Asquenazes

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
BandeiradaPolônia.jpg Artykuł ten jest polska!

Asquenazes joga The Crims e Tibia todo dia, não sabe pronunciar seu próprio nome de 250 consoantes, enche a cara no bar de leite, adora checar putas, não pode ir pro espaço e odeia comunistas.
Se você vandalizar, Copérnico vai lhe mandar pro Corredor Polonês!

Este artigo é a escola de Phil Eggtree e é um esboço.
Melhor reformar a escola antes que Phil fuja mais uma vez.
Wikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Asquenazes.

Cquote1.png Você quis dizer: Asquenazistas? Cquote2.png
Google sobre Asquenazes
Cquote1.png Qual a religião mais próxima do judaismo? Os Askenazim! Cquote2.png
Sefarditas sobre Ashkenazim

Os Ashkenazim são os judeus provenientes do leste europeu. O nome deriva de um dos netos de Noah (Noé), Ashkenazi, que seria o patriarca do povo que migraram para aquela região.

Características[editar]

Sobel recuperado.

Os ashkenazim sempre foram diferenciados na Europa, geralmente são loiros com aparência de alemães, falam iídiche, uma espécie de falso cognato que faz uso do alemão mal falado, escrevem da direita para a esquerda com caracteres hebraicos no sentido de explorar os efeitos folclóricos e nostálgicos requeridos, constantemente exibem uns números mal tatuados sob as mangas do braço esquerdo, choram facilmente e gostam de urinar em grupos ou nas paredes.

Histórico[editar]

Devido os efeitos da consanguinidade, os ashkenazim são portadores da uretrite cronica: para eles, é muito doloroso só urinar sem chorar.

Após anos de perseguição durante a inquisição, como se não bastasse também pelos protestantes incentivados por Martinho Lutero que amava o anti-semitismo, e pelos nazistas na segunda guerra mundial, provou-se que todos os Kauffman, Berenstein, Einstein, Gorenstein e todos os outros com nomes teins no sufixo não morreram mas sim, vivem a mais de 70 anos esnobando saude em todo mundo, apesar de apenas os mais velhos ainda falarem íidiche e tem ainda a identidade ashkenazi.

Contrastes[editar]

Os Ashkenazim são mais evoluídos do que os outros, pois cerca de 20% dos tais prêmios Nobel, são de judeus Ashkenazim. Ou seja, enquanto os ashkenazim aumentam o conhecimento do mundo em áreas como a Ciência, Música e Literatura, os sefaradim são os donos do banco da esquina.