Arceburgo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Arceburgo é uma cidade basicamente feita de italianos e de terroristas pessoas da Síria e Líbia. A cidade se deve o mero surgimento a esses dois grupos "distintos". Além disso, acabaram vindo para fugir do maluco com um bigodinho que estava na Europa. Depois de muito eles terem procurado por vagas e ter descoberto que o sul do Brasil já estava lotado até a tampa de imigrantes, tiveram que ir para Minas Gerais um lugar "menos comum" desse tipo de gente aparecer.

Fundação[editar]

Placa indicando o caminho do banheiro.

Quando os imigrantes procuravam um abrigo para ganhar uma vida melhor do que a que tinham antigamente (quem o diga os italianos) eles queriam ir primeiramente ao Rio Grande do Sul onde era um lugar mais limpinho e que os nativos de lá faziam qualquer idiotice por um pouco de pinhão.

Então, quando viram que nem em Rio Grande do Sul, apelaram para os estados reservas como Santa Catarina e Paraná. Também não tinham vagas por lá. Parece que tinham todos decidido imigrar para o Brasil ao mesmo tempo!

Cquote1.png Também, tinha a segunda guerra, a fome, a pobreza, a destruição, o apocalipse, os nazistas, os facistas, os suíços e os europeus. Cquote2.png
Professor de História sobre os motivos

Só restou então a última opção deles: o Acre. Não tinham vagas e também não tinham achado ele. Então recomendaram ir para Minas Gerais.

Cidade[editar]

Quando os imigrantes italiano pisaram naquela terra mineira, já vieram 50 pessoas dispostas a construir as casas, a capela e a prefeitura da cidade que iriam fundar ainda. Bem, a família de certa forma foi bem recebida e mantiveram uma relação simbiótica com aqueles caipiras jecas.

A cidade então apenas parou de ter mais gente até ficar estabilizado nos 9500 pessoas. Os habitantes de Arceburgo não sabem mais o que fazer da vida: apenas plantam para poder dizer que plantam, vendem alguma coisa... Desde que os italianos morreram a vida ficou sem cor na região e os playboys tomaram conta da cidade com suas sonzeras e fazendo baladas e achando que estão se dando bem com a mulherada feia da que sobrou por la...ou seja, a cidade virou a merda que é atualmente.

Economia[editar]

Como já dito tudo é feito de má vontade. Porém,as despesas com os médicos começaram a aumentar, pois muitas pessoas de Arceburgo estão tendo sintomas do que chamam de "tediotite", infecção no lóbulo frontal responsável pela vontade da pessoa querer usar o banheiro. Assim, os habitantes de Arceburgo estão cada vez indo menos para o banheiro. A economia gira basicamente ao redor dos biscoitos de polvilho fabricados em grande escala e exportados para as distantes terras paulistas da Mococa. Há também a importante Festa de São João em homenagem a um santo chamado São João. Toda a renda da venda de cocadas é revertida em fogos de artifício que mantém a tradição da festa no ano seguinte.