Andrelândia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Que p**** é essa? Cquote2.png
Alguém sobre uma fita cassete encontrada em um lixeiro qualquer de Andrelândia
Cquote1.png OOOOh! Vídeo pornô! Cquote2.png
A mesma pessoas vendo a fita achada
Cquote1.png Gente eu achei uma lixeira que fabrica vídeos pornôs! Cquote2.png
A pessoa sobre sua inteligência de Andrelândia
Cquote1.png ÊEEEE! Cquote2.png
Habitantes de Andrelândia sedentos por pornografia
Cquote1.png Exibindo resultados de “Cú do mundo” ao invés de Andrelândia. Google sobre Andrelândia Cquote2.png Cquote1.png Você quis dizer “Arantina”- desciclopedia sobre andrelandia Cquote2.png


Andrelândia é a 294° cidade fantasma mais populosa de Minas Gerais com 12 mil habitantes fantasmas divididos entre caranguejos e veados, partidos da cidade. Há perda de 100 habitantes por eleição advindo de conflitos armados, travados entre caranguejos e veados. Ambos os partidos na cidade andam pra trás ou de lado, de onde vem esses nomes, quando se trata de progresso. Faz parte do grupo das cidades terminadas em landia, junto com Uberlândia e Disneylândia. Situada numa brecha entre duas montanhas, pode-se fazer a analogia entre andrelândia e cú do mundo. Mas é desconhecida e serve como um funil de escoamento de coisas ruim. As pessoas não mudam para lá, e sim fogem para lá. Sua temperatura em média é de 22 graus, para combinar com a graduação alcoólica das pingas feitas por lá. O município possui cerca de 221,049 km² de área sendo 68% da totalidade em plantação de eucalipto, 23% de cana, 1% de área urbana e 8% de outras atividades .é o cúmulo da cidade pequena, a melhor forma de você dizer que em Minas Gerais não existem apenas caipiras, playboys e pão de queijo. Que também existem taradões em Minas, e grande parcela desses tarados vem de Andrelândia.

A cidade é considerada pacata, mas devido ao último incidente ocorrido lá acabou sendo considerada o lugar dos pervertidos.

Cidade[editar]

A cidade de Andrelândia em uma vista panorâmica, no centro fica a prefeitura da cidade (ou a base do exército, um dos dois).

A cidade era um lugar pacato: fundado por bandeirantes ou tropeiros

Curiosidades[editar]

Por fim, a cidade acabou perdendo a "sex tape", sendo que a tal fita acabou indo para a igreja. Alguns suspeitam que os padres da cidade usam ela para controlar seus impulsos e não pear as criancinhas e... Enfim, a fita nunca mais foi vista e a cidade voltou a ser desinteressante novamente.

Economia[editar]

A agricultura é predominante no local, com a produção de etanol que carro não bebe(pinga, timbuca, água que passarinho não bebe, marvada), de altíssima qualidade, muito apreciado pelos seus habitantes. Toda produção de 120 mil litros mensais é voltada para o abastecimento da cidade. Existe plantação eucalipto para exportação, milho para as galinhas e vacas, e feijão, que junto com a criação de porcos, tornam-se o segundo tira-gosto de pinga mais apreciado. O primeiro tira- gosto apreciado é o refrigerante, sendo consumidos 150 mil litros por mês. Nota-se que as pessoas bebem mais o tira-gosto do que a pinga, o que encarece as bebedeiras. O leite fica em ultimo lugar, para aqueles que não tomam mais pinga, após serem diagnosticados com cirrose. Um trabalhador rural da região afimou: "Ô lugazim bão de trabaiá, sô! Onde cê oia tem bagaço de cana.” Mas o que sustenta a cidade é o INSS. A cidade é idosa, pois cresceu, diminuiu e estagnou até morrer..

Contexto[editar]

Cidade das mulheres mais bonitas (ou que se acham) e exigentes de Minas Gerais, nem Reinaldo Gianechini escapou de um fora quando passou por lá. Testemunhas contam que quando ele foi azarar uma garota, esta lhe perguntou se estava de carro. Ouvindo a resposta não, disse para ele não se aproximar, pois achava ele ridículo e não gostou do papel dele na ultima novela, e que não ficaria com ele nem morta dentro de um caixão. Isso o magoou muito, motivo pelo qual nunca mais voltou na cidade. Latino também ficou na seca por lá. O cantor Leonardo, revoltado, mandou os cidadãos para a piii........ Quando perguntamos o que elas acham do Tom Cruise, elas pensam e respondem: É só um ator. Assim a população masculina vai se desvirtuando, e os que não viram alcoólatras ou drogados se tornam gays por falta de mulher. Tocos clássicos na cidade são: Não...; Sai de perto de mim!!! Vê se te enxerga!!! Quero curtir a noite, de preferência sem incômodos! Não me estraga!!! Sai daqui seu cachaceiro...

Carnaval[editar]

É uma das festas mais apreciadas da cidade e região. Freqüentemente visitada por turistas machos que, erram o caminho para o litoral, pegando o caminho inverso e chegando a Andrelândia. Como não têm dinheiro para voltar e ir para praia, (nota-se pelos poucos trajes que usam, pois às vezes, sem ter o que vestir,andam sem camisa e os mais carentes, desfilam de cueca) acabam permanecendo na cidade onde geralmente arrumam brigas, confusões e aumentam demasiadamente o ego das mulheres locais, com elogios como maravilhosa e princesa para qualquer uma, impossibilitando o acesso dos cidadãos masculinos andrelandenses a essas mulheres após a festa. Pois pegam a que aparece na frente, chamando de "meu amor" até os pneus carecas da cidade. É uma media de 2 mulheres para 51 homens. O resultado disso tudo vem em novembro, quando a cidade se enche de órfãos de pai.

Festival de Férias[editar]

É a época em que todo jovem que não quis trabalhar como cortador de eucalipto, catador de batata, ajudante de mecânico ou peão de obra voltam à cidade para visitar seus pais e aproveitam para encher a cara e aprontar todas no parque de exposições. Pagam mico de inúmeras maneiras como, brigando, rolando no chão, mexendo com a mulher dos outros (às vezes apanhando) vomitando na propria roupa e dos outros. Mas tudo isso sem constrangimento, pois sabem que quando voltarem da próxima vez, ninguém mais vai se lembrar do que fizeram. Essa festa costuma ter shows de cantores famosos como Pedro bento e Zé da estrada, Lourenço e Lourival.

Exposição Agropecuária[editar]

Já está na sua 100º edição com os mais variados tipos de bandas sertanejas. Dá no feriado de 7 de setembro e a cidade lota de gente estranha. Dizem que a população na cidade chega a 100 mil habitantes.


Cachoeiras[editar]

Existem muitas cachoeiras onde se reúnem a galera no verão. Uma cachoeira visitada é a do pontilhão, onde os cidadão que não tem carro ficam em cima de uma ponte de 5 metros de altura, aguardando o trem que passa de 5 em 5 horas para, quando esse vier, pular no rio e dizer que fizeram igual aos filmes de Hollywood. É no Rio Turvo, que passa na cidade recebe o esgoto de cidades a montante como Arantina por exemplo. Pela escuridão das águas, proporcionada pelas partículas sólidas advindas das cidade citada, tem esse nome. Esse rio é o mesmo que abastece a população após a água ser purificada pela copasa que usa uma dosagem de 1 litro de cloro concentrado para 1 litro de água. Não há bactéria que resista e a água é dita saudável.

Cachoeira dos querubins

A cachoeira dos querubins fica a 50km da cidade. Particular, só se chega à pé, após andar 2 horas de onde se deixa o carro. Dizem que seu dono fechou a cachoeira após encontrar cerca de 450 camisinhas usadas com nozinho, pontas de cigarro, sacolas plásticas, garrafas e latas de cerveja que contaminavam o ambiente. A profundidade máxima é de 50cm em locais sem pedra, mas possuem panelas de 50m de profundidade , sendo segura para bebes e bebuns. A diversão é ficar dentro das panelas com a namorada(o) ou peguete trocando carícias discretamente, no bom estilo Daniella Cicarelli.

Cachoeira do Garcia

Se situa a 150km da cidade. É mais fácil sair do labirinto do minotauro do que encontrar o local, pois o caminho é complexo. As estradas são tão boas que existem mecânicos de prontidão esperando a galera voltar da cachoeira e tratores para retirar os carros dos buracos. Com 15 mil metros de profundidade, dizem que o Titanic se encontra no fundo da mesma, mas como ninguém conseguiu chegar até lá isso foi tomado como lenda. Existe um trampolim de 40 metros de altura onde bebuns fingem-se de super-homem.

Cachoeira do Apiário

Na verdade essa é do município vizinho, Santana do garambéu, mas se situa no território de andrelandia. Sua correnteza e tão forte que cogitaram construir Itaipu no local. Mosquitos ferozes fazem a diversão da galera, pois ao serem carregadas, saltam dos lugares mais altos.

Cachoeira das bicas

Essa se situa a 9 km da cidade, sendo uma bica, como diz o nome. Altamente freqüentada pelas pessoas da cidade de São Vicente.

Rodovia da morte[editar]

A rodovia entre andrelandia e são Vicente é conhecida como rodovia da morte. Nos fins de semana, donos de funerárias locais trocam tapas para ver de quem é o morto da vez. E rolam altas apostas para ver se o morto da vez vai ser de Andrelândia ou São Vicente. Andrelandia infelizmente sai ganhando com o numero de mortos. O alcoolismo e a alta velocidade são a principal causa dos acidentes, tendo pessoas que se acham schumarkers e travam severos rachas nas vindas de festas de são Vicente. Muitos escaparam. O asfalto parece um serrote onde o carro anda pulando. Com 3 metros de pista e com canaletas de 5m de profundidade nas laterais, qualquer vacilo, já era.

Cassino[editar]

Dizem que existe um cassino em um local que ninguém sabe, comparado aos de Las Vegas, onde rolam, além de cachaça, prêmios como dinheiro, casas, carros, esposas e até o c&%#*+ em apostas de baralho.

Bairros[editar]

Brasel- Antiga empreiteira que abandonou o local e a população se apoderou da região.

Buraco Quente- também conhecido como São Dimas é famoso por confusões e rixas com a Brasel.

Serrinha- O nome já diz, é uma serra.

Rosario- Bairro em homenagem ao time de futebol local, paixão dos andrelandenses, o rosário futebol clube (RFC).

Belo horizonte- lembra a capital de minas.

Belo horizonte II- lembra a segunda capital de minas.

Marajás- Também conhecido como Santa Clara, queria se emancipar de andrelândia, pois seu IDH que é de 0.97 contra 0.32 do resto da cidade.

Centro- Era povoado pelos “Panelinhas”, que são os filhos dos de classe alta da cidade mas que agora já se misturaram com o resto da população ou foram para Xis de Fora, se tornando indistinguíveis. Frequêntemente apanhavam ou eram roubados pelas pessoas da periferia nas idas para o campestre.

51 (cinqüenta e um)- Conhecido como bairro santos Dumont, é homenagem a cachaça Pirassununga, também muito apreciada no local. Possui 2 bares para cada habitante.

Quincas tiburcio- idh superior a 0.90, aterraram o brejo e construíram mansões no local.

Parado do Zé Bieca - Bairro afastado perdido no meio do mato,quase extinto,conhecido pelos alambiques e por ter uma grande concentração de cachaceiros(Pode-se dizer que o álcoolismo andrelâdense começou ali) também conhecido por várias mortes por atropelamento de trem,já que a linha de trem passa bem meio do bairro(As mortes ocorreram por conta de trupicões ao atravessar a linha bêbados.

Educação[editar]

A fonte principal de educação na cidade e a educação pública, que é mais uma falta de educação, sendo o único colégio particular, das irmãs, fechado por falta de alunos. O ginásio, principal e unica escola de 2 grau da cidade, também conhecido como Carandiru, é palco de vandalismos revoltas estudantis, tendo carteiras arremessadas do segundo andar, bêbados em salas de aula e pancadaria rolando solto. Artistas locais pintam os banheiros com letras garrafais como chifrudo(a), piranha(o), viado, e outros termos mais bizarros que a moderação não aceitaria.

A pichação é clássica e antiga na cidade. Há 10 mil anos atrás, os índios já faziam tal coisa na atualmente chamada Serra de Santo Antônio, destruindo o patrimônio natural. Cinema: Fechado a 50 anos. O ultimo filme exibido foi o de Charles Chaplin, com 2 espectadores.