Aratiba

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg
Usina Hidrelétrica e único principal ponto turístico da cidade

Aratiba é uma cidade que fica no Rio Grande do Sul e que além de ter uma hidrelétrica inútil como ponto turístico principal, é uma das poucas cidades que não passa a perna no governo e que tem seus impostos em dia.

A cidade supostamente tem algumas histórias duvidosas de seus fundadores como o fato de boa parte daqueles mentirosos ter fugido da cidade devido uma assombração ou então um lobisomem. Se antigamente já mentiam mal, imagine hoje com os cartazes e pacotes turísticos de Aratiba que diz que a cidade tem rios cristalinos e que a população é acolhedora.

Fundação[editar]

Aratiba foi fundada após alguns bandeirantes passarem por uma via do Rio Uruguai e começaram a acampar. Lá eles viram pequenas araras que não sabiam voar... Aquilo foi motivo de riso para os bandeirantes que tinham que ser homens sérios e que são facilmente confundidos com pessoas carrancudas, tudo para demonstrar respeito e intimidar os animais que encontram pela frente.

Gostaram tanto das araras que ficaram por lá tempo suficiente para fundar uma cidade que chamaram de Aratiba, vulgo em uma censura livre para o público, Pequenas Araras... Em uma censura não-livre para o público, Terra de Caipiras.

História[editar]

Após terem ficado por lá tempo suficiente para se acostumarem com o lugar, as araras que não sabiam voar, espécies raras foram extintas após um biólogo treinador de araras ter ensinado a elas voarem. Quando a última arara voou, os bandeirantes se perguntaram:

Cquote1.png HAHHA! E agora... O que vamos fazer? Cquote2.png
Bandeirantes

Assim, em um total clima de pokerface, eles acabaram sendo obrigados a ficar por lá já que iniciaram uma família e não podiam deixar eles por lá simplesmente pela preguiça de reencontrar suas casas. Então foi mais fácil eles criarem uma nova casa por lá mesmo.

Atualmente[editar]

A cidade quer criar uma nova escola para os habitantes. Infelizmente, os impostos são tão poucos e o número de pessoas a se matricular tão baixo, que é mais fácil não criar a escola.

Ver também[editar]