Annie Oakley

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Annie Oakley
Annie Oakley.jpg
Não se deixe enganar pelo rostinho bonito: Annie Oakley é o Satanás em pessoa
Nascimento 13 de Agosto de 1860
Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Ocupação Pistoleira

Apesar de parecer uma garotinha indefesa, Annie Oakley foi a mulher mais macho da história. Com a sua carabina caipira de estimação, ela conseguia matar moscas a mais de 42 quilômetros de distância. Ela também usava essa carabina para matar todos os idiotas que tentavam boliná-la. Mas isso não é contado nos livros de história, e muito menos na Wikipédia. Poucos sabem, mas o verdadeiro nome dela é Phoebe Ann Moses. Annie Oakley apenas adotou esse nome artístico porque recebeu um cachê e um chapéu de couro da empresa Oakley, que estava precisando mesmo de uma divulgação - Lembre-se que, naquela época, ainda não existiam emissoras caça-níqueis como a RedeTV!.

Quando não estava matando pessoas ou animais, Annie Oakley trabalhava nos espetáculos circenses do Buffalo Bill, demonstrando a sua capacidade de pegar no longo e grosso cano de sua carabina. Como nunca errou sequer um alvo, ela fazia muito sucesso entre o público, principalmente entre os caubóis punheteiros, que ficavam olhando para as suas pernas - Ao fim dos espetáculos, todos esses caubóis eram mortos cruelmente por Annie, recebendo um tiro no joelho.

História[editar]

Annie nasceu em um puxadinho de Bone County, chamado Darke County. Esse lugar é tão inóspito e selvagem que os governantes de lá são os mercenários e os mexicanos que atravessaram a fronteira ilegalmente. Por conta desse clima bem barra-pesada, desde cedo, Annie aprendeu que deveria saber atirar com uma carabina se quisesse sobreviver, afinal, em terras caipiras, o primeiro que atira é sempre o último a morrer. Como já possuía um certo talento para atirar, pois treinava todos os dias jogando Resident Evil no modo hard, Annie conseguiu aprender com facilidade como manejar todos os tipos de armamento, principalmente armas de grosso calibre.

Quando tinha nove anos, Annie conseguiu um emprego como faxineira de uma enfermaria. Não, em Darke County não existiam leis que proibiam o trabalho infantil - Bem, na verdade, não existiam leis sobre nada, mas isso é já é outro assunto. Continuando, Annie trabalhou por alguns anos nesse lugar, sempre limpando vômitos dos pacientes de lá, que normalmente eram internados após terem recebido flechadas no joelho dos índios apaches. Mesmo com esse emprego horrível, Annie acreditava que, algum dia, iria conseguir trabalhar em alguma coisa decente, como matadora de aluguel ou coisa parecida.

Annie Oakley com oito anos, brincando de tiro ao alvo com sua carabina de estimação.

Nas horas livres, Annie gostava de caçar veados, principalmente os da espécie Vocês Eseupai. Como já possuía uma excelentíssima mira, ela sempre obtinha sucesso nas caçadas, e vendia os animais mortos nas cidades mais próximas. Por conta disso, Annie ficou bem famosa na região, e já era considerada uma sub-celebridade. Enquanto isso, um sujeito chamado Frank E. Butler, que era um jogador profissional de truco valendo o toba, disse que poderia vencer qualquer um no tiro ao alvo, que era sua segunda especialidade. E, realmente, ele venceu quase todos da cidade, com os seus tiros precisos que matavam um pombo a mais de 24 quilômetros de distância. Porém, no desafio final, ele acabou sendo humilhado pela nossa querida Annie Oakley, que venceu muito, mas muito facilmente...

Após Annie ter mostrado ser uma verdadeira cabra-macho, Frank se interessou nela, e começou a lhe enviar flores, chocolates e todas aquelas tranqueiras que gente apaixonada manda para seus amores. Como Annie estava cansada de ser chamada de sapatão e solteirona, ela resolveu aceitar todos os cortejos de Frank, até que, em 1882, os dois se casaram no melhor estilo caipira, cheio de gente atirando com suas carabinas para o alto. O único problema é que, como Annie era muito mais macho do que Frank, a relação não dava muito certo, e eles sempre acabavam saindo na porrada. Mas isso já é outra história...

Com o passar dos anos, o talento de Annie finalmente foi reconhecido, por um dono de circo pouco conhecido, chamado Buffalo Bill. Como estava precisando de uma atração realmente impactante, pois o público não aguentava mais ver as velhas apresentações batidas e sem graça, Buffalo resolveu contratar Annie para fazer algumas demonstrações de tiro. Como estava mesmo precisando de uma graninha extra, ela aceitou, e começou a se apresentar diariamente todos os dias no circo de Buffalo, obtenho uma grande taxa de aceitação - Pelo menos o público não lhe jogou tomates e batatas.

Nessa época, Annie também teve uma grande rivalidade com Lilian Smith, outra exímia atiradora que gostava de caçar homens frouxos. Como elas disputavam tudo, principalmente quem ia usar a melhor munição disponível em sua carabina, Annie resolveu acabar com essa competição que não ia levar à nada, e saiu por algum tempo dos shows, se isolando nas montanhas de Neverland por alguns meses. Annie só voltou para os espetáculos quando Buffalo lhe enviou um pombo-correio, com a mensagem de que Lilian tinha fugido para o Acre com o domador de leões.

Alguns anos mais tarde, quando Annie já era uma mestre em tiro ao alvo, ela sofreu um acidente grave, quando o Goku acertou um kamehameha no trem em que ela estava. As consequências desse acidente foram bem graves, tanto que Annie ficou temporariamente paralisada, e impossibilitada de fazer qualquer coisa. Mas assim como o Ronaldo, Annie tinha muita força de vontade, e, após ficar um tempo na geladeira, ela se recuperou, e voltou a fazer suas velhas apresentações.

Annie Oakley com seus 80 aninhos. Ela perdeu a beleza, a visão e a pontaria aguçada, mas não perdeu a carabina.

Em 1902, a ambição de Annie falou mais alto, e ela abandonou os espetáculos do Buffalo Bill para seguir carreira solo. Assim como todos os artistas que fazem essa cagada, Annie não obteve grande sucesso trabalhando sozinha, e se arrependeu amargamente de ter abandonado seus velhos companheiros. Porém, como tinha bastante dinheiro na poupança, Annie resolveu fazer de tudo para obter pelo menos um milésimo do sucesso que tinha conseguido nos seus espetáculos nos tempos áureos - Não conseguiu esse feito, mas pelo menos com os altos investimentos, ela não caiu no ostracismo.

Últimos anos[editar]

Vinte anos após ter abandonado os espetáculos de Buffalo Bill para seguir carreira solo, Annie já não era mais a mesma de antigamente. Sua visão já falhava, e ela já não conseguia mais enxergar direito sequer alvos grandes, como ursos e elefantes. Mesmo assim, como atirar em meio mundo era sua paixão, Annie continuou se apresentando, e nas horas vagas, ela atuava como filantropa, enviando munição de carabina para as famílias da África se protegerem das guerras civis.

Em 1922, a vida se mostrou uma caixinha de supresas, pois Annie e o seu marido sofreram um grave acidente de carro, em uma das milhares de estradas esburacadas dos Estados Unidos (pensou que só no Brasil as estradas são fudidas?). Por conta desse acidente, Annie acabou perdendo o movimento de sua mão principal, que ela usava para puxar o gatilho. Mesmo assim, ela voltou a mostrar porque era considerada uma highlander, e conseguiu se recuperar de mais essa contusão.

Porém, três anos mais tarde, a Dona Morte resolveu vir jogar uma partidinha de pôquer com Annie, pois esta já estava com uma anemia profunda, pois preferia cuidar das armas do que da própria saúde. Após perder feio a partida, Annie morreu definitivamente, e não teve espírito que a trouxesse de volta. Porém, mesmo após a sua morte, Annie continua incentivando a masculinidade de diversas mulheres macho pelo mundo, como a Rebeca Gusmão (sua maior admiradora), Thammy Gretchen, Edinanci Silva, tua mãe, entre outras.