As Meninas (banda)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


A90.jpg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 90's!
Provavelmente ele se refere a coisas daquela época, tais como Mamonas Assassinas, Super Nintendo e Banheira do Gugu.


Hammer and Sickle 3D.gif VIVA LA REVOLUCIÓN!!!

Este artigo é comunista, e portanto, foi escrito por um Comunista, ou por um torcedor do Liverpool, ou do Manchester United, ou de qualquer torcedor de um time vermelho ou ainda, por fãs da Ferrari.
Se você alienar a marcha revolucionária, será mandado pra um gulag.

Cquote1.png Bom xi bom xi bom bom bom... Cquote2.png
Uma explosão de axé.

A qualidade é supimpa.

As Meninas são um grupo de revolucionárias ultra esquerdistas que conseguiram implantar um chiclete revolucionário no cérebro dos brasileiros

Salvador[editar]

Tudo começou em Salvador, paz e amor paz e amor. Após o auge do axé no início da década de 90 veio a decadência. E com a decadência vieram As Meninas. Eram todas baianas cada uma na sua onda, uma vendendo acarajé, outra tocadora de berimbau, uma vendendo pulserinha do Senhor do Bonfim, outra dando aula de capoeira, uma stripper, outra vagabunda, uma macumbeira e outra nerd. E com a união dos poderes se formou As Meninas. Carla, Jujuba, Angélica, Ratinha, Cibele, Dilmara, Titi e Fernanda. No começo elas tocavam forró em alguns barzinhos toscos a troco de micharias que mal pagavam a condução do busão, e muitas vezes elas tinham que pular a catraca. Tudo mudou quando ela mudaram de estilo e ao invés de tocar forró passaram a integrar um grupo radical de extrema esquerda que pretendia lançar um novo hit chiclete que simbolizasse o opressor e o oprimido na luta de classes. Numa noite de lua crescente Angélica foi convidada a entrar num iate. Do iate eles foram para um jato e do jato para uma ilha onde ela foi iniciada na cultura comunista. Um acampamento do Juntos. Ao retornar para Salvador ela repassou seus ensinamentos para as amigas. E assim elas fundaram um acampamento em Salvador e lá fizeram a magnífica composição Xi bom bom bom

Xi bom bom bom[editar]

O Sistema opressor quer que o pobre seja uma pulga, quer que o pobre se acostume a trabalhar de operário para o sistema ganhando uma merreca. O nome do hit era Xibom bom bom e parecia ridículo, mas é aí que está o poder do chiclete, no ridículo. O Xi Bom representa uma explosão nesse sistema, dessa situação precária. Onde o fodão cada vez fica mais opressor e o oprimido cada vez fica mais fodinha. E o motivo todo mundo já conhece.é que a foda não acaba quando o bilau não cresce. .

O fim[editar]

O fim delas foi parte da estratégia dos comunistas para assegurar que somente um hit se propagasse.

Ver também[editar]