Anna Vissi

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
PortugalDJoãoscary.jpg Manuel, vê-me dois cäcətinhos, o pá!

Æstə ärtigo é purtugäish, gajo. Élə comə cacətinho cum bəcalhau, tuma um ishtränho vinho, adora cumpetir cum a Ishpänha e tem um bigodão.

Se vəndalizarish, um bäenfiquista vai atrás də tua mãe

Wikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Anna Vissi.

Cquote1.png Para! Podias ao menos ter usado a colher de pau. Cquote2.png
Avô de Anna Vissi, quando a surpreendeu pela primeira vez.

Cquote1.png Ajoelhou, vai ter de rezar. Cquote2.png
Lordi, depois da actuação de Anna Vissi no Festival da Eurovisão.

Cquote1.png Quero cheirar teu bacalhau, Aninha. Cquote2.png
Quim Barreiros, referindo-se aos seus dotes culinários e afins.

Anna Vissi, sexy depois de 453 operações plásticas


Sobre[editar]

Anna Vissi é uma cantora e cozinheira cipriota.

A Infância[editar]

Nascida em 1856, numa localidade perdida na ilha de Chipre, Anna Vissi estava desde logo predestinada ao sucesso, sendo os berros que produziu ao sair ensanguentada de dentro do ventre de sua mãe, Virgem Maria Vissi, de tal forma intensos e melodiosos que quem os ouviu, disse mais tarde, pensar que estava assistindo a um concerto de Celine Dion. Aos dois anos, Anna já pertencia ao Coro da Igreja de Nicósia e aos cinco fazia coros em playback para casamentos tradicionais gays de turcos com cipriotas. Foi, contudo, ainda na infância que Anna Vissi trocou pela primeira vez o microfone pela colher de pau, revelando-se uma verdadeira profissional em estrelar ovos de gaivota. Tinha apenas 5 anos, o que fazia dela uma menina prodígio, e uma das 7 pessoas mais famosas de Chipre.

O Festival da Eurovisão[editar]

A carreira de Anna Vissi enquanto cantora está ligada, por motivos óbvios ao Festival da Eurovisão, no qual participou 3 vezes.

  • Representou a Grécia em 1942, em plena 2ª Guerra Mundial, com a canção Autostop, de cariz biográfico, já que narrava, nos seus três minutos de duração, as emoções que descobriu ao sentir o seu primeiro orgasmo. O título da canção compõe-se de duas palavras: "Auto", referia-se a ela própria, já que se estava a masturbar; e "Stop" foi o que ela ouviu quando foi surpreendida pelo avô, com os dedos ainda dentro do próprio corpo, em cima da bancada da cozinha. "Stop"- "para" - ter-lhe-á dito o avô, e continuou - "Podias ao menos ter usado a colher de pau!". Ainda que abordasse questões complexas como o orgasmo e a masturbação, o "Autostop" de Anna Vissi não foi suficientemente forte para vencer o concurso, obtendo um resultado tão decepcionante que, dentro do contexto, se poderia classificar de ejaculação precoce.
  • A segunda vez que pisou os palcos da Eurovisão aconteceu anos mais tarde, com a canção "Molho de Agapi", que na verdade não era um poema, mas sim uma receita de um molho que Anni arrancou do livro de receitas do avô. Uma vez mais, a tragédia: Anna Vissi estava a estudar o poema original da canção enquanto se masturbava na bancada da cozinha. Desconhecemos se recorreu aos dedos ou à colher de pau, mas uma vez mais foi surpreendida pelo avô, pelo que, com a vergonha e o desespero da situação, entornou sem querer o conteúdo de uma panela de pressão para cima das folhas onde estava o poema da canção. Mencione-se que foi o avô quem sugeriu a Anna cantar a receita do "Molho de Agapi", inventada pelo próprio para participar no concurso "Colher de Pau de Ouro", os óscares da arte culinária.
  • A terceira e última participação de Anna Vissi no Festival da Eurovisão até ao momento, aconteceu em 2006, com a canção "Everything". Já uma celebridade das cozinhas e dos palcos, a centenária Anna Vissi foi convidada pela Grécia para representar este país, possivelmente para acalmar os fãs de baladas a cheirar a mofo, que muito criticaram a vitória de Elena Paparizou, no ano anterior. Por ser uma estrela, Anna Vissi resolveu cantar a sua canção em inglês, algo inédito em terras helénicas e, vestida à viking cantou e berrou durante três minutos toda a tragédia da sua vida, os 42 abortos que fez, os 7584265 homens que a trocaram por uma mulher mais nova, as 24 vezes em que lhe caiu a dentadura, as 452 operações plásticas que fez, a fome em África, a guerra no Kosovo e o Souvlaki. A imagem de Anna Vissi a ajoelhar-se no palco é considerada uma das mais belas de toda a história do concurso, cena que terá repetido posteriormente no camarim dos Lordi, vencedores do concurso, exigência da própria, já que de uma diva se tratava e nunca tinha experimentado com homens mascarados de monstros. Este momento de celebração foi posteriormente editado em vídeo, formato hardcore, valendo a Anna Vissi uma nomeação ao Óscar de Melhor Cena de Sexo Amador, que veio, curiosamente, a ser ganho por uma outra cantora, de nome Severina Vuckovic, representante da Croácia nesse mesmo ano.

Discografia[editar]

  • 1877: A primeira vez dói sempre
  • 1942: Autosptop
  • 1977: Cânticos Religiosos para Pedófilos Decadentes e Estupradores Indefesos
  • 1985: Molho de Agapi e outras Receitas de Sopas para preparar em menos de 10 minutos
  • 1999: Punhetas, Broches, Gafanhotos e Canções de Amor
  • 2006: Everything, a antologia (volume 1)
  • 2008: Nothing, a antologia (volume 2)

Receitas de Sucesso[editar]

Mestre dos palcos e dos tachos, a comida de Anna Vissi é sempre um regalo para vista e para o paladar ...
  • - Ovos de gaivota estrelados à la Vissi;
  • - Esparregado de fígado com brigadeiros gratinados com molho béchamel;
  • - Testículos de Boi regados com Molho de Agapi;
  • - Souflée de Ovos estrelados com batata frita e foie gras;
  • - Sopa de rabo de crocodilo com esperma de gato;
  • - Gelado de pão de milho com sardinha assada;
  • - Gelatina de Morango instantânea.

Curiosidades[editar]

Dolly Vissi, adora que lhe passem a mão no pêlo ...
  • - Anna Vissi é a única cozinheira até hoje a vencer três edições consecutivas da "Colher de Pau de Ouro". O sucesso é tão grande que foi contratada para preparar o banquete do casamento e do funeral da princesa Diana, de quem se tornou amiga e com quem trocou mensagens escritas por telemóvel durante anos.
  • - Anna Vissi é apontada como a representante da República Checa no Festival da Eurovisão 2009.

Dolly, a célébre ovelha foi clonada a partir de um pêlo púbico de Anna Vissi.