Associação Atlética Aparecidense

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Associação Atlética Aparecidense
Escudo do Aparecidense.png
Brasão
Hino Alguma música de dor de cotovelo
Nome Oficial Associação dos Alcoólicos Anônimos
Origem link={{{3}}} Goiás- Aparecida de Goiânia
Apelidos Alcoólicos Anônimos
Torcedores Pobres Coitados
Torcidas Favelão
Fatos Inúteis
Mascote Tubarão (mesmo que no centro do Brasil...)
Torcedor Ilustre Leandro
Estádio Estádio Hannibal Lecter
Capacidade ilimitada de mortes
Sede Aparecida de Goiânia
Presidente Leonardo
Coisas do Time
Treinador Leonardo
Pior Jogador Nuvola apps core.png Leonardo
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Leonardo
Patrocinador Leonardo
Time
Material Esportivo Leonardo Materiais Esportivos
Liga Campeonato Goiano
Divisão 1° Divisão
Títulos Título de Eleitor
Ranking Nacional último
Uniformes Camisa Chelsea 1.jpg
Camisa Chelsea 2.jpg



Cquote1.png Por causa deles, nós fomos rebaixados. Fomos massacrados, esculachados e tomamos uma goleada de 6 a 0, na última rodada da Segunda Divisão do Campeonato Goiano. Cquote2.png
Goiatuba Esporte Clube sobre Associação Atlética Aparecidense

Associação Atlética Desaparecidense, representado pela sigla AAA (Associação dos Alcoólicos Anônimos) é um grupo de caipiras e peladeiros que jogam uma vez por ano contra o Vila Nova ou o Goiás, antes de ser eliminado na primeira fase.

História[editar]

Animados torcedores do Aparecidense, indo festejar mais uma partida do time.

Fundado oficialmente em 1985 na cidade de Aparecida de Goiânia, um fim do mundo, mais ou menos onde Judas perdeu as botas, o time funciona como um importante projeto social. Que transforma os traficantes de drogas da favela que é Aparecida de Goiânia, em jogadores de futebol traficantes de drogas.

O time manda seus jogos no moderno Estádio Hannibal Lecter, com capacidade para 8,5 pessoas. O estádio é conhecido por esse nome por ser famoso em triturar em pedaços os torcedores que se arriscam ir assistir o Aparecidense.

Recentemente o time foi comprado pelo criador de gado e cantor de horas vagas Leonardo, muito famoso em Goiás por suas músicas de corno, com 0,006% de seu salário mantêm o time do Aparecidense sempre competitivo nos campeonatos goianos.

Em função da pobreza extrema, e muitas vezes ausência de jogadores, o Aparecidense muitas vezes abandona o campeonato, e perde todas por W.O.. Sempre gosta de entregar a vaga na competição para o não menos pobre Canedense.

Tirou o ano de 2010 para chafurdar na segunda divisão do estadual.

Tem o melhor zagueiro-massagista de 2013, um profissional que conseguiu parar um campeonato inteiro em apenas um lance.

Massagista melhor que o goleiro?[editar]

O clube ganhou notoriedade nacional e internacional após lance polêmico durante o segundo jogo das oitavas-de-final do Brasileirão-Série D, contra o Time dos Índios Mineiros. A equipe do Aparecidense se classificava com o placar de 2 x 2 até os 44 minutos do segundo tempo, quando o jogador Ademilson do Tupi chuta bola ao gol. A bola já ia entrar, até que o massagista Esquerdinha, com uma esquerdinha impressionante, invade o campo, e tira o gol. No rebote, nova chance pro Tupi, mas novamente o massagista salva. O lance causou indignação no jogadores, comissão técnica e torcedores do Tupi, que correram atrás de Esquerdinha para linchá-lo. Ele conseguiu correr até o vestiário e se esconder. Após cerca de 20 minutos de paralisação, o jogo foi reiniciado. O jogo teve mais 5 minutos, e terminou em 2 x 2, classificando o Aparecidense. O resultado gerou revolta nos dirigentes do Tupi, que entraram com recurso para anulação da partida, e desclassificação do Aparecidense por conduta anti-desportiva e por ter um massagista que agarra melhor que o goleiro.

Nas Competições[editar]

O Aparecidense joga o campeonato goiano a cada dois anos com um time formado por favelados e mendigos de Goiânia que se amontoam no aterro sanitário da capital de Goiás Aparecida de Goiânia. É claro que o time perde todas, mas nunca rebaixa porque o cantor Leonardo sempre doa R$ 1,99 para a Federação Goiana de Futebol para manter o time dele na elite goiana.

Títulos[editar]

Os títulos do Aparecidense estão desaparecidos:

  • Vice-Campeonato Goiano da Segunda Divisão umas 10 vezes.
  • Título de Eleitor.