Arthropoda

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Artrópode)
Ir para: navegação, pesquisa
Clique e venha fazer parte de nosso projeto!!
Projeto Desconhecimento

Este artigo de Ciências ganhou nota D, sendo considerado ruim, necessitando ajuda.

Visite a discussão do artigo ou o projeto e Conheça-nos


Artrópodes
Artrópodes super fofinhos
Artrópodes super fofinhos
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda

  Classe dos Insetos
  Classe dos Crustáceos
  Classe dos Aracnídeos
  Classe dos Quilópodes
  Classe dos Diplópodes
  Classe dos Trilobitas, que já está na conta do Papa


Cquote1.png Aai, que nojento!! Cquote2.png
Você após ler este artigo

Cquote1.png Mas qual a diferença entre quilópodes e diplópodes? Cquote2.png
Qualquer um sobre Artrópodes

Artrópode é um dos inúmeros filos do Reino Edmundo Animal. É composto por milhões de criaturas fofinhas e kawaii, chamando a atenção de qualquer guria retardada.

Tabela de conteúdo

[editar] O que é um artrópode, ora pois?

Os artrópodes são animais invertebrados, portanto não possuem vértebras e não quebram facilmente, ao contrário da sua velha televisão CCE. O que diferencia os artrópodes e os demais invertebrados são as articulações nos seus pés, o que os permite fazer sapateado e dançar o Créu quando não estão procurando comida ou fazendo algo mais de útil.

Possuem um poderoso exoesqueleto envolvendo seus corpos, capaz de proteger contra ataques de outros invertebrados. Dizem que o exoesqueleto de um artrópode e o ferrão de certas espécies desse filo são os equipamentos mais fortes disponíveis para invertebrados. Quando o ferrão e o exoesqueleto batem de frente, não se sabe o que pode acontecer, embora alguns acreditem que ambos se destruirão depois do ataque.

[editar] Descrição da Armadura Exoesqueletal

Um treinador criando dois Caterpie em um vidro.
A armadura exoesqueletal dos artrópodes é formada por cabeça, ombro, joelho e pé , tórax, abdômen e membros. A cabeça inclui mais de mil olhos compostos, usados para poder enxergar ataques na velocidade da luz, mas só quando os artrópodes queimam seus cosmos. Para manter todo esse poder funcionando, são necessários vários órgãos de respiração e circulação, por isso os artrópodes possuem inúmeras traquéias e corações em vez de apenas um de cada, como fazem animais medianos. Algumas espécies apresentam armaduras mais sofisticadas, unindo a cabeça e o tórax em uma única parte, o cefalotórax.
Um genuíno artrópode vestido com sua armadura.
Apesar do exoesqueleto ser poderoso, ele precisa ser trocado frequentemente, afinal ele é pequeno e apertado, assim como os bolsos do teu pai. De tempos em tempos, o espécime quebra a própria armadura exoesqueletal e então oferece 25% do próprio sangue, se é que assim se pode chamar aquele lico que tem dentro deles, para fazer renascer o exoesqueleto, desta vez mais forte e perfeitamente adaptado ao cavaleiro artrópode.Graças a todo esse poder, os artrópodes se alastraram por todo o planeta Terra, gerando milhões de espécies diferentes, cada qual com sua própria armadura. Pode-se encontrá-los no ar, na terra, no mar e até no estado do Acre. Ou seja, é inútil tentar matar aqueles mosquitos, baratas e carrapatos chatos, afinal sempre haverá mais 42442424242 deles para continuar seu legado de reprodução e encheção de saco no mundo.

[editar] Classificação

Por ser um grupo imenso, que se espalhou feito praga por todos os cantos do globo desde eras geológicas imemoriais até hoje, os desocupados cientistas fizeram uma longa classificação dessas fantásticas criaturas, incluindo artrópodes que já estão há muito na conta do papa até espécies ainda existentes, e não são poucas espécies. Para classificar essa zona, foram utilizados diversos critérios aleatórios científicos, incluindo número de pares de pernas, quantidade de listras no corpo, antepassados em comum, estilo de combate favorito, time de futebol e o escambau, sempre gerando incansáveis sessões de flamewar no meio da comunidade científica.

Apesar de alguns autores acreditarem em 42 classes dentro de 11 diferentes subfilos, outros defendem a inclusão social dos artrópodes e os juntam em um único grupo, sendo acusados de politicagem no meio acadêmico. A classificação predominante, aquela que a tia ensina na escola, inclui cinco classes mais o grupo dos trilobitas, que já viraram presunto há um bom tempo.

[editar] Crustáceos

Crabmon.jpg

São artrópodes que normalmente vivem nos oceanos, mordendo o pé dos idiotas que adoram ir para o litoral em todos os feriados ou então implantando o sistema capitalista no fundo do mar, explorando as demais classes operárias de artrópodes e também de outros filos, principalmente poríferos como o famoso Bob Esponja Calça Quadrada. Há também aqueles crustáceos que preferem habitat os cardápios de restaurantes para endinheirados, por exemplo a lagosta, ou então o camarão, seu primo pobre e nordestino.

[editar] Aracnídeos

Uma aranha feliz

Uma classe temida por todos pelos seus poderes. Muitas de suas espécies desenvolveram técnicas mortais de envenenamento, como as aranhas e escorpiões. É impossível sobreviver a mais do que 14 picadas seguidas de escorpião, salvo se você for Hyoga de Cisne, aí não morre de jeito nenhum. Certos tipos de aranha são mutantes e transmitem alterações genéticas em suas vítimas, tornando-as super heróis toscos e defensores de valores estadunidenses. Outros tipos menos ofensivos de aracnídeos incluem carrapatos e ácaros, estes nocivos apenas aos tapetes da sua mãe e aqueles apenas ao seu cachorro vira-lata.

[editar] Insetos

Insetinho meigo

A classe mais abundante na natureza e nas residências do Rio de Janeiro, talvez perdendo apenas para a torcida do Flamengo, os insetos possuem três pares de patas para poderem se alastrar mais rapidamente, e alguns aindacontam com dois pares de asas para isso. São criaturas muito fofuxinhas a amadas pelas menininhas lindas. O ápice dos flamewars científicos estava na classificação desta colossal classe, com seus mais de um milhão de integrantes e 69 ordens. Para identificar um inseto, apenas lembre-se de todos os seres que habitam a sua casa além de humanos (?), sem contar bichinho de estimação. Restaram os insetos que lhe fazem companhia 24 horas por dia, como pernilongos, formigas e cupins. Até hoje não se sabe como os desocupados cientistas conseguem diferenciar duas espécies de besouro, quanto mais dezenas de milhares, mas eles conseguem.

[editar] Quilópodes

Os quilópodes são seres com mais de mil pés, portanto com sérios problemas na hora de comprar sapatos. São conhecidos mais de 42242 espécies, mas praticamente todas não passam de figurantes e nem são mencionadas nos livros de Biologia. Seus únicos principais representantes são a centopéia e a lacraia.

[editar] Diplópodes

Diplopode.jpg

aConseguem ser mais insignificantes do que os quilópodes, recebendo sempre só uma pequena citação de duas ou três linhas em qualquer livro. De tão esquecidos que são não há nem mesmo um exemplo famoso para ser dado. A maioria não sabe nem a diferença entre ambas as classes nem eu, isso não interessa. Diplópodes tem quatro pés onde as centopéias tem dois e por isso gastam ainda mais com sapatos, além disso não possuem técnicas avançadas de luta, por isso sempre ficam atrás da lacraia (ora, isso não foi nenhuma peculiaridade exclusiva desse grupo).

[editar] Veja Também

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas