Arquitas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desentrevistasminibox.PNG O Desentrevistas
possui uma entrevista com
Arquitas de Tarento

Arquitas (428 a.C. - 347 a.C.) é um filósofo e cientista grego, muito famoso em sua época por ter dado em casa, matemático, foi um grande estudioso dos cubos, era também aficionado por cilindros, ninguém sabe anda por quê.

Vida[editar]

Arquitas estava escalando o Monte Olimpo quando escorreu, caiu, e bateu a cabeça consecutivas vezes em sete rochas pontiagudas antes de cair moribundo ao abismo com umas 8 fraturas cranianas. Ele sobreviveu, mas nunca mais foi o mesmo, teve a coragem de entrar para a Escola de Filosofia de Atenas onde inventou a geometria, que até hoje reprova patricinhas nas escolas com aquela maluquice de soma dos ângulos internos é igual ao cosseno dos catetos.

Na Escola de Filosofia de Atenas, foi discípulo de Filolau e amigo de Platão. Arquitas era tipo o nerd daquela turma, ficava no canto desenhando círculos e quadrados tridimensionais para tentar ser diferente dos outros colegas que ficavam o dia todo falando de metafísica, ética, estética, a subjetividade de homossexualidade, lógica e crença verdadeira justificada.

Obra[editar]

Restaram apenas fragmentos da obra de Arquitas, cuja preocupação central é a geometria e a música axé. Muito se perdeu, provavelmente porque era tudo imprestável, e Aristóteles (conhecido em sua turma pelo apelido de "Joselito") provavelmente queimou todos aquele desenhos de círculos, quadrados e pôneis de Arquitas.

Geometria[editar]

A simples curva de arquitas.

Arquitas passava o dia inteiro com um lápis, um papel, uma régua e um compasso desenhando cilindros côncavos tridimensionais enquanto calculava a hipotenusa da soma dos catetos, multiplicação das arestas e essas coisas de nerd.

Foi considerada a primeira pessoa da humanidade a usar o cubo em geometria, pois era jogador de RPG viciado e queria alguma forma de criar um D20 e um D12. Arquitas foi ainda o responsável por subdividir a matemática às disciplinas técnicas como a geometria, a aritimética, a astronomia e a acústica, criando mais matérias para torturar os pobres alunos da Escola de Atenas.

Arquitas passou a vida tentando solucionar o problema da duplicação do cubo, cujo o problema de geometria consiste em obter um método para, dada a aresta de um cubo, construir, com apenas uma régua e uma compasso, a aresta do cubo cujo volume é o dobro do cubo inicial. Não conseguiu porque sem usar um lápis era difícil.

A Curva de Arquitas[editar]

A curva de arquitas é uma demonstração geométrica do efeito do haxixe (muito apreciado na época) sobre a mente dos filósofos. A curva de arquitas trata-se de um semi-círculo convexo tangente a um cilindro utilizado para representar um corte transversal diagonal sobre os ângulos de um triângulo criado pelas extremidades quadriláteras do círculo. Esta rotação corta um trecho do cilindro formando a curva de arquitas, utilizada para representar o trecho em que o queijo escapa de um enroladinho de salsicha quando este sofre pressão.

Política[editar]

Arquitas também teve grande desempenho político. Morador de Tarento, os tramontinos tarentinos o elegeram estratego (governador) sete vezes consecutivas, o cara era pior que o Sarney.