Anthocerotophyta

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Antócero
Um grupo de antóceros estragando um jardim
Um grupo de antóceros estragando um jardim
Classificação científica
Reino: Plantinhas
Clado: Viripendio
Clado: Embriofita
Clado: Bryophyta nonsense late
Divisão: Antaqueapita

Anthocerotophyta, ou num idioma mais compreensível, os antóceros, são uns matinhos não comestíveis sem valor nutricional adequado até para os jegues, e que portanto nunca são incluídos como ingredientes em sanduíches. Filogeneticamente é a divisão dos musgos um pouco mais evoluídos, que possuem um caule e uma folha, podendo ser confundidos com uma traqueófita por alguém com o QI de um jegue.

Características[editar]

A primeira vista parecem só uma grama qualquer, mas as vezes está embaixo da água e pode parecer uma alga, mas seu aspecto gosmento é o de um musgo sem dúvidas, então, para não gerar confusões, os biólogos decidiram incluir essa planta na sua própria divisão, a divisão das plantas que parecem algas que são gosmentas feito um musgo e que querem ser grama, os antóceros.

A sua principal característica é nem para erva daninha servir, já que é uma plantinha de aspectos frescos que não consegue crescer em lugares bem cuidados e vigiados, por isso é cosmopolita, cresce apenas em qualquer lugar abandonado e úmido, não que existam antóceros na vagina da sua mãe, mas só porque falta nitrogênio ali, porque tirando isso há todas condições necessárias para o crescimento de um antócero, até o aspecto de ritidoma que é muito característico a vaginas que param de ser utilizadas.

Quanto ao aspecto físico dessas plantas, elas são constituídas por uma base formada por uma única folha, e um caule (as vezes dois) que são na verdade os gametófitos. Só isso e já está de bom tamanho para estes seres.

Sobre sua alimentação, não conseguem viver sozinhas, porque além de plantas, são plantas que não sabem fazer seu próprio alimento, aí fica difícil. Os antóceros precisam de cianobactérias dentro de seus caules para cagar nitrogênio e assim manter essas plantas alimentadas.

Reprodução[editar]

Como toda planta, os antóceros também não pode sair por aí transando feito os animais que são uns libertinos, então gametas masculinos e femininos são presentes num mesmo indivíduo, e o sexo dos antóceros é com si próprio e nem é tão prazeroso como uma masturbação, porque não há ejaculação ou orgasmos, mas apena suma situação em que o esperma precisa nadar dentro da planta até encontrar o óvulo, como num desafio de labirinto, e uma vez fecundado dali surge o gametófilo, uma estrutura em formato de pênis de japonês, com clorofila dentro e que acaba sendo a própria planta em si.

Classes[editar]