Arena do Grêmio

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


A Arena do Grêmio, ou também chamada de Arena OAS por parte dos miguxos moranguinhos ou Reduto dos Viados, é um estádio de futebol metade argentino e metade brasileiro situado no Brasil, na zona norte da cidade de Buenos Aires Porto Alegre e metade do tempo usado para eventos de artistas de sexualidade duvidosa, que segundo os gremistas, diz ser maior que Bergamotão, mais público que a Arena Corinthians, um gramado melhor que o Allianz Parque e também ser avaliado pela UEFA, apesar dos mesmos estarem cagando e andando para estádios não-europeu. O único motivo desse estádio existir é que apenas serviu para substituir o Olimpinico Monumental.

O estádio possui cerca de mais de 8000 pessoas (ah, vá!) em um design circular com dois/três setores diferentes, nos cantos inferiores as torcidas organizadas Geral do Grêmio e do outro lado a Coligay (inclusive o Grêmio possui um trato com a Rede Globo para não mostrar desse lado), no meio os gremistas pobres e no canto superior, os gremistas ricos e de classe média (quase sempre vazio ou com pouco público) e o setor de festas de visitantes. No meio é onde ficam são os 1%, ou seja, aqueles que gastam dinheiro fora são loucos demais para pagar um ingresso de camarote quando podia fazer algo interessante, além dos olheiros e familiares dos jogadores, isso quando não estão na parte pobre com a expectativa que o perna de pau jogador faça algum gol.

A construção[editar]

Pôjeto inicial do estádio.

Cansados das várias pagações de micos que os gremistas passavam no estádio Olímpi(ni)co, eliminações na Libertadores para times fracos e/ou compatriotas brasileiros argentinos, de sua história manchada com dois rebaixamentos, do estádio também servir para salão de festas para os adversários e uma contagem interminável de anos sem ganhar um título relevante. (leia-se: qualquer coisa que não seja um campeonato estadual)

Os gremistas, sabendo que o Bergamotão iria para a Copa antes que a possível Arena do Grêmio, mandaram construir um estádio (já fizeram mais que o Flamengo) grande que diz caber mais de 50 mil pessoas (entre elas 15 mil sentadas no colo de outras pessoas, segundo o Instituto Datafoda-se) com o dinheiro do povo as custas da empresa baiana OAS, além de um estádio para a expectativa de conquistar títulos e ganhar do rival.

O primeiro jogo desse estádio foi um amistoso mixuruca contra o Hamburgo, que ao estar em situações críticas no Campeonato Alemão, mandou seu time reserva para jogar contra o Grêmio, e mesmo assim o time brasileiro teve trabalho para ganhar do time misto do Hamburgo, ganhando dos mesmos 2 a 1 do tal Mundial de 1983. Em relação aos grenais, a expectativa do time era pelo menos ter a primeira vitória nesse estádio, e até nisso o time gremista falhou, já que a primeira vitória no estádio foi colorada, com o feito de conseguir tomar dois gols do Rafael Moura (FAIL!), mas que acabou dando certo no final do ano, além dos dois anos seguintes, já que conseguiu meter três pirocadas no rival, coisa que não conseguia fazer no Olímpico.

Títulos (sério, títulos mesmo!)[editar]

Seu primeiro e único título em casa (além das goleadas, quando isso contava para a coleção de títulos pré-2016) foi uma Copa do Brasil de 2016, conquistada ao ganhar (fora de casa) contra um time destinado a ganhar um único título para cada campeonato em uma situação de vitória ou vitória, já que a Libertadores de 2017 e o Campeonato Gaúcho de 2018 foram fora de casa, para não ter a chance de fazer mais papel de trouxa. (pera, essa piada é de outro estádio errado) Apesar dos gremistas se orgulharem desse estádio, acabou também não sendo selecionado nem para a Copa das Confederações no Brasil, tendo apenas como consolação um jogo das eliminatórias da Seleção do 7 a 1 em transição para Canarinho. (pelo fato do rival ter feito vergonha ao chorar na Suíça)

Atualmente[editar]

Atualmente o estádio recebe cerca de média de 24.000 torcedores nos jogos do Brasileirão e quase o dobro de torcedores em jogos de Copa do Brasil ou Libertadores, com vários gremistas sentando um em cima do outro para dar a impressão para a Rede Globo que o estádio está quase sempre lotado. Na Copa América de 2019, o estádio foi um dos selecionados e apesar da estrutura que diz ser "Padrão UEFA", o estádio acabou sendo marcado pelo gramado de alta qualidade, comparado aos estádios de várzea do Gauchão.

Durante os jogos do Gremico nos campeonatos, quase sempre tem a chance de aparecer algum idiota caindo da cerca do estádio por ter participado das famosas Analvalanches ou alguém intoxicado com os tais hambúrgueres mofados cheios de corante azul da típica loja do clube.

Ver também[editar]