Arrastão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Rioband.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.

Carl Johnson.jpg Essi artigu é faveladu!

Nem por isso tá involvida cum droga, putaria ou ladruagi!

Os traficantes e as milícias estão de olho.

Bob Mauley.jpg   Fala, mano! É o seguinte: Arrastão é mais uma coisa que os mano da quebrada curte, tá ligado, véio?
Então, não zoa este artigo não, porque vai dar em treta, mano!
Um arrastão em curso.

Cquote1.png Um grupo de delinquentes roubou hoje a tarde uma loja de produtos eróticos, no Rio de Janeiro. Cquote2.png
William Bonner sobre arrastão.
Cquote1.png Isso é ótimo para os negócios da comunidade. Cquote2.png
Traficante sobre arrastão.
Cquote1.png Cadeia neles! Está com pena? Leva pra casa! Cquote2.png
Datena sobre arrastão.
Cquote1.png Larga o aço, senta o dedo! Cquote2.png
Wagner Montes sobre arrastão.
Cquote1.png Isso não existe no meu estado! Cquote2.png
Governador do Rio sobre arrastão.
Cquote1.png Pô cumpadi... é cum us arrastão que eu tenho tênis de marca. Cquote2.png
Assaltante "dimenor" sobre arrastão.
Cquote1.png Chupa cariocas! Cquote2.png
Paulista se achando o fodão.
Cquote1.png What?! What are you saying? Cquote2.png
Turista estrangeiro sobre ser assaltado em português.
Cquote1.png Nós temos medo. Cquote2.png
Polícia Militar sobre arrastão.
Cquote1.png Eu também! Cquote2.png
Gringo sobre citação acima.

Arrastão é uma modalidade de esporte muito praticada no Rio de Janeiro que consiste em arregimentar um grupo de jovens desfavorecidos e maltratados pela sociedade e fazer-los se apossar de objetos e valores em dinheiro de pessoas incautas, sem pedir é claro, pois se pedir pode levar um "não". Por motivos desconhecidos o arrastão não é um esporte patrocinado, pelo contrário, ele é combatido pelas autoridades policiais e políticas.... sendo que arrastão é um esporte tão saudável, fazendo as pessoas exercitarem as pernas.

História do esporte[editar]

O primeiro esportista praticante de arrastão que se tem registro é Jefferson Jujuba, ou simplesmente Jeffinho Crioulo Doido. Ele era morador do morro Pavão-Pavãozinho na década de 90 não muito longe da praia de Copacabana e sonhava em ter as roupas da moda, os tênis das modas e toda aquela pompa que a Zona Sul do Rio tem. Jeffinho Crioulo Doido então tentou entrar no tráfico de drogas, mas não conseguiu porque ele sabia fazer contas, ler, interpretar textos e falar sem gírias, coisas que nenhum bandido deve saber fazer. Frustrado, Jeffinho se reuniu com os moleques da comunidade para ir no "chópis senti", sendo um grupo de mais ou menos de nove favelados jovens de origem humilde. Olhando para as vitrines das lojas o jovem Jujuba dá de cara com um tênis lindissímo que custava incríveis R$ 399,00, sendo que o grupo de Jeffinho não tinha um centavo no bolso. Jeffinho então se reuniu com seus amigos e disse:

Policiais malvados agredindo um esportista. Que país é esse?!

Cquote1.png Rapaziada... nós estamos em maior número e são só três seguranças Cquote2.png
Jeffinho Crioulo Doido.
Cquote1.png Que 'c vai fazer, moleque? Cquote2.png
Amigo 1.
Cquote1.png Roubar a loja, filho. Pense um pouco. Cquote2.png
Crioulo Doido.
Cquote1.png E se pegarem a gente? Cquote2.png
Amigo 2.
Cquote1.png Eu assumo a culpa. Cquote2.png
Jefferson Jujuba.
Cquote1.png Então demorou! Cquote2.png
Demais moleques sobre roubar a loja.

Jeffinho e sua gangue então deram chutes no saco dos seguranças, os castrando deixando inconscientes, entrando na loja espalhando o terror em cima de funcionários e clientes. Nos dois minutos que o grupo ficou na loja roubaram catorze pares de tênis e um par de chinelos, fugindo em disparada assim que os seguranças recobraram os sentidos. Os moleques mostraram os tênis pros traficantes e ganharam novinhas (garotas para o resto do Brasil) para transar a noite toda. Nessa época o tráfico gostou da ação de Jeffinho e o chamou de arrastão. Nascia assim um dos esportes mais populares da cidade.

Crescimento do esporte[editar]

Ao passar dos anos o esporte foi evoluíndo e deixando de ser praticado somente em "chópis senti" para ser democratizado ás demais áreas do Rio. Atualmente ele é praticado também em vias expressas, praias, ruas movimentadas e qualquer lugar onde tenha otários pessoas para servirem de vítimas ajudadoras na prática do esporte.

Como praticar o esporte[editar]

A primeira coisa a se pensar antes de iniciar um arrastão é conseguir um bom esconderijo. Porque esse governo fascista do Rio de Janeiro não reconhece o arrastão como esporte oficial e manda a polícia perseguir e prender os praticantes desse nobre roubo em massa esporte. Por isso assim que tiver praticado, CORRA que a polícia vem aí e SE ESCONDA. Seguem agora mais detalhes sobre o arrastão.

Instrumentos para usar[editar]

O ideal seria você portar uma faca, canivete, foice, chave de fenda ou qualquer coisa que amendronte as vítimas pessoas ajudadoras, mas se não tiver nada disso serve essa sua cara de mamífero desdentado um belo punho fechado. Caso pratique o arrastão em um lugar onde não tenha policiais (por algum motivo eles não gostam desse esporte) peça uma pistola ou fuzil para traficantes que desejem proventura patrocinar essa magnífica prática esportiva. Mas lembre-se sempre da primeira regra do arrastão, criada pelo medalhista na modalidade: Excelentíssimo Senhor Paulo Maluf.

Cquote1.png Roube, mas não mate. Cquote2.png
Paulo Maluf ditando a principal regra do arrastão.

Colegas na prática esportiva[editar]

Chame alguém que tenha o mesmo perfil que você para praticar o arrastão e assim formar um bonde, que são grupos para prática de arrastão. Esteja entre grupos de oito até quinze pessoas e veja se existe uma favela próximo ao local do esporte para que caso policiais persigam seu grupo vocês possam se refugiar num local onde há traficantes armados com paus, pedras e estilingues. Depois da prática do arrastão divida os produtos roubados prêmios e os louros da vitória com seus companheiros. Nota: Comissão de 35% para o tráfico.

Locais onde se pode praticar arrastão[editar]

Como dito acima a polícia não gosta desse esporte e vai pra cima dos atletas que correm para fugir do caveirão para garantir que estão se saindo bem nos seus exercícios. Por isso, lugares onde há muito policiamento atrapalha o aproveitamento geral advindos do arrastão. Esses são lugares recomendados para se fazer um arrastão.

Shopping Center[editar]

Foi aí que tudo começou, como relatado na história do Jeffinho Crioulo Doido, e até hoje continua sendo um ótimo lugar para arrastões. Nesse local é necessário que haja olheiros nas saídas do shopping para que possam alertar sobre a ação de seguranças, que também (por motivos desconhecidos) são aversos aos arrastões em "chópis senti". O ideal é roubar se apossar sem pedir de roupas, calçados e jóias. NUNCA roube se aposse sem pedir de alimentos. Se quer comida pratique o arrastão em um supermercado, restaurante ou lanchonete.

Praia[editar]

Resultado de um arrastão bem praticado.

Caso você more na Zona Sul do Rio ou qualquer outro lugar que tenha praia você pode fazer um arrastão lá. É bom também você fazer um curso de Inglês porque os estrangeiros são mais complicados de te ajudarem no seu esporte porque eles não entendem Português. Fique sempre ao lado do seu grupo de arrastão para que quando chegar o momento certo vocês possam fazer tudo direitinho.

Nota: Quando for puxar o cordão do pescoço de alguém certifique-se que a pessoa vai cair logo em seguida.

Vias expressas e rodovias[editar]

Nessas localidades você tem que ter certeza que há um grande movimento de veículos. Os que praticam o esporte em vias expressas necessitam usar três ou quatro carros e portarem fuzis e pistolas (as vias expressas são o nível hard dos arrastões). Caso resolva fazer arrastões nesses lugares você tem que roubar se apossar sem pedir de outros carros e cargas, como por exemplo: cerveja, cigarros, eletrodomésticos ou um carregamento de vibradores GG e que ainda vibram por sinal qualquer outra carga. Se estiver no Rio de Janeiro há quatro lugares perfeitos para esta modalidade: Avenida Brasil, Via Dutra, Linha Vermelha e Linha Amarela.

Nota: Se não tiver armas de fogo peça emprestado ou alugue com o tráfico.

Considerações finais[editar]

Não fique com medo caso um praticante de arrastão venha em sua direção (na verdade vão vir vários). Ele(s) só quer(em) praticar o seu esporte na humildade e na tranquilidade, e seria ótimo se você colaborasse (para não levar bala). Entregue seu carro, carteira, celular, relógio e todo o resto para os arrastoneiros (quem faz o arrastão), talvez um dia você se dê conta que arrastão é o melhor esporte do mundo! (Futebol não chega nem perto.)

Nota: NUNCA FAÇA arrastão SOZINHO. Simplesmente esse esporte foi criado para ser feito em grupos, garantindo o sucesso e eficácia das ações esportivas.

Ver também[editar]

v d e h