Animal doido

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Animais Doidos)
Ir para: navegação, pesquisa
Cquote1.png Chamou? Cquote2.png
Kiko sobre Animal doido

Cquote1.png Eu tenho uma no meu quintal. Cquote2.png
Chuck Norris sobre Besta de sete cabeças.
Cquote1.png Com ketchup fica bom. Cquote2.png
Goku sobre gatos malucos.

Animais doidos são animais que você deixou em casa e esqueceu de tirar a erva do alcance das crianças por que você estava muito dopado e não quiz nem saber disso. E já que sua casa foi o lugar onde a Arca de Noé desembarcou, ficaram muitos de seus animais por lá, assim surgiram os animais malucos.


Gatos[editar]

Os gatos agem insanamente pelo fato da inadimissão de serem cheirados por maconheiros e viciados. Eles se uniram nessa luta pela libertação e formaram uma organização de carácter mundial contra essa injustiça.

Gato com perfil terrorista.

Eles, unidos, podiam com qualquer esquadrão e com qualquer grupo da lei. Eram tão poderosos que foram capaz de atos impossíveis para seres mortais como nós, como lamber o próprio cotovelo, fazer artigos em enciclopédias de avacalhação da internet ou derrubar duas torres nos Estados Unidos e nocautear o grande e afamado Deus de toda a Desciclopédia: Chuck Norris.

O nocaute de Chuck Norris

Porém, nem todos os gatos foram adeptos dessa ideia de libertação. Alguns, já acostumados a serem constantemente cheirados, acabaram por se tornar criaturas grotescas e mal amadas, que são o escarro da sociedade. Esses se tornaram Rappers e Policiais Honestos.

Outros já se sentiram com energia e disposição para serem coreógrafos e cantores de música pop, entre esses está o exemplo do Crazy Cat, um gato que já conquistou o mundo com seu estilo único de dançar.

Cães[editar]

Pluto, o palhaço dos gatinhos.

Os cães, como não eram inteligentes como os gatos, foram usados pelos seus arqui-inimigos para show de gozação (até os gatos precisavam rir de vez em quando). Um dos seus maiores representantes era Pluto, o filho da Pluta do Mickey Mouse, que, quando não estava dando prazer a seu dono, servia de palhaço para os amáveis felinos em suas horas de folga quando não estavam espancando o Bin Laden.