Arsênio

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Testosterona.png
Lobisomem Negão.jpeg

Este artigo é relacionado à química.

Não estranhe se ler que o chumbo é macio e o alumínio é duro.

Após terminar de ler, lave a pele com água corrente em abundância por 15 minutos.


Clique e venha fazer parte de nosso projeto!!
Projeto Desconhecimento

Este artigo de Ciências ganhou nota B, sendo considerado de Boa qualidade

Visite a discussão do artigo ou o projeto e Conheça-nos

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...o arsênio é muito venenoso?

Cquote1.pngVocê quis dizer: Arsênico?Cquote2.png
Google sobre Arsênio
Cquote1.pngExperimente também: ácido cianídrico Cquote2.png
Sugestão do Google para Arsênio
Cquote1.png Pô mano, mais letal que a bala do meu 3oitão! Cquote2.png
Traficante sobre arsênio

Embora tenha essa carinha linda metálica e inofensiva, o arsênio é a verdadeira encarnação química do demônio.

Cquote1.png Resolvo este crime agora! Cquote2.png
Agente do CSI sobre assassinato envolvendo envenenamento por arsênio
Cquote1.png Eu tenho medo! Cquote2.png
Regina Duarte sobre arsênio

O arsênico arsênio é um elemento alquímico da família do nitrogênio, semimetal (ou seja, corta pros dois lados), cujo átomo tem 33 prótons e muitos nêutrons. Quando no estado elementar, tem vontade de roubar três elétrons de qualquer playboy átomo que estiver vagando, o que faz sua valência ser -3. Este elemento é muito utilizado como queimador de arquivo por parte de criminosos e como ferramenta de homicício por parte de assassinos. No entanto, com o desenvolvimento da química analítica, tornou-se praticamente impossível matar alguém com arsênio sem que os legistas saibam.

Tabela de conteúdo

[editar] História e Aplicações

Uma linda pedra de arsênio, perfeita para presentear sua sogra.

O arsênio elementar foi descoberto por volta de 1250, por um bando de vagabundos alquimistas que queriam produzir ouro a todo o custo. Atribui-se que o primeiro que morreu descobriu o elemento foi Alberto Magno, mas podem ter havido outros... bem, que importa isso mesmo, o que importa é que descobriram e pronto. No entanto, sabe-se que muito de seus compostos eram conhecidos desde a antiguidade e inclusive usados como veneno.

Acredita-se que o filósofo José Sócrates tenha morrido ao ser obrigado a chupar uma pedra de arsênio, e não uma chá de cicuta, como conta a lenda. Como se sabe, inúmeras figuras históricas foram vítimas deste elemento, prncipalmente em casos de homicídio. Como até no séc XIX era impossível descobrir a causa de um envenenamento por métodos químicos, o arsênio era a primeira pedida, algumas vezes o assassino podia usar mercúrio, só de sacanagem com o presunto.

Até o séc XIX, a única utilidade deste elemento era de envenear e matar, mas com o desenvolvimento da indústria química encontrou-se novas aplicações para o arsênio. É muito utilizado na indústria petroquímica e de refinamento de cocaína e produção de crack, a fim de limpar o petróleo de compostos sulfurados altamente poluentes e mal-cheirosos. Algumas distribuidoras de combustível adicionam arsênico na gasolina a fim de envenenar os automóveis, dentre outras aplicações neste campo. Também é utilizado como conservante de cadáveres madeira e alguns plásticos. Dentre as grandes utilizações do arsênico nas décadas de 30,40,50 e afins foi como pesticida, especialmente herbicida, na forma do temível Agente Laranja (não confundir com a seleção de futebol da Holanda, que também era temível). Acredita-se que pelo uso desenfreado destes herbicidas muitos solos stão envenenados até o talo de arsênio, tanto que nem erva daninha não nasce mais.

Com o desenvolvimento da indústria de semicondutores, o arsênico arsênio começou a ser empregado em circuitos integrados e em diodos, em liga com o germânio, no uso como semicondutor em sistemas de informática e hardware de supercomputadores. Os nerds técnicos que trabalham com isso asseguram que os circuitos integrados de arsênio-germânio é mais rápido e economiza mais energia ue os de silício. Se eles dizem...

[editar] Química

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...

Segundo os nerds químicos, o arsênio é um semimetal, que se encontra na família 15 e no quarto período da Tabela Periódica. Sua valência padrão é -3, mas pode ter valência +/- 1, +3 e até +5, provando que o que este elemento quer é sexo fazer ligações químicas a todo o custo, nem que para isso ele tenha de roubar carteiras elétrons de outros átomos playboys que andam por aí. Dificilmente é encontrado em sua forma elemetnar na natureza, preferindo sempre estar num surubão ligado ao oxigênio, cloro ou hidrogênio.

A forma elementar do arsênio tem três alótropos, que nada mais são do que formas que o elemento usa para não ser descoberto. Assim, existe o arsênio amarelo, para ser confundido com o enxofre, o arsênio negro, para ser confundido com carvão (carbono) e o arsênio metálico (forma mais comum), para ser confundido com qualquer metal que existe. Este artífico, chaamdo alotropia, também é característico de muitos outros átomos sem-vergonhas.

Devido a ser um semimetal e, portanto, cortar para os dois lados, é muito utilizado em conjunto com outros elementos em estruturas eletrônicas, diodos, circuitos integrados e toda essa bugigança que fissura nerds. Neste caso, o fato de querer três elétrons para fechar a camada de valência não parece importar muito. Mas, pela sua toxicidade e por ser caro pra burro, ainda está em desvantagem quando comparado ao silício.

[editar] Toxicidade

Paciente sofrendo intoxicação por arsênio. Observe os olhos esbugalhados e o inchaço decorrente do envenenamento.

Devido à elevada toxicidade, o arsênio foi muito utilizado como chá de sumiço em muitos personagens da história. Atualmente, os envenenamentos e mortes por arsênio são acidentais (ou não) e geralmente causados por contato com pesticidas e outros produtos derivados do arsênio inorgânico.

Quando dentro do corpo, o arsênio interfere no metabolismo, mostrando que é um fanfarrão. Desorganiza as moléculas, quebra vidros estruturas moleculares e faz o diabo. Causa tantos danos que faz a vítima peidar para a muzenga pouco depois de entrar no organismo. Alguns dos sintomas do envenenamento por arsênio são os olhos esbugalhados e inchaço por todo o corpo, resultado dos traumatismos a nível celular. A morte sobrevém em pouco tempo, com o paciente indo ver Jesus imediatamente.

No entanto, algumas vítimas deste maléfico elemento podem sobreviver á intoxicação, apresentando sequelas. Um grande exemplo de sobrevivente é Zeca Pimenteira, cujos olhos esbugalhados são resultado de uma intoxicação por arsênio na infância. Preta Gil é outro exemplo de intoxicação, exposta através de seu pai, que vivia fumando maconha de plantas tratadas com inseticidas de arsênio. Embora pareça que esteja redondamente gorda, isso é inchaço decorrente da exposição ao elemento. Acredita-se que o arsênio também cause câncer e doenças no fígado (ou não).

[editar] Ver também

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas