Animal Planet

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Antigo logotipo do Animal Planet

Cquote1.png Experimente também: Zoofilia Cquote2.png
Sugestão do Google para Animal Planet
O Animal Planet é mais um canal da família do Discovery Channel, e é também conhecido como Masturbal Planet dentre os telespectadores furries, que compõem cerca de 90% da audiência do canal.

História do canal[editar]

Para termos audiência, vamos injetar cianeto neste cachorrinho!

Originalmente quando foi criado, o canal passava basicamente muitos programas sobre clínicas veterinárias, animais atropelados, emergências, mais animais atropelados, drama, e mais alguns animais atropelados:

Grade de programação inicial[editar]

  • Emergências veterinárias
  • Hospital Veterinário
  • Heróis dos Animais
  • Animais em Perigo
  • S.O.S Animais de Estimação
  • Histórias de Traumas Caninos
  • Veterinários em Prática
  • Meu bichinho vs. a Morte
  • Vida e Morte: Histórias com animais

Após alguns meses com esta programação básica, os donos do canal (até este momento os primos do dono da família Discovery) resolveram contratar um ou dois furries para produzir conteúdo original. Sai metade da programação psicopata (os donos do canal não gostavam muito de bichos, como podia ser percebido), e entra um pouco de programação furry saudável, focando nos cuidados com seu bicho de estimação (que pela primeira vez não envolviam métodos de rescuscitamento e manutenção da vida), como por exemplo as roupas da moda para seu cachorro, como dar banho no seu gato, shows com aves que fazem truques engraçados e etc.. Essencialmente, metade dos programas desta geração estrelavam animais de estimação extremamente fofinhos e metade estrelava animais de estimação mortos.

Segunda grade de programação[editar]

A segunda grade combina fofura extrema com acidentes trágicos
  • Hospital Veterinário
  • Conhecendo meu Mascote
  • Emergências Veterinárias
  • Mascotes incríveis
  • O dia em que Tobby Morreu
  • Spa para Cachorros
  • Veterinários: A Hora Crítica
  • Campeonato de Truques do Animal Planet
  • Drama nas Estradas
  • Os mais fofos mascotes do Mundo

Esta fase de grandes extremos durou mais alguns anos, quando o dono do Animal Planet se demitiu e em seu lugar assumiu um dos furries contratados anteriormente. Sai todos os programas brochantes sem apelo sexual para os furries sobre animais mortos, e, após a substituição de quase todos os produtores por furries, entram dezenas de centenas de milhares de programas sobre os mais diversos animais selvagens, neste momento o canal ganha a meta de que nenhum furry merece se masturbar para o mesmo animal duas vezes.

Terceira grade de programação[editar]

Os programas sobre os animais mais estapafúrdios dominam a terceira grade de programação
  • O caçador de Crocodilos
  • Animais Migratórios
  • Cara-a-Cara com golfinhos
  • Lagartos do mundo
  • O Domador de Cavalos
  • Vídeos divertidos do Animal Planet
  • A vida nas alturas dos Cabritos Monteses
  • Animal Planet ao Extremo
  • Cães de 9 às 5
  • Animais secretos da Amazônia
  • Diário dos Grandes Felinos
  • A Fascinante Vida do Lobo Cinzento
  • Raposas do Alasca
  • A Hora do Urso Polar
  • Falcões: Os Jatos da Natureza
  • O pequeno universo dos Insetos
  • Jeff Corwin em Ação
  • Baleias das Profundezas
  • Chupa-cabras: Verdade ou Mito?
  • A vida secreta das Aranhas-Caranguejeira
  • E mais 200 programas semelhantes...

Este frenesi de programas sobre os animais mais variados consstituiu uma das fases mais duradouras do canal, e a audiência nunca esteve tão grande devido ao público furry, todos eles desejavam ser o Steve Irwin e ir floresta adentro enfiando o dedo no ânus de diversos animais. O Animal Planet finalmente havia virado uma grande pornochanchada Furry... ou quase... e foi pensando nisso que o canal chegou na sua próxima e mais recente geração:

Animal Planet nos dias de Hoje[editar]

Agora que os animais trepando estão na programação, podemos ser discretos com o novo logo.

Os furries chegam a 100% dos produtores do canal, e, após anos de hegemonia furry, eles acabam crescendo e tendo filhos, sua preocupação agora é passar a palavra adiante, ao mesmo tempo em que, perdendo completamente o pouco pudor que o canal tinha (Ei, mostrava animais o tempo todo, mas não mostrava eles trepando!), eles produzem várias pornochanchadas furry sob o nome de Animal Planet Drama, que são como novelas, mas com suricatos, lêmures e macacos, que, como em toda novela, acasalam constantemente para as câmeras. Outros programas com sexo animal começam a aparecer aos poucos.

Esta geração surge pouco após a morte de Steve Irwin, cortando quase completamente programas com apresentadores humanos, para que nada distraia o telespectador do "foco" do canal, que é se masturbar constantemente para bichos. Um dos poucos sobreviventes do corte é Jeff Corwin, que precisou mudar seu programa para focar mais na vagina e ânus dos animais que filma. Ele ja tentou o suicídio várias vezes desde esta alteração.

A dualidade extrema retorna ao canal: Metade da programação é para crianças pequenas, a outra metade contém sexo furry para o público adulto.

Ah, e por algum motivo eles pedem para um autista desenhar o novo logotipo do canal.

Grade de programação atual[editar]

90% da programação atual é composta disto. Sério.
Os outros 10% envolvem rinocerontes de óculos e gorilas verdes. O que é pior?

Hoje o canal segue com este formato, e ou você assiste um tipo de Teletubbies em que os alienígenas são substituídos por animais da fazenda, ou você assiste animais trepando. O canal não é mais assistível por ninguém com uma sanidade mental decente.

Ver também[editar]

Então quando se trata de matar de tédio o Animal Planet vai... AOOO EXTREMO!!