata e mentirosa, fazendo com que Celi seja uma santa perto dela. Quando ele tenta se livrar dela, ela revela que está grávida e que eles devem se casar (ah tá, século XXI vindo aí e ainda tem gente que cai nessa?), mas ela perde o bebê e quando ele descobre, a primeira coisa que faz e sair correndo atrás da Celi. Ele a encontra perdida numa praia deserta, os dois têm cenas de sexo selvagem na praia e os pombinhos até inspiraram um filme pornô (A Noviça mais que Rebelde) e um grande sucesso da banda de forró Calcinha Preta: "Louca por ti".
  • Arnaldinho: Playboy metido a garanhão, virou alvo da Beth e se tornou a mais nova vítima do golpe da barriga. Se achava O esperto, mas caiu em todas as ciladas que a Beth armou pra fisgá-lo e ainda teve que cuidar de um filho que não era dele. Depois de casar com a moça, Arnaldinho não conseguiu sossegar o facho e continuou passando o rodo na novela, pegando todas as personagens femininas e as figurantes disponíveis (com exceção da Gonçala, sua mãe, Celi, sua cunhada fanática, e Júlia, que além de sua cunhada era sua irmã). Até que ele descobriu o golpe e começou a maltratar a esposa, que vencida pelo cansaço, decidiu que era muito melhor ser pobre do que continuar casada com aquele mala. Então, Arnaldinho ficou livre para continuar o seu esporte preferido: a galinhagem, e torrar todo o seu patrimônio com carrões, cachaça e mulher.
  • Mili Joana: Filha da Janete e sobrinha do Chico, tem que aturar os malandros v1d4l0k4 que sua mãe insiste em levar pra casa e os surtos psicóticos de sua avó, Judith, que insiste em regular as vidas de seus filhotes. Planejava permanecer virgem por toda a vida e ir a um convento, mas ao conhecer Thiago, mudou de planos e começou a dar em cima dele, mas ele não estava nem aí pra ela e só queria saber de perseguir a Celi, sua grande rival. Usou as táticas de guerrilha ensinadas por sua vó para tentar fazer com que Lili e Thiago ficassem juntos, se fazendo de amiguinha da rival enquanto ficava frequentando a casa do bofe e desfilando de topless. Até que Thiago deu uma trégua pra freirinha e propôs a Joana que eles engatassem um namoro fake só pra irritar a Celi. O plano deu certo, para desespero de Joana, que queria que Thiago ficasse com ela. Como ela viu que daquele mato não iria sair coelho, Joana resolveu dar um tapa no visual, comprou uma chapinha e hoje ela tem um Thiaguinho pra chamar de seu.
  • Dona Benta Judith: A famosa mãe do Chico e da Janete, tem como única ocupação da vida vigiar as vidas dos filhos e impedir que eles engatem longos relacionamentos. Seus métodos funcionam com a Janete, pois ela tem um tremendo mau gosto para homens, mas com Chico é diferente, pois ele não se curva aos desmandos das autoridades e se rebela contra a opressão materna. Sua última esposa, Lúcia Helena, era burra como uma porta, e ele se separou por não suportar tamanha alienação. Revoltada, ela resolveu se unir à sogrinha a quem odiava para tentar separá-lo da mais nova ameaça ao monopólio afetivo da Judith: Júlia Montana (cusp!). Assim, Judith e Lúcia Helena formaram a dupla mais mafiosa e encrenqueira das novelas, bolando planos infalíveis para fazer da vida da Júlia (cusp!) um verdadeiro inferno!
Otávio e o chapéu que ganhou de sua digníssima...
  • Eva: A misteriosa esposa do Otávio, e mãe das mocinhas da trama, na verdade estava viva e tomando uns bons drinks na Alemanha, com o pseudônimo de Condessa Miley Cyrus. Ela sofreu um grave acidente, tramado por São-Marinho, e ficou completamente desfigurada, tendo que fazer umas plásticas até ficar a cara da Nazaré Tedesco. Eva rapou a conta do Velho Gregório pra depois devolver ao ex e às filhinhas. Depois voltou, para protegê-las dos perigos do mundo e das consequências de suas escolhas, mas foi recebida com 4 pedras na mão pela mais velha e enfrentou toda a fúria e revolta reprimida da mais nova, que a recebeu com uma metralhadora AK-47 e coquetéis Molotov. Só Beth, a do meio, a perdoou, pois elas tinham histórias de vida parecidas: casaram para dar o golpe da barriga e tiveram filhos bastardos para engambelar os maridos cornos. Mas Eva estava doente e tinha pouco tempo de vida, por isso ela morreu no final da novela, numa cena triste e comovente na qual as suas filhinhas a perdoaram e a chamaram de mamãe...

Cquote1.png Aaaaaaaaaaaahhh, que lindo, cara! Cquote2.png
Lui Mendes, sobre a cena da morte de Eva

Elenco[editar]

Trilha Sonora e Abertura[editar]

A abertura misturava belas imagens do Rio de Janeiro com fotos de cariocas típicos: trombadinhas, favelados, traficantes e folgados. E era cantada pelo grupo mais incrível, sensacional, talentoso e fofo da música popular brasileira: Fat Family, com seu incrível sucesso Gulosa (sem comentários).... Além dessa música, haviam muitas outras, presentes nos CDs nacional, internacional e complementar da novela:

Nacional[editar]

Capa: Vivianne Pasmanter, no auge da sua beleza e gostosura...

  1. "Machuca Demais" - Só Pra Contrariar: tema da Janete, depois que descobria que o seu 56474º peguete era um malandro, que só queria lhe dar um golpe;
  2. "Não Há Dinheiro Que Pague" - Paulo Ricardo: tema do San Marino matando as saudades da Eva;
  3. "Garganta" - Ana Carolina: tema da Júlia, a bad-girl da novela;
  4. "Resposta" - Milton Nascimento - participação especial: Lô Borges: tema fofinho e romântico do casal jovem principal: Júlia e Chico;
  5. "Rachadinho" - Soweto: música qualquer de uma banda dos anos 90, que era liderada pelo... Belo!
  6. "Me Dê Motivo" - Tim Maia: tema de qualquer um que estivesse na fossa (geralmente Raul, Chico ou Thiago);
  7. "Ouro Pra Mim" - Renata Arruda: música retardada da novela ("é ôro pra miiiiiiiiiiiimmmmmmmm");
  8. "Indecisão" - Netinho: aqui, atacando de pagodeiro;
  9. "Você Mentiu Pra Mim (You Fooled Me)" - Ed Motta: (UAU! Ele cantou em português!) tema dos leitores do Correio Carioca;
  10. "Tempestade" - Harmadilha: música chata e irritante do casal teen da novela: Celi e Thiago;
  11. "Gulosa" - Fat Family (tema de abertura);
  12. "Minha Menina" - Maurício Manieri: tema da Beth pirigueteando na balada;
  13. "Mais Uma Vez (Back For Good)" - Pepê & Neném: outro tema romântico da novela, que era simplesmente a versão brasileira da música de uma boyband dos anos 90: Take That;
  14. "Despertar" - Paulo Henrique: tema de Otávio, entrando em crise existencial.

Internacional[editar]

Capa: Marcos Palmeira, no auge de sua forma física, usando aqueles óculos ridículos do John Lennon.

  1. "True Colors" - Phil Collins: Versão alegrinha e fracassada da música depressiva e dramática da Cindy Lauper, era o tema romântico de Beth e Raul;
  2. "You Needed Me" - Boyzone: Outra musiquinha romântica de uma banda que só fez sucesso nos anos 90;
  3. "She's All I Ever Had" - Ricky Martin: Mais uma balada romântica (ô novelinha emo!), só que essa era do Ricky Martin, antes dele se assumir como uma biba loka;
  4. "Crush" - Jennifer Paige: Música agitada que só tocava nas baladas (ufa!);
  5. "Te Perdi" - Chris Duran: Outra música de quem tava na fossa;
  6. "Dust In The Wind" - Sarah Brightman: Musiquinha meiga e romântica da jovem noviça Celi (e que você não encontra em lugar nenhum);
  7. "No Scrubs" - TLC
  8. "Tiembla Mi Piel" - Javier
  9. "More Than a Feeling" - No Mercy: regravação de um sucesso de uma banda chamada Boston, lá dos anos 70;
  10. "Inevitable (Soft Final Ballad)" - Shakira
  11. "Wait Till I Get Home" - C-Note (sample: "I Can't Go For That", da incrível dupla sabor morango Hall & Oates);
  12. "I'm Yours" - Quincy Jones, com Siedah Garrett & El DeBarge
  13. "Ci Sarò (I'll Be)" - Mafalda Minnozzi
  14. "I Could Be The One" - Vanessa Mann (cover da Donna Lewis)
  15. "Everything Is Gonna Be Alright" - Sweetbox (com Tina Harris/ Orquestra Sinfônica Alemã / Orquestra Sinfônica de Babelsberg - incidental de Bach no final em versão rap: "Air on G String/ Overture no. 3 in D Minor")
  16. "Delicious" - Sweet Tide (outra cover de alguém que ninguém sabe quem é)

Além dessas, haviam as músicas que tocavam na academia de dança da Janete e as músicas de suspense e de emoção, que eram tocadas por uma orquestra qualquer.

Complementar: Academia Dancin' Days[editar]

Capa: um casal aleatório qualquer, se agarrando.

  1. "Don't Let me be Misunderstood" – Santa Esmeralda
  2. "Mambo Jambo" – Tropical Brazilian Band
  3. "Carnavalera" – Havana Delírio
  4. "In the Mood" – Syd Lawrence Orchestra
  5. "El Cayuco" – Tito Puente
  6. "Stranger in Paradise" – Ray Conniff
  7. "Na Onda do Berimbau/Pergunte ao João/Zum Zum Zum" – Ed Lincoln
  8. "Rock Around the Clock" – Bill Haley and His Comets
  9. "Valsas Strauss & Co. (Medley)" – André Rieu
  10. "La Cumparsita" – Alfredo de Angelis
  11. "Forró em Limoeiro" – Marinês e Sua Gente
  12. "Samba do Avião/Tema da Academia" – Br +
  13. "Um Chorinho Para Você" – Zé Nogueira
  14. "Dancin’ Days" – Frenéticas

Letra do tema de abertura[editar]

Composição: Felipe Bravo/Martinez/Biafra

Vem, você sabe como fazer
Você sabe ler meu segredo
Tocar meu desejo
Mexer com a minha vida

Com esse olhar sensual
Você me conquistou
Fez tudo que queria
E muito além do bem e do mal
Quero ser a dona do seu prazer andar nas nuvens com você

Eu sou gulosa e quero tudo
Que você pode dar
Eu sou gulosa e quero ir fundo
Tudo até desmaiar

Vem, você sabe como dizer
Tudo que a mulher quer ouvir
Me tira do sério
Descobre os meus mistérios

Com esse olhar sensual
Você me conquistou
Fez tudo que queria
E muito além do bem e do mal
Quero ser a dona do seu prazer andar nas nuvens com você

Eu sou gulosa e quero tudo
Que você pode dar
Eu sou gulosa e quero ir fundo
Tudo até desmaiar

Até perder a cabeça
Até virar pelo avesso
Eu quero ser a sua metade
Até de manhã, de manhã…

Eu sou gulosa e quero tudo
Que você pode dar
Eu sou gulosa e quero ir fundo
Tudo até desmaiar

Uma poesia pura, uma verdadeira obra-prima da música popular brasileira, como você pôde constatar.

Informações[editar]

Andando nas Nuvens fez muito sucesso com a mulherada...
  • Andando Nas Nuvens foi inspirada em contos de Paulo Coelho e em citações de Oscar Wilde.
  • Foi o primeiro trabalho na Globo de Caio Blat e Mariana Ximenes, que foram os únicos que fizeram sucesso naquela novela, estrelando todas as capas da Capricho e tendo que lidar com os talifãs que insistiam que eles voltassem a namorar (pra você ver que fã adolescente retardado é uma constante, não importando a década o século o milênio em que estamos.
  • Durante as gravações, Mariana pegou meningite Z. Ficou 2 meses internada e só não morreu porque seu papi pagou um tratamento alternativo na Indonésia.
  • A novela foi muito mal no Ibope, pois no mesmo horário eram exibidas Chiquititas, no SBT, Cidade Alerta, com Marcelo Rezende Datena na Record, e Tiazinha e Feiticeira, na Band.
  • Circula uma teoria conspiratória na Internet de que "Andando nas Nuvens" fazia propaganda ao Collor. Os motivos: Os nomes das filhas de Otávio, Celi (Lili) e Elizabete (Beth), são os dois prenomes de Lilibete Monteiro de Carvalho, ex-mulher de Fernando Collor, e então esposa do autor, Euclydes Marinho. E adivinhe qual o nome completo da mulher? Celi Elisabete Júlia Monteiro de Carvalho... A família de Lilibeth também é sócia da família de Roberto Marinho, os sobrenomes das duas famílias principais da novela, Montana e São-Marinho, são também proprietárias de jornais. Além disso, o sítio de Otávio em Araras, citado e mostrado extensivamente ao longo da novela, é na verdade propriedade de Lilibeth na vida real. Dois personagens menores tinham nomes de Joaquim Pedro e Arnon, filhos de Lilibeth com... Collor! Alex, em vez de torcer para times populares e queridos pela emissora, como Flaglobo e Globorinthians, era torcedor do CSA alagoano, então presidido por... Arnon Affonso Collor de Mello. Perguntado sobre o assunto, o autor da trama alegou desconhecer o fato. Mas especula-se que o título da novela foi retirado deste trecho do livro Notícias do planalto, de Mário Sérgio Conti:

Cquote1.png Naquela véspera de réveillon, Paulo César Farias estava andando nas nuvens. “Sem você, eu não teria nem ido para o segundo turno”, Collor lhe dissera dias antes, durante uma conversa a sós na Casa da Dinda. Cquote2.png