Angel Sanctuary

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Kawaii!!^^
Nyaaa!!!
Angel Sanctuary é algo relacionado a Shoujo

Esse artigo contém altas doses diabéticas de romances ou idiotices que podem te levar a morte
P.S.:Não vandalize, onegai. Senão, você terá que ver a Konata
comer esse doce o resto da vida, como você vê aí do lado.
Narutolee.jpg Este artigo é sobre um anjo!

E pode ter asinhas de galinha, tocar harpa e fazer uma pose gay imitando um bebê, ou ter 6 asas gigantes e usar armadura. Conheça outros clicando aqui.

Franziska Maya Pink Princess.jpg Cuidado! Este artigo é sobre uma GURIA RETARDADA!

E usa absorvente com estampa da Hello Kitty!

Clique aqui pra ver mais garotas malucas

Hitler curtindo um som do Fresno. Angel Sanctuary é emo.

Se você não respeitá-lo(a), um deles chamará o Adolfinho para lhe transformar em purpurina.
60px-Bouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Angel Sanctuary.
Angel Sanctuary
Tenshi Kinryouku
Malhação, estilo anime.
Só otaka para gostar...
Gênero Shojo, Hentai, Incesto
Mangá
Autor Kaori Yuki
Divulgação Hana to Yume
Onde sai Nas bancas
Primeira publicação Quem se importa?
N° de volumes 20
Anime
Dirigido por Kiyoko Sayama
Estúdio Bandai
Onde passa Japão, Brasil, Acre
Primeira exibição Maio de 2000
N° de episódios 0
Filmes 0
OVAs 3

Babel fish.gifTraduzindo: Anjo Santuário
Babel Fish sobre Angel Sanctuary
Cquote1.png Que burra, dá zero pra ela. Cquote2.png
Chaves sobre os conhecimentos teológicos de Kaori Yuki
Cquote1.png É só um romance, qualquer semelhança é mera coincidência. Cquote2.png
Kaori Yuki sobre Angel Sanctuary
Cquote1.png Uma história sobre um rapaz que perde sua amada e decide ir atrás dela passando pelo inferno, purgatório para, no final, encontrá-la no paraíso. Nunca ouvi falar, muito legal mesmo. Cquote2.png
Capitão Sarcasmo sobre Angel Sanctuary
Cquote1.png AnGeL XaNcTuArY é tAuM PrOfUnDuHh iH EmOcIoNaNtIhH. Cquote2.png
Otaku idiota sobre Angel Sanctuary
Cquote1.png Isso nom ecziste! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Angel Sanctuary
Cquote1.png Não preciso da bênção de Deus. Não preciso de um véu. Tudo que preciso é de você! Cquote2.png
Sara Mudo sobre Setsuna Mudo
Cquote1.png Kurai, eu também gosto muito de você, me divirto muito quando estou com você. Mas eu te amo como a uma irmã Cquote2.png
Setsuna Mudo passando uma cantada para Kurai
Cquote1.png Quanta mentira, eu não sou assim Cquote2.png
Anjo Miguel sobre o fato do Michael ser baixinho e briguento
Cquote1.png Na União Soviética, o Anjo Sanctuariza VOCÊ! Cquote2.png
Reversal russa sobre Angel Sanctuary
Cquote1.png Na Holanda, Alexiel se transforma sozinha e não precisa de VOCÊ! Cquote2.png
Reversão holandesa sobre Angel Sanctuary
Cquote1.png O Ministério da Saúde adverte: relacionamentos incestuosos transformam a melhor mulher do mundo na pior mulher do mundo. Cquote2.png
Ministério da Saúde sobre Angel Sancuary


Angel Sanctuary é mais uma daquelas estórinhas apelativas e sem sentido, criadas por uma adolescente com merda na cabeça onde o personagem principal é um garoto revoltado e burro que se acha alvo de preconceito por ser drogado e emo.(enfim, a originalidade permanece sempre)

Claro, claro; e além de ter uma estória sem graça e ridícula, a autora ainda usa como base temas polêmicos como incesto e ofenças religiosas, pois não tem capacidade de criar um roteiro decente(mas não diga isso na frente dos otakus pois eles irão falar que é preconceito).

Setsuna, depois de se tranformar em Alexiel

Como tudo começou[editar]

Se achando o Lucemon.

Kaori Yuki sempre sonhou em ser desenhista, mas apesar de ser uma aluna aplicada, talvez a melhor aluna da escolinha do professor Dan Brown (a que sabe armar a maior polêmica entre as gurias retardas), sempre soube que não teria muitas chances, ao menos não honestamente.

Até que um dia, seu professor lançou o seu livro, O Código Da Vinci, e foi aí que a pequena Kaori teve a coragem de criar esse lixo de mangá. Após o fracasso em sua carreira causada pela revolta de toda a população decente e sem nenhuma desculpa melhor do que aquela que seu professor lhe ensinou(aquela típica frase: "é só um romance, qualquer semelhança é mera coincidência"), lhe restou como alternativa fugir para o lar de pedófilos Holanda pedir asilo político.(isso de fato não aconteceu, mas seria bom se acontecesse)

A história[editar]

Setsuna tendo mais um de seus ataques emos.

Angel Sanctuary conta a história de um garoto revoltado chamado Setsuna, e como em quase todos os mangás de viadagem ele é visto como um messias. Mas como todo mangá, o garoto quer apenas viver a vida, a parte boa nessa estória é que ele gosta da sua irmã(o que hoje em dia é uma coisa rara, já que irmãos vivem brigando), Sara, a parte ruim é que esse "gostar" não se trata só de um sentimento fraternal.

Seu único amigo é Kira(apesar de ser um nome de mulher o sujeito pertence ao sexo masculino), outro garoto emo(menos emo do que Setsuna) que o apóia em todas as suas decisões, mas na verdade ele está interessado em outra coisa de Setsuna. E como se isso não bastasse, Setsuna ainda é perseguido por um travesti e uma menina que tem medo de mostrar seu verdadeiro eu, pois eles pensam que Setsuna é a reencarnação de uma anja chamada Alexiel(!!!)

Personagens[editar]

Setsuna e Sara imitando Sandy e Júnior

Principais[editar]

Setsuna Mudo: é o personagem principal da estória, sua mãe o odeia por ser drogado, inutil e por ter tentado agarrar sua irmã enquanto ela dormia. É perseguido por todos no anime, tanto pelas atitudes repulsivas, quanto por acharem que é a reencarnação de Alexiel(o que é bem ridículo por que Alexiel é mulher e Setsuna é homem), vive andando de mãos dadas com sua irmã. Apesar de ser um trouxa, a autora insiste em fazer dele um cara fodão, bem cópia de Yusuke Urameshi. Pra completar no meio da história o Setsuna por não poder voltar para o seu corpo acaba "voltando" para o corpo de Alexiel, é nessa parte que Kira fica de olho e meio que arrasta uma asa pro lado dele(dela?! sei lá, qual o problema da autora em relação a um homem ser só homem e uma mulher ser só mulher?!). Não se sabe o que aconteceu com ele depois do anime, provavelmente virou uma Sailor Moon.

Sara Mudo: é a irmã puta de Setsuna, vive se esfregando no irmão para fazer ciúmes as suas amigas e depois faz cara de inocente, mas Setsuna muito ciumento em relação a isso, já chegou a espancar um cara que estava sendo cantado por ela. Deu um pití porque a mãe interrompeu bem na hora que o Setsuna ia partir pro ataque enquanto ela fingia que dormia. Morre no começo da história, afinal depois que os dois se pegam, ela não servia pra mais nada na história.

Kira: é o amiguinho de Setsuna, Kira é mais um desses idiotas que desrespeita os pais por achar bonito. Seu pai é um policial angústiado, pois além de ter essa vida dura de representante da Lei, ainda tem um filho marginal e drogado, que só lhe dá vergonha. Para tentar livrá-lo do fardo de ser inútil a autora fez com que alguns malucos achassem que ele é a reencarnação de uma espada(?), que Alexiel usava(???)

Kurai: é a garota com problemas de assumir que é mulher. Acredita que Setsuna é a reencarnação de Alexiel, como tantos anjos e demônios, Kurai é uma demônio e vive tentando arrastar a asinha pro Setsuna(mesmo tendo 13 anos, o que indica que esse mangá também é um incentivo a pedofilia). E Setsuna de certa forma se mostra interessado, já que num dos mangás ele disse que considera Kurai como uma irmã...

Vai me dizer que não é EXTREMAMENTE gay?

Yue Katô: um garoto revoltado com uma família problemática(na verdade foi ele que causou todos esses problemas). É amigo de Kira, porém vive brigando com o Setsuna. Aliás, a inimizade dos dois é tão forte que, logo no começo do anime ele é morto por Setsuna por causa de uma foto comprometedora dele com a Sara. No outro mundo, os dois se encontram de novo e aos poucos se tornam amigos(que nem o Yusuke e o Kuwabara), porém Yue acaba morrendo novamente... aliás ele é a pessoa que mais morre nesse anime.

Aracne: este é outro personagem inútil da estória. É o primo travesti de Kurai, consegue a façanha de ser mais inútil do que a Sara. A única vez que Aracne teve alguma utilidade foi quando ele se arrependeu da burrada que fez mudando de sexo, e se sacrificou. Fontes ultraparciais e que não devem ser levadas a sério G.L.B.T. indicam que Aracne foi morta (ou morto, que importa?, já morreu mesmo) por grupos homofóbicos.

spoiler


O fato do nome desta personagem significar "Aranha" demonstra a necessidade e o esforço excessivo de Kaori Yuki para que as pessoas passem a vê-lo como mulher


fim do spoiler

Anjos[editar]

Alexiel: ex-paquita da Xuxa, foi demitida após as primeiras acusações de Xuxa ser satânica, nessa época a audiência do programa caiu drasticamente e foram necessários fazer cortes nos gastos. Após esse episódio, ela tentou continuar com a carreira artística e foi escalada para fazer o papel de Genova no segundo filme de Final Fantasy VII, só que por causa de problemas internos na Squaresoft eles optaram por não continuar com o projeto.

Rosiel: é o irmão de Alexiel... ou seria irmã? Tanto faz, o que importa é que assim como Setsuna, tá muito afim de pegar sua irmã. Está a procura dela, mas precisa esperar o fim do mangá para encontrá-la no programa da Xuxa. É a versão Shun de Andrômeda desse mangá.

Catan: servo paga-pau de Rosiel. Não suporta ver seu patrão ter xiliques por causa da irmã e por isso decide eliminar Setsuna e Sara. No final acabou eliminando apenas a Sara, motivo pelo qual a autora pôde criar mais uma saga inútil.

Metatron: um garotinho chorão que tem um coelho de pelúcia, faz parte dos Sete Grandes Anjos(equivalente ao Gotei 13 do Bleach). Sua única função é ficar chorando e atrair a atenção de Shotacons para comprarem o mangá.

Sandalphon: devido aos abusos da parte de Kaori Yuki, Metatron acabou desenvolvendo uma segunda personalidade, que ao contrário de Metatron, possui uma aparência horosa, com vários olhos em suas asas.

Sevotharte: anjo responsável pela segurança de Metatron, no decorrer da série é revelado que ele é lunaticamente sem pinto.

Uriel: anjo que fica no inferno decidindo o que faz com as pessoas, como não conseguia cumprir com seus objetivos, criou uma máscara para ajudar no ofício. Ensinou Ichigo Kurosaki a controlar suas habilidades quando ele descobriu que é do mesmo gênero que ele.

Doll: como o nome já diz, é uma boneca inflável que trabalha para Uriel. É muito parecida com a Sara, com exceção do cabelo, que é cacheado e escuro.

Michael quando ainda era pequeno

Miguel Michael: baixinho e marrento, é um encrenqueiro que adora fazer guerras e caçar demônios. Suas características marcantes são seu cabelo ruivo e sua tatuagem no rosto.

Rafael Raphael: médico mulherengo(igual ao Brock, o Sanji, o Kon...), não faz porra nenhuma a não ser ficar correndo atrás das mulheres que aparecem no consultório. É o melhor amigo de Michael.

Gabriel Jibrille: anjo da água, e a única mulher no grupo dos quatro anjos fodões. Na verdade, reencarnou em Sara para proteger Setsuna.

Zafkiel: um anjo que prova o tamanho da estupidez de Kaori Yuki. Pois é cego e ainda sim usa óculos. É líder de um grupo chamado Animamundi, que tem como objetivo lançar seu próprio desenho.

Adam Kadamon: digimon anjo lendário com três pares de asas e pai travesti de Alexiel e Rosiel. Acredita-se que ele tenha poderes de parar o tempo

Demônios[editar]

Retrato das pessoas que desejam capturar Alexiel

Mad Hatter: assim como o Coringa, é um filho da puta. Esse é um daqueles personagens em que o autor o deixa tão foda que chega ser difícil não gostar dele, mesmo sendo um gótico pedófilo. Assim como uma outra personagem, Mad Hatter é um travesti, só que não possui sexo. Era para ser mulher, mas o imbecil(sim, pois Mad Hatter quer dizer Chapeleiro Louco, no masculino) queria escolher seu sexo, então tomou o Lico de cair pinto do Coringa para que não pudesse virar mulher. Fontes indicam que esse personagem é um ícone de campanha dos grupos lunáticos de bibas taradas(os), também conhecidos como G.L.B.T.

Astarote: um dos Anjos da Morte que segue lealmente Lúcifer. Participou da batalha contra os Cavaleiros de Athena e foi o primeiro a ser derrotado. É totalmente malvado, sádico e homossexual. Seu hobby é torturar sua irmã Astarte, que não está muito longe dele em termos de maldade.

Astarte: nasceu do mesmo modo que Sandalphon, mas diferente dele, nasceu com o sexo oposto ao de seu "irmão". Seu maior problema é que, por ficar num corpo de homem, não pode engravidar nem ser mãe, para compensar essa tragédia desenvolveu o hábito de comer criancinhas.

♪Abra suas asas, solte suas feras...

Lúcifer: deveria ser o vilão de toda a história. Tentou derrotar a deusa Atena e seus cavaleiros, mas foi duramente derrotado. No início dos tempos, tentou invadir o Jardim do Éden para estuprar e matar Alexiel, mas como toda história do gênero, ela acabou gostando e os dois se apaixonaram. Como punição Alexiel foi obrigada a reencarnar mais de oito mil vezes e Lúcifer teve seu corpo transformado no inferno, tendo que conseguir 999 esposas para continuar vivendo. Possui uma espada que foi usada por Alexiel. O que indica que ele na verdade é o Kira. Atualmente ele passa seu tempo inspirando pessoas a fazer merda como é o caso da autora de mangá. Ele acabou fracassando em seu plano durante o seu 999º casamento ao se casar com Aracne.

Noise e Voise: são dois ajudantes de Kurai, fazem o papel daquelas duplas atrapalhadas que existem nos seriados. Como público gostava deles, exigiram um aumento de cachê para Kaori Yuki que imediatamente os demitiu. Hoje tentam firmar um contrato com uma gravadora em Goiânia para gravar um disco de música sertaneja.

Sr Emma Daioh Enraou: chefão do inferno, ressuscitou Yue para depois matá-lo de novo. Ao saber que Setsuna estava no inferno, tentou matá-lo, mas como todo anime, só acabou recebendo uma lição de moral de Setsuna.

Anjos e Demônios[editar]

Mad Hatter quando ainda era mulher

Ao contrário dos outros mangás, Angel Sanctuary não oferece nenhum sistema inovador de batalha. Ela acontece da maneira mais antiga, na porrada. Mas como em todo mangá existe exagero, Kaori foi logo tratando de colocar o seu, os lutadores são anjos e demônios. O que possibilita que os lutadores saiam voando, soltem magias, digam Dattebayo, cheirem gatinhos, usem óculos(mesmo sendo cegos) e outras coisas toscas. Como se não bastasse, Kaori Yuki, numa tentativa de parecer culta, fez questão em classificar os anjos por ordem, o que pode deixar o mangá ainda mais sem sentido.

Galeria de imagens de Angel Sanctuary[editar]

O final dessa saga[editar]

Esse é um dos maiores mistérios, pois até hoje nenhuma pessoa normal teve coragem de ler o mangá até o fim sem acabar enlouquecendo no processo e é de conhecimento que 90% das ideias de Kaori Yuki foram censuradas por serem consideradas ofensivas demais. Porém, nós, otakus estudiosos da Desciclopédia apresentamos em primeira mão o final dessa série.


A história do verdadeiro final começa quando Catan tenta matar Setsuna e acidentalmente assassina Sara, a partir daí Setsuna se suicida com uma faquinha para ir até o inferno(local bastante sugestivo para as pessoas que fazem esse tipo de coisa) com o intuito de resgatar Sara. Porém, ao invés dele ir até o Hades e em seguida ir até os céus para encontrá-la, Setsuna descobre que está morto e que tudo que ele descobriu sobre Alexiel, Rosiel e etc. não passam de mentiras(causados por anos de cigarros de maconha). Sara, por sua vez, é levada a um hospital e consegue sobreviver, depois se arrepende de ter ouvido Setsuna e vai morar num convento. Já o Kira, acabou encontrando um caderno misterioso e passou a usá-lo para matar pessoas.

Curiosidades[editar]

Em 90% das capas e revistas, Setsuna é mostrado com traços femininos ou com roupas femininas. Será que, além do incesto, Kaori Yuki também queria incentivar o homossexualismo?
  • Alguns personagens de Angel Sanctuary são copiados de outros desenhos.
  • Como Setsuna e Sara podem ser loiros se a mãe deles é ruiva?
  • Um desses anjos, na verdade era o Goku fazendo excursão em outros Animes.
  • Esse mangá nunca teria existido se Setsuna tivesse seguido os conselhos da menina Pastora Louca.
  • Os idiotas fãs de Angel Sanctuary acreditam que esse mangá possui questões filosóficas(como todos os outros otakus que gastam seu tempo lendo lixo)
  • Além do Mangá, Angel Sanctuary teve três episódios animados, o que siginifica que esse mangá é uma merda mesmo.
  • Como se isso tudo não bastasse, ainda existem algumas gurias retardadas que gostariam de que o Setsuna matasse a Sara(duas vezes?) para ficar com o Kira.
  • Quem Dis Que Esse Mangá é Ruim não Sabe o Que é Ler Algo de Verdade,Preferem ficar de Mastu***** Para Hentai.

Ver também[editar]

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Angel Sanctuary no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg
v d e h
Este artigo fala sobre um anime.