Apracur

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Ê Marvado! Cquote2.png
Leonardo sobre Apracur
Cquote1.png Você quis dizer: Marvado Cquote2.png
Google sobre Apracur
Cquote1.png Você quis dizer: Abra o cú Cquote2.png
Google sobre Apracur
Cquote1.png É pra onde??Ah, pra cú!! Cquote2.png
Véio surdo sobre Apracur

História[editar]

Pacote que contém os supositórios de tamanho PP, ou 20cm

    Nos primórdios da existência humana havia um sábio monge beneditino, estudioso das ervas existentes no Acre e suas propriedades regenerativas e gastro-intestinais. Após décadas de estudos e experimentos, ele conseguiu criar uma fórmula suficientemente resistente para combater a marrrrvadeza da gripe. E só com algo mais marrrrvado se combate o marrrr, pensava o monge. Então, após a fase de testes em seres humanos, como Roberta Close, Michael Jackson e Tua Mãe, viu-se que o remédio funcionava e não apresentava nenhum efeito colateral aparente. Logo ele seria lançado no mercado, e, através de uma campanha de marketing que envolve quantias exorbitantes de capital (a maior parte se destina ao pagamento do grandissíssimo cantor Leonardo), esse remédio alcançou o posto de símbolo de Marvadeza no combate à gripe e ao resfriado.

    Após milênios desde o seu lançamento, o Apracur continua sendo o medicamento mais utilizado no mundo, sendo hoje um dos patrocinadores oficiais das Olimpíadas de Pequim 2008, através da Rede Globo. Ele é oferecido gratuitamente à alguns poucos atletas, através de sorteio. Uns dos últimos contemplados foram Michael Phelps e Usain Bolt, o que, de fato, demonstra que não há efeitos colaterais comprováveis após o uso extensivo de Apracur.

Lendas acerca da fórmula[editar]

Você consegue imaginar os ingredientes?

    Diz-se que certa vez alguns jovens destemidos invadiram o complexo de laboratórios das indústrias Apracurry (fabricante do Apracur na era moderna) para ter acesso à fórmula secretíssima do remédio. O paradeiro dos jovens é desconhecido, mas há quem afirme ter conversado com eles, e ouvido deles a receita para a fabricação de Apracur:

    Também foi dito que seriam necessários espermatozóides de Teu Pai, teoria essa que rapidamente foi escrachada, afinal, já dizia um sábio:

Cquote1.png A pipa do vovô não sobe mais, oê! Rrirri...rrarraê! Cquote2.png
Sílvio Santos sobre Teu Pai

Concorrência[editar]

Esse não parece tão Marvado...
Por isso, eram Homens de Cro-Magnum!

    É sabido que existem diversos rivais do Apracur na disputa pela liderança do mercado de dopping esportivo dopping antiesportivo dopping pseudo-esportivo medicamentos de alta marrrrvadeza.

Bronze[editar]

    A medalha de bronze fica com o Melhoral (se o nome ainda estiver em vermelho, crie esta página, vagabundo!), que de fato não possui um décimo da marrrrvadeza característica do Apracur, e por isso permanece sem chances de disputar o Ouro! É também um ancião, e por isso merece respeito. As primeiras citações ao Melhoral aparecem em pinturas do Homem de Cro-Magnum.

Prata[editar]

Essa azulzinha levanta até pipa de Smurf!

    A medalha de prata fica com o Viagra, que, por seus efeitos marrrrvados, fica em um honroso segundo lugar.

Já tomou Apracur hoje?[editar]

Obs: O indivíduo abaixo tomou uma dose exagerada, não estranhe o comportamento.

Crazyhorse.gif Atenção! Este artigo fala sobre BURRICES!

Não leve nada daqui a sério, ou você corre o risco de
se tornar tão burro e lerdo quanto o criador dessa joça.

Ou as burrices podem te morder.

Patrick.gif